Certificações financeiras: conheça as principais do mercado

certificações financeiras
Share on twitter
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email


As certificações financeiras são essenciais para agregar conhecimento ao profissional que deseja atuar no Mercado Financeiro e validar sua capacidade técnica para atuar em determinadas áreas.

Além disso, em muitas instituições financeiras os selos de qualificação profissional são obrigatórios para uma atuação legal, o que confirma a indispensabilidade de que o profissional tenha as certificações financeiras necessárias para atuar nesse mercado.

O que é uma certificação financeira?

As certificações financeiras são essenciais para validar o conhecimento técnico determinado de um profissional dentro do mercado financeiro. Em geral, elas são buscadas por quem quer exercer alguma atividade profissional relacionada às finanças e investimentos.

A obrigatoriedade das certificações exigidas em algumas instituições se deve à alta performance do setor, que envolve grandes quantias de dinheiro. Portanto, as empresas demandam uma alta qualificação de seus profissionais.

Ser um profissional certificado é o melhor passo para começar sua carreira no Mercado Financeiro. Confira nossos cursos e se prepare da melhor forma para tirar sua certificação!

Quais as principais certificações financeiras do mercado?

certificações financeiras

Se você deseja atuar na área de finanças, o primeiro passo é entender quais são as principais certificações do mercado financeiro e para que servem.

Por isso, separamos abaixo uma lista com os principais certificados financeiros, confira:

1. Certificação CPA-10

A CPA-10 é uma certificação financeira da ANBIMA voltada aos profissionais que desejam atuar na prospecção e venda de produtos de investimento. Com a Certificação Profissional ANBIMA – Série 10 o profissional valida seus conhecimentos e capacidade técnica perante as principais instituições financeiras que atuam neste ramo.

Se você quer em trabalhar com produtos de investimentos, o Certifiquei oferece o melhor curso preparatório para você tirar a sua certificação da CPA-10. Confira!

2. Certificação CPA-20

Assim como a primeira, a CPA-20 também é uma certificação criada pela ANBIMA. Seu objetivo é certificar os profissionais para atuarem na venda de produtos de investimento e na manutenção de carteiras em segmentos de alta renda.

Com a Certificação Profissional ANBIMA – Série 20, o profissional certificado poder atuar em:

  • Varejo alta renda;
  • Private banking;
  • Corporate e investidores institucionais;
  • Agências bancárias;
  • Plataformas de atendimento.

Portanto, a CPA 20 consiste em uma prova de conhecimentos da área bancária voltada aos profissionais que desejam atuar no segmento de alta renda.

Para tirar sua certificação CPA-20, confira o curso do Certifiquei e estude para o exame com o suporte dos melhores profissionais do mercado.

3. Certificação CEA

Por sua vez, a CEA, ou Certificação de Especialista em Investimentos ANBIMA, como o nome sugere, valida o conhecimento do profissional do setor financeiro para atuar como especialista em investimentos.

Com a CEA, o profissional também poderá exercer as mesmas atividades que abrangem a CPA 10 E CPA 20, além de assessorar investimentos, gerentes e contas de pessoas físicas e jurídicas. Isso porque ela serve como um selo de qualidade para quem deseja trabalhar indicando produtos de investimento.

30 dicas para tirar sua certificação

EBOOK GRATUITO | 30 dicas para você se preparar para a sua prova

Baixe o ebook gratuito e confira 30 dicas que te ajudarão a se planejar da melhor forma para os exames de certificação. 

30 dicas para tirar sua certificação

EBOOK GRATUITO | 30 dicas para você se preparar para a sua prova


4. ANCORD

A ANCORD, ou Certificação de Agente Autônomo de Investimentos, é voltada para quem deseja se tornar um corretor da Bolsa de Valores.

Ela funciona também como uma autorização para quem deseja trabalhar como Agente Autônomo de Investimentos (AAI), de acordo com a Resolução Nº2.838, de 2001, e com a Instrução Nº497 da CVM, de 2011.

Nesse caso, a função é a mesma de gerentes de banco, mas a gestão da conta de clientes é feita junto a uma corretora de valores

5. Certificação CGA

A Certificação CGA, ou Certificação de Gestores ANBIMA, valida o conhecimento dos profissionais que realizam tomada de decisão sobre investimentos e recursos de terceiros.

O trabalho de gestão de ativos pode ser exercido através de fundos de investimento ou estratégias individuais. Para isso, o gestor de ativos fica responsável por montar a carteira de investimentos de clientes.

Em seu cotidiano, o gestor estuda o mercado e busca por mudanças positivas para identificar tendências. A partir disso, ele une os objetivos traçados junto aos investidores e define quais as melhores oportunidades para investir.

6. Certificação CFP

A próxima certificação, a CFP, ou Certified Financial Planner, é uma das mais buscadas pelos profissionais que desejam trabalhar no mercado financeiro, uma vez que ela também é válida fora do Brasil.

A CFP é emitida pelo Certified Financial Planner Board of Standars, empresa estadunidense. Porém, no Brasil, é a responsável por sua emissão é a Planejar (Associação Brasileira de Planejadores Financeiros)

Trata-se de um selo obrigatório para quem deseja trabalhar na área de private banking dos bancos filiados à ANBIMA. Contudo, para outras áreas, a CFP tem caráter voluntário.

Com esta certificação é atuar com:

  • Planejamento financeiro;
  • Gerenciamento de riscos;
  • Seguridade;
  • Questões fiscais;
  • Questões sucessórias.

7. Certificação CA (300, 400 e 600)

A ACECIP (Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança) oferece algumas variações da prova da CA, voltada para quem deseja atuar como correspondente de crédito imobiliário junto às instituições financeiras.

  • CA-300: pré-requisito básico para os profissionais que queiram atuar como Correspondentes de Crédito Imobiliário junto às instituições financeiras;
  • CA-400: voltada para os profissionais que trabalham em agências bancárias e plataformas de atendimento de clientes em operações de crédito imobiliário;
  • CA-600: pré-requisito básico para a comercialização de produtos de crédito imobiliário.

8. Certificação CFA

O CFA, ou Chartered Financial Analyst, é uma certificação de nível internacional reconhecida em diversos países. Por esse motivo, trata-se de uma das certificações mais procuradas para a carreira na área de finanças.

Os profissionais certificados pela CFA podem atuar como analistas do mercado financeiro. Porém, o título de CFA charterholder habilita o profissional para atuar em:

  • empresas de investimento;
  • companhias de seguros;
  • hedge;
  • consultoria financeira;
  • bancos.

Ela é emitida pelo instituto norte-americano CFA Institute, que também é responsável pelos exames de avaliação que validam o conhecimento dos candidatos que desejam se certificar.

9. Certificação CNPI

O  Certificado Nacional do Profissional de Investimentos, mais conhecido como CNPI, é uma certificação obrigatória requerida pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para os profissionais que desejam atuar como Analista de Valores Mobiliários.

Além disso, o profissional certificado com o CNPI pode fazer relatórios de investimentos e atuar como consultores financeiros.

A Apimec (Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do mercado de Capitais) é responsável pelo desenvolvimento dessa certificação, que possui as seguintes categorizações:

    • CNPI: direcionado à formação do Analista Fundamentalista, que atua na determinação de valores de um título a partir da análise e avaliação de companhias na economia;
    • CNPI-T: voltado para quem deseja se tornar um Analista Técnico, que reconhece oportunidades de investimento a partir da leitura de padrões gráficos
    • CNPI-P: Direcionado à formação do Analista Pleno, ou seja, que trabalha de maneira fundamentalista e técnica.

Quer trabalhar como Analista de Valores Mobiliários? O melhor curso preparatório para você tirar sua certificação CNPI está no Certifiquei. Confira!

Vale a pena conseguir uma certificação financeira?

Profissionais certificados dentro do mercado financeiro conseguem muito mais reconhecimento, já que esses selos comprovam a sua qualificação. Além disso, para muitas funções, algumas certificações são obrigatórias, exigindo bastante preparação e conhecimento sobre finanças.

Nesse sentido, é possível perceber a importância das certificações financeiras para quem deseja atuar em qualquer instituição do mercado financeiro.

Guilherme Almeida
Guilherme Almeida
Bacharel em Economia e Especialista em Finanças Corporativas e Mercado de Capitais pelo Ibmec-MG. Mestrando em Estatística pela UFMG, atua como professor, palestrante e porta voz das áreas de economia e finanças, tendo concedido mais de mil entrevistas para os principais meios de comunicação. Atualmente, leciona matérias ligadas à Economia e ao Mercado Financeiro em cursos preparatórios para certificações financeiras, além de ser o Economista-Chefe do departamento de Estudos Econômicos da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Minas Gerais (Fecomércio MG).

relacionadas