Computação em nuvem é essencial para o crescimento das empresas

Computação em nuvem
Share on twitter
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

Os dados são essenciais dentro de uma empresa. A organização desses objetos é essencial para o sucesso de qualquer organização, independente do nicho. Por isso, a computação em nuvem ganha cada vez mais destaque.

Isso porque, com um alto volume de dados, pode ser que essa gestão se torne um problema a longo prazo, principalmente com a utilização de ferramentas tradicionais. Nesse caso, a computação em nuvem pode ser um excelente facilitador.

O que é computação em nuvem?

Computação em nuvem (em inglês, cloud computing) é um conjunto de serviços pela internet. Esses serviços podem incluir armazenamento, bancos de dados, softwares, entre outros. Além disso, existem pacotes dessas ferramentas e cada um inclui uma série de opções que facilitarão muito os processos de sua empresa.

Principais benefícios da computação em nuvem

Conheça 4 benefícios que a computação em nuvem pode proporcionar para sua empresa.

  • Desempenho: os principais serviços operam em uma rede de data centers seguros, atualizados regularmente e em escala global.
  • Confiabilidade e segurança: armazene dados, faça backups e recupere-os com facilidade. Essa centralização da informação auxilia em vários momentos.
  • Velocidade: os dados e ferramentas armazenados são estruturados para que grandes quantidades de recursos possam ser acessados e dispostos em segundos, fornecendo flexibilidade e rapidez nos processos.
  • Produtividade: servidores locais exigem constante manutenção. Nesse sentido, a computação na nuvem elimina parte dessas necessidades, reduzindo o tempo e os custos das operações.

Tipos de computação em nuvem

Em primeiro lugar, você precisa ter ciência do tipo de implementação da qual você necessita e qual a arquitetura atende seus processos. Confira, a seguir, 3 tipos diferentes de computação em nuvem.

  • Nuvem privada: é um tipo de nuvem em que a infraestrutura é oferecida de forma privada. Nesse sentido, é acessada apenas por uma empresa e seus colaboradores;
  • Nuvem pública: geralmente pertence a um provedor de serviços externo. Na nuvem pública, todo o software é administrado por esse provedor. O acesso se dá via navegador da web, utilizando sua conta;
  • Nuvem híbrida: por fim, a nuvem híbrida une os dois tipos em um único sistema. Ela permite que os dados em nuvem circulem entre nuvens privadas e públicas.

Tipos de serviços de nuvem

Existem 4 tipos de serviços em nuvem. Confira quais são:

  1. IaaS: significa infraestrutura como serviço, sendo a categoria mais básica desses serviços. Nela, você aluga uma infraestrutura de um provedor, com o pagamento realizado de acordo com o uso;
  2. PaaS: a plataforma como serviço fornece um sistema sob demanda, com uma arquitetura personalizada para desenvolvimento de aplicativos. Ele foi criado para desenvolvedores, visto que otimiza o processo de softwares para web ou móvel;
  3. SaaS: o software como serviço é um método que opera por meio de assinaturas. Ele distribui aplicativos, hospeda a infraestrutura e faz manutenções, como upgrades e patchs;
  4. Computação sem servidor: essa computação está centrada na criação de ferramentas para softwares. Ademais, o provedor configura o sistema, planeja a capacidade e gerencia o espaço por conta própria. Essas arquiteturas são flexíveis e são controladas por eventos, utilizando certos recursos apenas quando necessário.

Vantagens e desvantagens da computação em nuvem

Como toda ferramenta, a computação nas nuvens possui vantagens e desvantagens. Vejamos mais detalhes a seguir.

Vantagens

Aumento dos lucros e redução de custos é uma vantagem porque boa parte dos equipamentos e mão de obra utilizados tornam-se obsoletos. Além disso, a ferramenta é personalizável e o contratante paga somente os recursos que utilizar.

Upgrades podem ser feitos de forma muito mais prática e rápida, permitindo a manutenção dos serviços de acordo com as necessidades da empresa. Isso gera escalabilidade no uso dos serviços e atualizações.

A chance de quedas no serviço são bem menores com a adoção de serviços de computação em nuvem, o que aumenta a disponibilidade.

Por fim, por ser totalmente online, a computação em nuvem diminui o uso de diversos equipamentos. Dessa forma, há economia de energia, espaço, redução de poluentes, entre muitos outros benefícios.

Desvantagens

A computação em nuvem exige uma boa conexão com a Internet. Portanto, para acessar os serviços, a empresa precisa de uma boa conexão de dados.

Além disso, com toda a certeza, você já deve ter ouvido falar de casos de quebra de segurança online. Para evitar essa situação, é necessário que você pesquise antes de contratar um provedor e atente-se às normas de segurança que cada serviço oferece.

Como adequar o uso da computação em nuvem à LGPD?

A Lei Geral de Proteção de Dados (Lei 13.709/2018), sancionada em 2018, entrou em vigor em setembro de 2020. De acordo com a lei, as empresas deverão pedir permissão aos consumidores para utilizar seus dados. As multas passam a valer a partir de agosto de 2021.

As empresas que utilizam os serviços de computação em nuvem também devem estar atentas às normas. Mas, o que muda para essas organizações?

Quer se tornar um especialista em LGPD certificado pela EXIN? Acesse a página de cursos do Certifiquei e confira nosso curso Privacy & Data Protection – Essentials!

Antes de tudo, procure pelos melhores servidores. Pesquise e verifique se o sistema segue as normas e sanções da LGPD.

Logo após, verifique se a empresa gerencia suas bases com transparência. As informações pessoais de cada cliente devem ser de fácil acesso para que, caso alguém solicite alguma alteração, a mesma possa ser feita rapidamente. Esse mapeamento de informações é essencial no processo, incluindo a devida organização de informações.

Faça backups de todos os dados e, principalmente, tenha controle sobre todos esses arquivos. As cópias auxiliam nas restaurações, em caso de perdas ou ataques.

É importante o desenvolvimento de um trabalho de conscientização da equipe acerca da responsabilidade que o acesso a dados carrega. Converse com a equipe e instrua todos adequadamente para evitar futuros incidentes.

Sem dúvida, a computação em nuvem é indispensável quando se fala de inovação e conectividade. Não deixe de conferir mais de nossos conteúdos sobre segurança da informação e esteja sempre atualizado sobre as novidades do mercado!

Sidney Estrela
Sidney Estrela
Sidney Estrela é formado em Redes de computadores e MBA em gestão de TI pelo IBTA. Profissional com mais de 10 anos de atuação na área de Tecnologia da Informação, sendo os últimos sete anos dedicados à auditoria e compliance em Segurança da Informação. Atua como Especialista de Segurança da Informação e como consultor de Privacidade e Proteção de Dados, auxiliando os clientes nas adequações de empresas e seus processos e negócios à LGPD. Possui as certificações da trilha EXIN DPO e EXIN ISO - Information Security Officer, além de certificado como Auditor ISOIEC-27001.

relacionadas