O que são os vírus de computador e como se proteger?

O que são os Vírus de Computador e como se proteger?
Share on twitter
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

Com o avanço da Internet e o maior uso das tecnologias digitais, os ciberataques passaram a ter destaque, sendo causados, muitas vezes, por meio de vírus de computador.

O Brasil é um dos países do mundo inteiro onde mais são criados vírus de computador dos mais variados tipos, o que torna ainda mais importante ter um cuidado com o que é feito na Internet.

O que são os vírus de computador?

Vírus de computador é um termo utilizado nas áreas de informática e de tecnologia da informação que dizem respeito a um software, ou parte de código malicioso, capaz de se autorreplicar e se infiltrar no seu dispositivo sem o seu conhecimento ou permissão.

Esse tipo de programa também recebe o nome de malware, e possui uma série de classificações, a depender da sua forma de ação.

Ele age de forma parecida com os vírus que afetam pessoas, como o da gripe, por exemplo, esse tipo de programa consegue se multiplicar e se infiltrar no aparelho até mesmo sem ser notado ou permitido.

Como consequência direta da infecção por vírus temos um desempenho mais lento do computador, arquivos danificados e por vezes destruídos, monitorar sites que a pessoa entra e acessar a senhas e dados confidenciais.

E uma dúvida que muitas pessoas possuem é sobre o que causa o vírus no PC, ou seja, como ocorre a infecção do computador.

Pode acontecer de três formas diferentes:

  1. por meio de uma mídia removível, como um pendrive ou disco;
  2. download de um arquivo na Internet que está infectado; ou
  3. abrindo algum link ou anexo de um e-mail que leve para um site mal intencionado.

Por isso, o recomendado é nunca baixar arquivos de sites não confiáveis e muito menos abrir links de remetentes desconhecidos.

Normalmente quem cria os vírus de PC são hackers não-éticos.

Como funciona esse tipo de software?

Muitas pessoas não sabem como funciona um vírus de PC, e isso não é algo estranho hoje em dia, mesmo sendo um problema comum em nosso país.

Mas como citamos anteriormente, ele funciona parecido a um vírus biológico, atacando o hospedeiro e começando a infectar outros a fim de aumentar o seu alcance.

Para isso, ele se aloja em outro programa ou até mesmo em um documento, e começa a agir a partir do momento em que esse arquivo é executado.

Ele começa a atingir outras partes do computador por meio da autorreplicação, que é a capacidade de criar cópias para outros arquivos e dispositivos.

Esse tipo de programa pode ser dividido em duas diferentes categorias quando falamos sobre sua forma de infecção. A primeira é a que ele começa a agir somente quando é ativado, que citamos anteriormente.

Na segunda, assim que ele entra no computador ou dispositivo, ele já começa a agir, se espalhando e danificando o sistema.

Os vírus possuem quatro fases:

  • dormente: quando ele ainda está oculto no sistema;
  • propagação: quando ele começa a infectar outras áreas;
  • ativação: momento em que o vírus se torna ativo e funcionar; e
  • execução: quando o vírus já está afetando totalmente o dispositivo por ter liberado a carga completa.

Quais os tipos de vírus de computador?

Após entender o que é um vírus de computador e como ele funciona, vamos conhecer os tipos e vírus de computador existentes. Eles são divididos de acordo com o tipo de ação que ele possui dentro do sistema que ele entra.

Sendo assim, temos a seguinte lista com os principais tipos de vírus informáticos:

  • Adware: um dos tipos mais comuns, são programas que enviam anúncios para os computadores;
  • Bots: podem realizar diversas funções, mas normalmente são utilizados para executar comandos específicos mesmo sem consentimento do usuário;
  • Ransomware: tipo de vírus que infecta o computador, criptografa uma série de dados e exige um resgate para recuperá-los que, se não for pago, serão apagados;
  • Rootkits: um malware que permite o controle ou acesso do computador por terceiros;
  • Spyware: como o nome sugere, esse tipo de malware espiona o que a pessoa faz no computador, coletando dados, hábitos de navegação e informações;
  • Trojan, Botnet ou Cavalo de Tróia: um dos mais conhecidos e comuns, que invadem o computador e começam a prejudicar o funcionamento do dispositivo; e
  • Worms: esse é um tipo de vírus independente, ou seja, não depende da ação humana para se propagar.

Por isso, tendo em vista que os vírus podem realizar diversas funções em um computador, o mais indicado é evitar ao máximo qualquer tipo de infecção, adotando medidas que o protejam de todos os tipos existentes.

Quais perigos os vírus de computador oferecem para empresas que fazem tratamento de dados pessoais?

O principal problema dos mais variados tipos de vírus de computador é o dano causado nos dispositivos. Isso porque eles geram uma série de prejuízos devido a corrupção dos arquivos do sistema, destruição de dados e até mesmo uso indevido das informações.

Assim, uma empresa que realiza tratamento de dados e possui um vírus no computador fica sujeita a um ciberataque e consequentemente o vazamento dos dados de clientes.

Se a empresa não adotar medidas para mitigar os riscos de vazamento de dados provenientes de ataques cibernéticos, sujeitando-se à ação de vírus, estará agindo contra o que a Lei Geral de Proteção de Dados dita, que versa sobre a defesa dos dados pessoais dos titulares.

Ebook LGPD

EBOOK GRATUITO | 14 passos para adequar sua empresa à LGPD

Baixe o ebook gratuito e saiba como iniciar a adequação da sua empresa à LGPD!

Ebook LGPD

EBOOK GRATUITO | 14 passos para adequar sua empresa à LGPD

Como evitar os vírus de computadores e estar de acordo com a LGPD?

Por último, traremos alguns pontos importantes a serem seguidos para evitar a infecção por vírus em computadores e também para estar de acordo com a LGPD.

O primeiro ponto começa entendendo o que é antivírus e como ele funciona, ponto fundamental para gerar uma proteção inicial no computador.

O antivírus é um programa que protege o computador e funciona para detectar e até eliminar os vírus existentes, ao mesmo tempo em que impede que ele seja instalado e se multiplique.

Dito isso, vamos então à lista de como evitar o vírus em um dispositivo, principalmente o computador:

  • utilizar um antivírus para computador para proteger o sistema;
  • evitar clicar em links desconhecidos e anexos de remetentes desconhecidos;
  • tenha cuidado ao realizar compras ou baixar aplicativos, até mesmo em lojas conhecidas;
  • não baixar mídias piratas;
  • mantenha o sistema atualizado;
  • realize backups com frequência, mantendo dados e arquivos importantes a salvo;
  • tenha cuidado com anúncios e pop-ups dos quais não se conhece a procedência;
  • mantenha o sistema operacional sempre atualizado; e
  • troque as senhas utilizadas em e-mails e redes sociais com frequência.

Por outro lado, para estar de acordo com a LGPD a empresa deve:

  1. nomear um Encarregado pela Proteção de Dados, conhecido também como DPO;
  2. fazer uma auditoria de todos os dados que a empresa possui armazenados;
  3. examinar as políticas de segurança de dados existentes.

Evitar a infecção de vírus de computador por meio de medidas de defesas é uma boa maneira de evitar maiores problemas com a LGPD.

 

Carla Batistella
Carla Batistella
Carla Batistella é formada em Redes de computadores e MBA em gestão de projetos pela FGV, atua há 18 anos com tecnologia da informação, sendo os últimos cinco anos com projetos de compliance de segurança da informação. Estuda Privacidade e Proteção de Dados há algum tempo e é DPO EXIN. Atua em diversos projetos, auxiliando os clientes nas adequações de empresas e seus processos e negócios à LGPD.

relacionadas