Assessor financeiro: o que faz e como se tornar esse profissional?

assessor financeiro
Share on twitter
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

Muitas pessoas precisam da ajuda de profissionais para tomar decisões financeiras inteligentes. Um desses agentes que realiza esse tipo de trabalho é o assessor financeiro.

O assessor financeiro é um profissional especializado em ajudar clientes a ter atitudes, do ponto de vista financeiro, mais assertivas e sustentáveis ao longo do tempo. Essa função é diferente de um consultor financeiro ou mesmo de um consultor de investimentos.

O que é o assessor financeiro?

Como o nome sugere, o assessor financeiro é alguém que acompanha e orienta alguém nas tomadas de decisões que envolvem suas finanças pessoais. Muitas vezes, esse profissional é confundindo com o consultor financeiro. No entanto, o profissional de assessoria financeira, possui algumas particularidades.

Portanto, não trata-se da mesma maneira de atuação. Para entender o que faz o assessor financeiro, é preciso distinguir:

  • Assessoria financeira: entende, sob uma perspectiva mais ampla, determinado problema que o cliente sabe que existe e identifica formas de solucioná-lo, optando por um direcionamento;
  • Consultoria financeira: identifica o problema para, posteriormente, encontrar a solução. De certa forma, é um diagnosticador de uma necessidade.

Em caráter comparativo, o assessor financeiro se equipara mais ao planejador financeiro. Contudo, esse último é mais utilizado por clientes que necessitam de uma reestruturação financeira.

Como atua o assessor financeiro?

assessor financeiro

Explicado para que serve o assessor financeiro, é normal que surja a dúvida sobre o campo de atuação desse profissional. Antes de tudo, é válido destacar que existem duas modalidades principais. Onde, o assessor pode executar a assessoria financeira empresarial (pessoa jurídica) ou assessoria financeira pessoal (pessoa física).

Quer trabalhar no mercado financeiro? A Certifiquei oferece os melhores cursos preparatórios para você tirar a sua certificação. Confira!

Assessoria financeira empresarial

As duas atuações de assessoria possuem focos diferentes.  Na área empresarial é importante que o profissional tenha bom conhecimento sobre finanças corporativas. Alguns exemplos de atividades na área empresarial são:

  • Inteligência financeira: utilizada para compreender a saúde financeira da empresa e quais os melhores caminhos para traçar um plano estratégico;
  • Gestão de risco: entender quais ações tomar a depender do cenário em que se está inserido e do que se espera no futuro;
  • Planejamento financeiro: identificação de atitudes que precisam ser tomadas para garantir a sustentabilidade econômica do negócio, de forma que as atividades não sejam prejudicadas.

Assessoria financeira pessoal

O assessor financeiro pessoal também se diferencia do consultor financeiro pessoal. Na assessoria existe o entendimento da particularidade do cliente. Nesse caso, pode-se utilizar recursos como:

  • Planejamento para aposentadoria: visando uma maior estabilidade financeira no futuro, o assessor pode traçar um plano para aposentadoria que caiba na realidade do assessorado;
  • Resolução de dívidas: algumas pessoas contratam assessores para que haja uma planificação sobre as dívidas existentes e, assim, seja traçado um projeto de quitação dos débitos.

Mas, além disso, pode-se ter um exercício dentro ou fora de uma instituição. É comum que muitos dos assessores atuem de forma independente. É imprescindível que, independente da atuação, exista uma qualidade de confiança imprimida no assessorado.

Para isso, é preciso:

  • Estudar o cliente como unidade;
  • Ter boa comunicação e relacionamento;
  • Entender as variáveis envolvidas no problema;
  • Buscar experiências;
  • Ter qualificação.

Ser um profissional certificado é o primeiro passo para começar sua carreira no mercado financeiro. Confira nossos cursos e se prepare da melhor forma para tirar sua certificação!

O que é preciso para se tornar um assessor financeiro?

Geralmente, as áreas mais cursadas por atuantes da área de assessoria financeira, estão ligadas aos cursos de ciências contábeis e administração de empresas. Mas, essa não é uma via de regra. O salário de um assessor tem o valor-base aproximado de R$2.000, podendo variar de acordo com qualificação, experiência e região de atuação.

É possível encontrar curso de assessoria financeira, o que pode ser uma boa oportunidade para aprender sobre o mercado e fazer networking. Ou seja, tanto para o já assessor financeiro ou para quem deseja se tornar um profissional. Ter certificações financeiras e qualificações, é um processo imprescindível e indispensável.

Guilherme Almeida
Guilherme Almeida
Bacharel em Economia e Especialista em Finanças Corporativas e Mercado de Capitais pelo Ibmec-MG. Mestrando em Estatística pela UFMG, atua como professor, palestrante e porta voz das áreas de economia e finanças, tendo concedido mais de mil entrevistas para os principais meios de comunicação. Atualmente, leciona matérias ligadas à Economia e ao Mercado Financeiro em cursos preparatórios para certificações financeiras, além de ser o Economista-Chefe do departamento de Estudos Econômicos da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Minas Gerais (Fecomércio MG).

relacionadas