Banco digital: o que é e como funciona esse tipo de banco?

banco digital
Share on twitter
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

Por sua importância, o setor bancário é o sempre foi um elemento fundamental no sistema financeiro. Porém, um novo tipo de instituição vem transformando a lógica desse mercado: o banco digital.

O banco digital, não apenas torna o ambiente financeiro mais competitivo e leva mais flexibilidade de atendimento ao cliente, ele também serve como nova oportunidade para atuantes do setor financeiro.

O que é banco digital?

Como o nome sugere, o banco digital nada mais é do que uma instituição financeira que presta serviços e oferece produtos através do ambiente virtual.

Assim, o modelo operacional de um banco digital consegue acompanhar as mudanças tecnológicas e diversificar a forma de conexão com o cliente e até mesmo, a atuação dos profissionais envolvidos nas atividades. Isso porque nem todos os bancos disponíveis hoje, através de acesso digital surgiram especificamente para esse meio.

Através da movimentação da forma de consumo dos clientes, surgiu a necessidade de adaptar os formatos para não perder espaço e competitividade de mercado. Inclusive, segundo pesquisa da FEBRABAN, os canais digitais já são os meios mais utilizados pelos clientes bancários.

Essa é uma ideia que não serve apenas para as organizações, mas também, para os profissionais que querem atuar em bancos ou que já atuam e que, buscam novas formas de exercício da função.

Características dos bancos digitais

Os bancos digitais possuem características mais inovadoras, até por esse motivo se aproveitam muito do desenvolvimento das Fintechs. Dessa forma, eles acabam oferecendo algumas vantagens em relação aos produtos bancários convencionais.

Por serem relativamente novos, se comparados aos bancos tradicionais, os bancos digitais ainda possuem características desconhecidas pela maioria dos clientes e também, dos próprios profissionais que querem começar a atuar nesse modelo.

Algumas das principais características dos bancos no universo online:

  • O usuário controla as operações. Dessa forma, o “gerente” desaparece no processo de experiência no banco;
  • Na maioria das vezes, os bancos não possuem agências físicas;
  • Atendimento online através de aplicativo ou site;
  • Geralmente, a equipe de atendimento trabalha em um escritório ou, em alguns casos, existe a terceirização desse serviço.

Como trabalhar em um banco digital?

A função de um banco online, não se dá apenas pela estrutura, mas também, pelo atendimento que, precisa ser mais:

  • Ágil;
  • Consultivo;
  • Personalizado.

Isto é, quem vai através de um cadastro em um banco digital, busca maior flexibilidade e um bom atendimento. Por isso, o profissional que começar a atuar em uma plataforma de banco digital, precisa estar ciente que algumas atitudes são diferentes dos bancos tradicionais.

Na maioria das vezes, as vagas em banco digital, são disponibilizadas pelas próprias instituições no site. Dessa forma, o profissional que quiser ganhar um espaço no mercado precisa estar de olho nas oportunidades e se qualificar. Afinal, a competitividade é grande, mesmo que seja um ambiente relativamente novo.

Ser um profissional certificado é o primeiro passo para começar sua jornada no mercado financeiro. Confira nossos cursos e se prepare da melhor forma para conseguir sua certificação!

Vale a pena trabalhar em um banco digital?

Primeiro, é preciso distinguir um banco digitalizado de um banco digital. O banco digitalizado possui processo presencial, já no digital, o processo é inteiramente online. Isto é, mesmo que algumas organizações disponibilizem algumas ferramentas digitais, isso não significa que a sua atuação é dessa maneira.

Decidir se vale ou não a pena trabalhar em um banco digital, é uma opinião que varia de perfil para perfil. Alguns profissionais não abrem mão do “olho no olho” — e, por isso, não costumam se adaptar ao novo formato de exercício da função.

Além disso, é essencial que se busque entender a cultura, responsabilidades e habilidades que é preciso ter para atuar em determinado banco. Algumas certificações bancárias também possibilitam que haja uma maior chance de abertura de espaço nesse mercado de trabalho. Assim, os cursos são uma porta de entrada para um espaço que se torna cada vez mais amplo.

Ou seja, antes de concorrer a vaga em um banco digital, é preciso entender o próprio perfil e buscar formas de estar preparado para as oportunidades de mercado.

Guilherme Almeida
Guilherme Almeida
Bacharel em Economia e Especialista em Finanças Corporativas e Mercado de Capitais pelo Ibmec-MG. Mestrando em Estatística pela UFMG, atua como professor, palestrante e porta voz das áreas de economia e finanças, tendo concedido mais de mil entrevistas para os principais meios de comunicação. Atualmente, leciona matérias ligadas à Economia e ao Mercado Financeiro em cursos preparatórios para certificações financeiras, além de ser o Economista-Chefe do departamento de Estudos Econômicos da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Minas Gerais (Fecomércio MG).

relacionadas