Bull Market: saiba mais sobre este movimento do mercado

Bull Market: saiba mais sobre este movimento do mercado
Share on twitter
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

Saber aproveitar os movimentos do mercado para investir é um ponto importante para quem busca atuar na área, afinal boas oportunidades de investimentos tendem a aparecer nestes momentos. Assim, conhecer o Bull Market se torna indispensável.

Isso porque o Bull Market é o termo utilizado para indicar movimentos de crescimento do mercado, dessa forma estar atento a tal movimento é importante tanto para os investidores, quanto para os profissionais que atuam na área, como é o caso do consultor de investimentos.


Tenha uma carreira profissional de sucesso no mercado financeiro! O Certifiquei oferece os melhores cursos preparatórios para você tirar a sua certificação. Confira!

O que é o Bull Market

Em suma, o Bull Market é o termo utilizado para destacar quando a bolsa de valores está com tendência de alta, isto é, os ativos financeiros negociados neste mercado estão apresentando alta em seus valores.

Dessa forma, a tendência é que o otimismo entre investidores aumente, com isso este crescimento siga por tempo indeterminado.

Além disso, é importante pontuar que para ser encarado como um Bull Market é necessário que o índice apresente um crescimento médio acima de 20%.

Outro ponto para se destacar sobre o tema é relacionado a escolha do touro como representação.

Richard S. Tedlow, primeiro agente de mercado a apresentar o termo, argumenta que o touro ataca de baixo para cima, jogando suas vítimas para o alto.

Assim, quando os gráficos relacionados à bolsa de valores estão em alta, indicam um movimento semelhante ao do ataque de um touro.

Tal conceito tem tanto espaço no setor financeiro, que em frente a principal bolsa de valores do mundo, em Wall Street, Nova Iorque, há uma estátua de um touro, sendo que esta se tornou um ponto turístico da cidade.

Dessa forma, é possível perceber o impacto que o conceito por trás do Bull Market tem para o mercado financeiro.

Portanto, é útil entender o funcionamento deste mercado e seu prazo de duração.

Como funciona a tendência de alta

Inicialmente, vale reforçar que o Bull Market é utilizado para representar um movimento de alta do mercado, sendo que este contexto acontece tanto pela valorização dos ativos, quanto pelo “sentimento” dos investidores.

Todavia, ainda existem outros fatores que podem ser um indicativo para tal cenário, sendo que é possível destacar alguns exemplos, como:

  • Aumento no Produto Interno do Bruto (PIB) do país;
  • Crescimento no número de oferta de empregos;
  • Queda nas taxas de juros;
  • Crescimento nos índices de lucratividade envolvendo as empresas da bolsa de valores.

Dessa forma, é possível perceber que diferentes fatores podem interferir para haver uma tendência de alta no mercado.

Portanto, o funcionamento no Bull Market se dá através de alguns pontos que influenciam a economia como um todo.

Além disso, é possível separar as fases de alta do mercado em três momentos. São eles:

  1. Acumulação – O mercado, se recuperando, tem uma valorização dos ativos, todavia este crescimento é temporário;
  2. Participação pública – O público geral passa a considerar a bolsa de valores como uma boa alternativa para investimentos, assim há um crescimento no número de investidores no mercado e a valorização dos ativos negociados no mesmo;
  3. Euforia – Investidores menos experientes optam por seguir um efeito de manada. Assim, é comum que pessoas com mais experiência na área vendam seus ativos em empresas que estão sofrendo tal “valorização”.

Assim, entender sobre o que motivou a alta do mercado também se torna uma tarefa para conter riscos.

De qualquer modo, é importante que o investidor compreenda de que modo pode aproveitar tal contexto e utilizar uma estratégia Bull Market.

5 passos para se inscrever na prova da ancord

EBOOK GRATUITO | 5 passos para se inscrever na prova da ANCORD

Baixe o ebook gratuito para conferir como realizar a prova de certificação ANCORD para tornar-se um Agente Autônomo de Investimentos.

5 passos para se inscrever na prova da ancord

EBOOK GRATUITO | 5 passos para se inscrever na prova da ANCORD

Aproveitando o período de alta

O investidor do mercado financeiro deve estar preparado para aproveitar tanto os momentos de baixa do mercado, quanto os de altar.

Todavia, nem sempre este é um processo simples, sendo que é importante o conhecimento de técnicas que auxiliam no processo de mapeamento do mercado.

Assim, para aproveitar um movimento de alta no mercado de renda variável, os investidores devem buscar se antecipar ao crescimento do mercado.

Ou seja, antes do Bull Market é possível adquirir ativos por um preço baixo, sendo que, a partir do início do momento de alta, eles se valorizam consideravelmente.

Ainda que encontrar a tendência de alta não seja simples, e, realmente não é, existem algumas estratégias de antecipação que podem ser úteis para o investidor.

Nesse sentido, é possível destacar, por exemplo:

  • Considerar e se informar com opiniões de profissionais e especialistas da área;
  • Análise do contexto macroeconômico, considerando variações nas taxas de juros, PIB, IPCA, entre outros indicadores econômicos importantes na economia de um país;
  • Contexto político e econômico do país e projeções possíveis;
  • Realizar tipos de análises, como a fundamentalista, para avaliar o potencial de crescimento que uma empresa teria em um momento de alta do mercado;
  • Análise Gráfica para buscar encontrar as tendências do mercado.

Contudo, vale destacar que este último ponto, exige certos cuidados, especialmente porque a Análise Gráfica envolve maiores riscos ao investidor.

Dessa forma, é mais indicada para investidores que tenham maior aceitação ao risco e busquem ganhar no curto prazo com investimentos em renda variável.

Bull Market e Bear Market

Bull Market: saiba mais sobre este movimento do mercado

Como visto até aqui, o Bull Market é um momento de alta do mercado financeiro, em que os efeitos refletem na economia de modo geral.

Contudo, também existem momentos em que a tendência é de baixa na bolsa de valores, causando a desvalorização de grande parte dos ativos financeiros negociados no segmento.

Para tais momentos, se utiliza o termo Bear Market para ilustrar.

Tal qual acontece com o Bull Market, o sentido é ilustrar a tendência de mercado com o ataque de um animal, no caso, o urso ataca com suas garras de cima para baixo.

Assim, os gráficos em um período de tendência de baixa fazem o movimento de cima para baixo.

Além disso, vale destacar que para se encaixar neste contexto, é necessário que o índice tenha uma queda média de no mínima de 20%.

Outra caraterística marcante é não haver um período específico para o fim deste movimento de baixa, fazendo com que não só a bolsa de valores, como a economia sofra com este período.

Contudo, também é importante frisar que existem formas de aproveitar bons negócios neste período.

Portanto, tão importante quanto entender o Bull Market, é compreender as características e estratégias possíveis no período Bear Market.

Guilherme Almeida
Guilherme Almeida
Bacharel em Economia e Especialista em Finanças Corporativas e Mercado de Capitais pelo Ibmec-MG. Mestrando em Estatística pela UFMG, atua como professor, palestrante e porta voz das áreas de economia e finanças, tendo concedido mais de mil entrevistas para os principais meios de comunicação. Atualmente, leciona matérias ligadas à Economia e ao Mercado Financeiro em cursos preparatórios para certificações financeiras, além de ser o Economista-Chefe do departamento de Estudos Econômicos da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Minas Gerais (Fecomércio MG).

relacionadas