Planejador financeiro: o que faz e como se tornar um?

planejador financeiro
Share on twitter
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

O trabalho de um planejador financeiro faz toda a diferença para uma boa administração do dinheiro, seja de uma empresa ou de uma pessoa física. Essa é uma função presente na grande maioria das instituições do mercado financeiro.

É o planejador financeiro quem auxilia na gestão de custos, projeção de receitas e planejamento para o pagamento de dívidas.  Além disso, com o crescente movimento de retirada de recursos da poupança, onde os investidores estão percebendo que existem melhores opções de ativos, esse profissional está sendo cada vez mais buscado.

  1. O que é um planejador financeiro?
  2. Qual a importância do planejador financeiro?
  3. Diferença entre o planejador e o coach financeiro
  4. O que faz um planejador financeiro?
  5. Como se tornar um planejador financeiro?
  6. Conclusão

O que é um planejador financeiro?

Também conhecido como Assessor de Investimentos, o planejador financeiro é um profissional com diversas habilidades financeiras. Quando contratado, ele fica responsável por auxiliar seus clientes a se organizarem melhor a partir de uma reestruturação em sua área financeira.

Para isso, ele analisa as finanças e investimentos existentes e elabora um plano eficiente de acordo com um objetivo pré-determinado que siga as condições do cliente. Entre suas atuações mais comuns, temos:

Por isso, ele é um profissional bastante interessante para quem deseja o sucesso financeiro pessoal ou de seu negócio.

Qual a importância do planejador financeiro?

planejador financeiro

Quando se fala nas finanças de uma empresa, o planejamento financeiro é uma atividade indispensável. Com ele, é possível ter certeza sobre os resultados das áreas do negócio, além de tomar decisões estratégicas bem fundamentadas. Um exemplo disso é a avaliação de projeções, investimentos e custos futuros.

Mesmo assim, muitos empreendedores acabam dispensando esse profissional, o que pode prejudicar a saúde financeira da empresa, fundamental para a sua manutenção ao longo dos anos. Já para a pessoa física, o planejador financeiro é um profissional capaz de facilitar o caminho para uma melhor qualidade de vida.

Para isso, ele observa o cenário atual do cliente e traça planos eficientes para o alcance de seus objetivos pessoais relacionados ao dinheiro.

Quer trabalhar no mercado financeiro? O Certifiquei oferece os melhores cursos preparatórios para você tirar a sua certificação. Confira! 

Diferença entre o planejador e o coach financeiro

É comum que, dentro da área financeira, os profissionais tenham suas funções confundidas pelas pessoas. Confira o que diferencia o planejador do coach financeiro:

Coach financeiro

O coach financeiro tem uma atuação voltada para solucionar questões pontuais a partir da mudança de atitude de seu cliente. No caso de uma empresa, ele teria o objetivo de criar metas a serem cumpridas pela equipe, para que assim um determinado objetivo fosse alcançado. Por isso, acaba sendo um profissional voltado para a área comportamental.

Planejador financeiro

O planejador ou consultor financeiro faz uma análise completa acerca da realidade financeira do negócio. Assim, atuando diretamente na organização financeira estratégica.

Além disso, enquanto o trabalho do coach dura em torno de 90 dias, a atuação do planejador pode ter duração bastante variável, já que tem como objetivo a educação financeira.

O que faz um planejador financeiro?

Cada cliente pode ter sua necessidade específica em relação às suas finanças. Por conta disso, as funções do planejador financeiro incluem inúmeros serviços.

Mas de acordo com a PLANEJAR (Associação Brasileira de Planejadores Financeiros), a atuação do planejador financeiro consiste em:

    • Coletar dados;
    • Analisar as informações (considerar oportunidades e restrições);
    • Avaliar o que pode ser feito (criar um plano financeiro).

Isso tudo de acordo com entendimentos sobre temas como impostos, riscos, gestão financeira e de ativos, planejamento sucessório e aposentadoria.

Controle Financeiro

O planejador ajuda o cliente a compreender as receitas e despesas, estabelecendo qual o seu orçamento e criando estratégias para quitar dívidas. Após isso, os resultados do plano são analisados e ajustados, se necessário.

Controle de investimentos

Existem também aquelas pessoas que desejam apenas um auxílio para o planejamento de seus investimentos, de acordo com sua condição, perfil e desejos. Nesse caso, o planejador pode acompanhar os rendimentos, sugerindo quais as opções mais rentáveis de acordo com a intenção do cliente.

Algo muito importante nesse momento é destacar quais os riscos de cada opção de investimento.

Gestão de patrimônio

A gestão de patrimônio corresponde ao processo de adquirir ou se desfazer de ativos do cliente conforme suas necessidades. O objetivo é encontrar a melhor possibilidade para bons resultados.

No entanto, essa atividade só pode ser executada com a devida autorização do cliente, sendo feita no momento do acordo de relação entre as duas partes.

Como se tornar um planejador financeiro?

Para iniciar a carreira de planejador financeiro, é importante possuir interesse pela área das finanças e investimentos. Mas além disso, ter habilidades para lidar com pessoas, já que o processo de consultoria demanda paciência, empatia e didática da parte do profissional.

Formação profissional

Além de cursos de graduação em Gestão Financeira, existem também diversos programas de pós-graduação na área.

No entanto, é importante que você continue aprimorando seu conhecimento e adquirindo mais credibilidade. A experiência na área conta bastante para o sucesso do profissional.

Por isso, vale a pena buscar por atividades de planejamento financeiro em instituições como:

  • Casas de agentes autônomos de investimento;
  • Gestoras de recursos;
  • Empresas de consultoria de investimentos;
  • Bancos de investimentos;
  • Corretoras de investimentos;
  • Corretoras de seguros;
  • Casas de análise financeira.

Outra possibilidade é atuar como autônomo, investindo no próprio negócio.

Qual a melhor certificação para me tornar Consultor Financeiro

EBOOK GRATUITO | Qual a melhor certificação para me tornar Consultor Financeiro?

Baixe o ebook gratuito para conhecer as principais certificações do Mercado Financeiro e saber tudo sobre a profissão de Consultor Financeiro

Qual a melhor certificação para me tornar Consultor Financeiro

EBOOK GRATUITO | Qual a melhor certificação para me tornar Consultor Financeiro?

Certificação

O CFP ® Program (Certified Financial Planner) é um processo de certificação financeira internacional padronizado e rigoroso que complementa e oferece bastante credibilidade à formação do planejador financeiro.

No Brasil, a prova é aplicada pela PLANEJAR, de acordo com um processo conhecido como “4 Es”: exame, educação, experiência profissional e ética. O exame é dividido em 6 módulos:

  • Planejamento Financeiro e Ética;
  • Gestão de Investimentos;
  • Planejamento da Aposentadoria;
  • Gestão de Riscos e Seguros;
  • Planejamento Fiscal;
  • Planejamento Sucessório.

São vários os cursos que oferecem a preparação para esse exame. Por isso, é fundamental que a escolha seja baseada no reconhecimento de mercado.

Ser um profissional certificado é o melhor passo para começar sua carreira no Mercado Financeiro. Confira nossos cursos e se prepare da melhor forma para tirar sua certificação! 

Conclusão

Mesmo após conseguir todas as certificações existentes no mercado, um bom profissional planejador financeiro é aquele que nunca deixa de estudar o mercado. Dessa forma, seu trabalho estará sempre alinhado com a realidade econômica que impacta seus clientes.

Para isso, o planejador financeiro pode buscar informações através de notícias (nacionais e internacionais) e realizar novos cursos ao longo da sua carreira.

 

Guilherme Almeida
Guilherme Almeida
Bacharel em Economia e Especialista em Finanças Corporativas e Mercado de Capitais pelo Ibmec-MG. Mestrando em Estatística pela UFMG, atua como professor, palestrante e porta voz das áreas de economia e finanças, tendo concedido mais de mil entrevistas para os principais meios de comunicação. Atualmente, leciona matérias ligadas à Economia e ao Mercado Financeiro em cursos preparatórios para certificações financeiras, além de ser o Economista-Chefe do departamento de Estudos Econômicos da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Minas Gerais (Fecomércio MG).

relacionadas