Título de capitalização: entenda como funciona esse produto

título de capitalização
Share on twitter
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

O profissional do mercado financeiro bancário precisa conhecer sobre diversos produtos disponíveis aos clientes. Um deles é o título de capitalização.

Como o nome sugere, o título de capitalização é um título de crédito. Mas poucas pessoas entendem o funcionamento desse produto bancário.

O que é título de capitalização?

O título de capitalização pode ser definido como um título de crédito que é comercializado por instituições financeiras.

Basicamente, o título de capitalização funciona da seguinte forma:

Quando o consumidor adquire um contrato estabelecendo o prazo da capitalização, bem como os valores das parcelas, existe uma construção de “poupança”, que são distribuídos para três finalidades:

  1. Sorteio;
  2. Capitalização;
  3. Taxa de administração.

A parte do sorteio de capitalização é designada para acúmulo. Assim, através de uma reserva realizada entre todos os participantes do título, existe o pagamento para prêmios de sorteio do título de capitalização.

Os prêmios são bonificações em dinheiro, realizados periodicamente entre os participantes.

Já, a parte capitalizada pode ser resgatada ao fim do plano de capitalização, e será a soma do capital inicial com os rendimentos totais do período.

E, a taxa de administração, é a porcentagem do aporte direcionada para a remuneração dos gestores do fundo.

Quem pode adquirir um título de capitalização?

Existem diversas instituições que oferecem o rendimento do título de capitalização e para cada uma, existem regras e condições específicas.

Por exemplo, alguns bancos comerciais podem oferecer a participação para correntistas e não correntistas, pessoas físicas ou jurídicas e, na maioria dos casos, não existe restrição de renda. Ou seja, existem títulos com variados prazos e valores para se adequar às necessidades e perfil do cliente.

Quem está em busca de adquirir um título pode querer títulos de capitalização com parcela única ou até mesmo títulos de capitalização com parcelas mensais.

Então, para adequar a melhor oferta de produto é preciso conhecer fatores como:

  • Disponibilidade financeira;
  • Objetivo;
  • Tempo para realização do objetivo.

Por exemplo, alguém que quer viajar de férias, mas possui um valor limitado de reais, pode optar pelo título de parcela única.

Assim, mesmo com uma disponibilidade financeira que não alcança uma grande potencialidade, o objetivo pode ser realizado com mais facilidade e concorrendo a prêmios.

Importância do título de capitalização para as instituições

Cada vez mais as pessoas estão buscando recursos para conseguir guardar e/ou investir dinheiro e, com esse movimento, as buscas pelos títulos de capitalização também vem crescendo.

Muitos profissionais do mercado financeiro sentem dificuldade na hora de oferecer essa opção por não entenderem como pode se aplicar nas necessidades do cliente. Por isso, é preciso entender o seu funcionamento, além de saber o que é título de capitalização.

E uma observação, quando falamos desse título não restringimos a apenas um modelo. Existem diversas modalidades e condições — e, por isso, exige um entendimento mais amplo sobre esse tipo de produto.

Ser um profissional certificado é o primeiro passo para começar sua jornada no mercado. Confira nossos cursos e se prepare da melhor forma para conseguir sua certificação financeira!

Logo, é importante que o profissional busque qualificação e conhecimento constante sobre as modificações dentro e fora do mercado. Assim, poderá oferecer os melhores produtos, serviços e condições para os clientes.

Portanto, o título de capitalização é um título de crédito que merece estar sob conhecimento de quem trabalha em banco e atuantes em outras instituições que disponibilizam essa possibilidade aos clientes.

 

Guilherme Almeida
Guilherme Almeida
Bacharel em Economia e Especialista em Finanças Corporativas e Mercado de Capitais pelo Ibmec-MG. Mestrando em Estatística pela UFMG, atua como professor, palestrante e porta voz das áreas de economia e finanças, tendo concedido mais de mil entrevistas para os principais meios de comunicação. Atualmente, leciona matérias ligadas à Economia e ao Mercado Financeiro em cursos preparatórios para certificações financeiras, além de ser o Economista-Chefe do departamento de Estudos Econômicos da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Minas Gerais (Fecomércio MG).

relacionadas