Wall Street: como funciona o centro do mercado financeiro mundial?

wall street
Share on twitter
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

Wall Street é uma das ruas mais conhecidas no mundo, sobretudo para quem acompanha notícias de investimentos. A NYSE (Bolsa de Valores de Nova Iorque), a maior bolsa de valores do mundo, fica localizada nessa rua, o que ajuda explicar um pouco da importância desse lugar.

Além da NYSE, na Wall Street são encontradas diversas instituições financeiras, como corretoras de valores e os escritórios mais famosos do mundo. Portanto, todos os dias, internacionalmente, são veiculadas notícias referente ao que está acontecendo na principal rua do mercado financeiro mundial.

O que é Wall Street?

Wall Street é uma rua situada na cidade de Nova York, onde está localizada a bolsa nova-iorquina e também muitas empresas ligadas ao mercado financeiro. Na verdade, hoje em dia, o termo Wall Street deixou de representar apenas a rua especificamente e passou a se referir a todo o ecossistema de empresas que ali se concentra.

Ou seja, como as principais instituições financeiras da economia internacional estão localizadas na rua, costumamos dizer que “Wall Street” virou um sinônimo para mercado financeiro. Portanto, é possível dizer que Wall Street é uma praticamente entidade econômica e mercadológica.

As expectativas e ações vindas das principais instituições situadas nessa rua podem ter implicações diretas em bolsas e economias ao redor do mundo.

Eventos históricos de Wall Street

Para que você compreenda melhor, podemos revisitar alguns eventos históricos protagonizados em Wall Street, que tiveram impactos em toda economia global.

  • Crash de 1929: essa é conhecida como uma das principais crises da bolsa de valores da história, que desencadeia sérias implicações econômicas para os EUA e para o mundo. O crash de 1929 foi precursora da grande depressão econômica.
  • Crise 2008: a crise de 2008 foi uma das grandes crises econômica mundial que o mundo passou. Wall Street foi a protagonista nesse evento, já que houve um excesso de empréstimos subprime no mercado financeiro americano que comprometeu o sistema financeiro internacional.

Como trabalhar em Wall Street?

wall street

Se você sempre sonhou em trabalhar no mercado financeiro e nas bolsas de valores, provavelmente, ao longo da vida, já deve ter assistido alguns filmes de investimentos, retratados justamente em Wall Street.

Isto porque, para todos que sonham grande no mercado financeiro, pode-se dizer que Wall Street é o objetivo mais alto a se alcançar.

Para quem almeja alcançar o trabalho em Wall Street é importante conhecer alguns requisitos básicos para quem quer ter sucesso no mercado de capitais.

Algumas dicas para trabalhar em Wall Street são:

Busque uma boa graduação na área

Para trabalhar no Wall Street é necessário um denso conhecimento econômico e financeiro.

Por isso, quem quer chegar em Wall Street precisa ter uma boa formação na área. Cursos como economia, administração e contabilidade acabam sendo os mais indicados.

Networking com pessoas da área

Reforçar o networking é sempre muito importante, principalmente para quem tem objetivos muito grandes.

Por isso, é indicado que a pessoa tente criar relações com pessoas que trabalham na área, que podem dar recomendações de cursos, certificações, entre outras informações relevantes.

Certificações importantes

No mercado financeiro, diversas funções só podem ser devidamente exercidas com certificações financeiras. Por isso, é muito importante saber quais as certificações necessárias para exercer as funções que almeja.

É bom ter esse conhecimento com antecedência, porque o processo de concluir a certificação pode não ser tão fácil, como é o caso da certificação CFA, por exemplo.

Quer tirar sua certificação financeira? Confira os cursos da Certifiquei e se prepare para as provas com o suporte dos melhores profissionais do mercado.

Busque estágios e trabalhos na área previamente

Experiência e histórico de trabalho em boas empresas do mercado valem muito para crescer na carreira. Por isso, se esforce para ingressar em estágios em empresas da área, busque empregos e oportunidades de aprendizagem.

Sem dúvidas, experiências prévias serão muito bem vistas para que você possa ingressar no mercado de trabalho em Wall Street.

Guilherme Almeida
Guilherme Almeida
Bacharel em Economia e Especialista em Finanças Corporativas e Mercado de Capitais pelo Ibmec-MG. Mestrando em Estatística pela UFMG, atua como professor, palestrante e porta voz das áreas de economia e finanças, tendo concedido mais de mil entrevistas para os principais meios de comunicação. Atualmente, leciona matérias ligadas à Economia e ao Mercado Financeiro em cursos preparatórios para certificações financeiras, além de ser o Economista-Chefe do departamento de Estudos Econômicos da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Minas Gerais (Fecomércio MG).

relacionadas