Ações ordinárias: saiba mais sobre este tipo de título

Ações ordinárias: saiba mais sobre este tipo de título
Share on twitter
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

Investir na bolsa de valores é uma alternativa interessante para quem busca a independência financeira, todavia, antes de ingressar no segmento é importante entender os tipos de produtos existentes e as características destes. Nesse sentido, conhecer sobre as ações ordinárias se torna relevante.

Isso porque as ações ordinárias se encaixam entre os produtos financeiros com maior destaque dentro do mercado financeiro, assim seu conhecimento é importante tanto para investidores, quanto para quem busca trabalhar no mercado financeiro.


Faça sua carreira no mercado financeiro! O Certifiquei oferece os melhores cursos preparatórios para você tirar a sua certificação. Confira!

O que são as ações ordinárias

As ações ordinárias, também conhecidas como ações ON, são um tipo de ativo financeiro cuja principal características é possibilitar que seus detentores votem nas assembleias da empresa, isto é, o acionista que possui esse produto financeiro pode participar do processo de pode determinar as ações futuras do negócio.

Não à toa, a escolha pela palavra “ordinária”, sendo que esta é derivada da palavra “ordem”.

Dessa forma, este tipo de ação é buscado por investidores que buscam participar diretamente da gestão do negócio, especialmente visando o longo prazo.

Afinal, através deste tipo de ação este investidor terá direito de participar de importantes reuniões referentes ao negócio e ao seu futuro.

Todavia, vale destacar que estes não são ativos com grande liquidez, sendo que nem são títulos disponíveis no Novo Mercado da Brasil, Bolsa, Balcão, a B3, por exemplo.

Ainda assim, conhecer o funcionamento deste tipo de título pode ser relevante para diferentes perfis de investidores.

Funcionamento das ações ordinárias

Como visto anteriormente, o grande diferencial das ações ON é possibilitar ao investidor participar diretamente dos rumos da empresa, por meio de assembleias e votação.

Assim, os acionistas ordinários fazem parte da estrutura de uma empresa, especialmente na modelagem da gestão que o negócio terá.

Também vale destacar que cada ação ordinária dá direito a voto, sendo que quanto maior foi um volume de papéis que o investidor possui, maior será seu peso nas votações.

Além disso, é necessário que o investidor fique atento ao assunto central da votação e o período, sendo que existem datas limites para novos acionistas participarem de cada assembleia.

Ou seja, caso o investidor tenha adquirido a ação ON após o término da data limite de alguma assembleia, mesmo tendo este título, ele não poderá participar e votar naquela assembleia em específico.

Por fim, vale destacar que outra característica deste tipo de ação é o modo como elas são negociadas.

Investidores que buscam adquirir uma ação ON devem colocar o ticker referente à empresa mais o número 3 ao final do código.

Por exemplo, para se comprar um título ordinário da Petrobrás, o investidor deve buscar pelo código PETR3.

A melhor forma de fazer uma transição de carreira e entrar no Mercado Financeiro

EBOOK GRATUITO | A melhor maneira de fazer uma transição de carreira e entrar no Mercado Financeiro

Baixe o ebook gratuito e saiba como fazer sua transição de carreira para o Mercado Financeiro!

A melhor forma de fazer uma transição de carreira e entrar no Mercado Financeiro

EBOOK GRATUITO | A melhor maneira de fazer uma transição de carreira e entrar no Mercado Financeiro

Vantagens e desvantagens das ações ON

Tal qual grande parte dos produtos da bolsa de valores, existem vantagens e desvantagens em se investir em ações ordinárias.

Portanto, é útil para o investidor conhecer estes pontos e definir se tal ativo financeiro é interessante para o seu perfil de investimentos.

Vantagens

Inicialmente, é possível elencar pontos que podem ser postos entre as principais vantagens das ações ON, sendo possível citar:

  • Possibilidade de participar e votar em assembleias;
  • Direito ao Tag Along;
  • Impacto para investimentos pensados no longo prazo.

O primeiro ponto é referente ao que foi apontado anteriormente no texto.

Assim, investidores com ações ON podem participar de importantes decisões tomadas dentro de uma empresa.

Além disso, o direito de tag along é outra grande vantagem que este tipo de ativo possui, pois, este é uma garantia de pagamento mínimo aos acionistas minoritários caso a empresa tenha seu controle alterado.

Ou seja, os acionistas minoritários com este título têm o direito de receber, no mínimo, 80% do valor pago pelo controlador em caso de venda da empresa.

Ainda vale destacar que em determinados casos este montante chega a 100%. Assim, o investidor tem a opção de desfazer a posição em caso de troca de comando, dando maior segurança.

Por fim, mas não menos relevante, é importante ressaltar que estes pontos citados anteriormente contribuem para investidores que têm seu foco voltado no longo prazo.

Afinal, este tipo de acionista participa da gestão do negócio e tem proteção do tag along.

Desvantagens

Entre as desvantagens deste tipo de produto financeiro é possível destacar a liquidez deste ativo financeiro.

Assim, vender este tipo de ativo financeiro se torna uma tarefa complexa, podendo levar um período de tempo alto, ainda mais se comparado com outros tipos de ações.

Ou seja, o investidor que adquire este tipo de ativo financeiro deve tomar cuidados por conta da baixa liquidez das ações ON.

Além disso, em caso de liquidação e falência da empresa, os acionistas ordinários não possuem preferência.

Portanto, o investidor que possui este tipo de ativo financeiro está mais exposto ao risco em casos da empresa passar por problemas financeiros.

Tipo de ações

Ações ordinárias: saiba mais sobre este tipo de título

Entre os tipos de ativos financeiros negociados no mercado, é possível destacar três tipos de ações. São elas:

  1. Ordinárias;
  2. Preferenciais;
  3. Units.

Assim, é útil conhecer sobre os outros tipos de ativos financeiros.

Ações preferenciais

As ações preferenciais, ou ações PN, são aqueles ativos que dão preferência aos acionistas.

Ou seja, este tipo de ativo financeiro possui preferência de situações como a distribuição de proventos ou liquidação da empresa.

Este tipo de título também possui mais liquidez na bolsa de valores.

Todavia, diferente do que ocorre com as ações ON, as ações PN não possuem direito ao Tag Along, ainda que em alguns casos possa ocorrer.

Além disso, o acionista preferencial não possui direito a voto dentro de uma empresa.

Ainda vale destacar que as ações PN são negociadas através do ticker mais o número 4 ao final do código.

Units

Por fim, mas não menos relevante, existem as ações units.

Em suma, este ativo consiste em um pacote composto por ações ON e ações PN.

Vale destacar que nem todas empresas disponibilizam esse tipo de ação no mercado. De qualquer forma, as Units possuem boa liquidez na bolsa de valores.

Além disso, estes títulos são identificados pelo ticker e o número 11 ao final do código.

Portanto, as units podem ser uma opção interessante para quem busca mesclar entre as vantagens e desvantagens das ações preferenciais e ações ordinárias.

Guilherme Almeida
Guilherme Almeida
Bacharel em Economia e Especialista em Finanças Corporativas e Mercado de Capitais pelo Ibmec-MG. Mestrando em Estatística pela UFMG, atua como professor, palestrante e porta voz das áreas de economia e finanças, tendo concedido mais de mil entrevistas para os principais meios de comunicação. Atualmente, leciona matérias ligadas à Economia e ao Mercado Financeiro em cursos preparatórios para certificações financeiras, além de ser o Economista-Chefe do departamento de Estudos Econômicos da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Minas Gerais (Fecomércio MG).

relacionadas