Bookbuilding: conheça mais sobre este importante processo

Bookbuilding: conheça mais sobre este importante processo
Share on twitter
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

O processo de abrir capital no mercado de capitais pode ser considerado um dos passos mais relevantes para empresas. Isso porque tal ação determina os rumos do negócio. Assim, se preparar para realizá-lo da melhor forma é fundamental, o que faz com que o entendimento acerca do bookbuilding seja importante.

Afinal, o bookbuilding é uma forma que o negócio tem de se orientar em relação à demanda do mercado, preparando melhor a empresa de capital fechado que busca ingressar em um segmento tão relevante da economia.

Trabalhe no mercado financeiro! Conheça os cursos do Certifiquei e se qualifique para atuar no mercado de capitais!

O que é bookbuilding

Bookbuilding é um processo passado por empresas que buscam definir um preço justo por suas ações, no momento de realizar sua oferta pública inicial, ou IPO, no mercado de capitais.

Para isto, estes negócios buscam, junto de profissionais da área, realizar uma pesquisa sobre a possível demanda daqueles títulos.

Como resultado, é possível tanto se chegar a um valor mais próximo do ideal para ser cobrado por papel, quanto o volume de títulos a ser oferecido no mercado.

Ainda vale destacar que o bookbuilding pode ser utilizado para ofertas primárias e ofertas secundárias.

Ou seja, este processo pode ser utilizado para o lançamento de títulos como, por exemplo:

  • Emissão de títulos (bonds, títulos privados, debêntures, entre outros);
  • Lançamento de ações;
  • Cotas de fundos de investimentos.

Assim, é possível compreender a relevância que este processo tem para o mercado, o que torna relevante entender o processo para realizá-lo.

Processo do bookbuilding

Bookbuilding: conheça mais sobre este importante processo

Realizar o IPO no mercado de capitais não é uma tarefa simples.

Dessa forma, é natural que o processo de bookbuilding seja um trabalho que demande tempos mais longos.

Ainda assim, tal tarefa se tornou mais rápida com o passar dos anos, especialmente após surgimento e popularização das planilhas eletrônicas.

Inclusive, a própria B3 disponibiliza para as empresas o e-bookbuilding, uma ferramenta cujo objetivo é apurar a demanda por ativos daquele tipo.

De qualquer forma, o modo mais eficiente para se realizar tal atividade é compreender as etapas da mesma.

30 dicas para tirar sua certificação

EBOOK GRATUITO | 30 dicas para você se preparar para a sua prova

Baixe o ebook gratuito e confira 30 dicas que te ajudarão a se planejar da melhor forma para os exames de certificação. 

30 dicas para tirar sua certificação

EBOOK GRATUITO | 30 dicas para você se preparar para a sua prova

Etapas

Para se realizar o processo de bookbuilding as empresas costumam utilizar o seguinte passo a passo:

  1. Definir os investidores institucionais e agentes do mercado financeiros que analisarão o processo;
  2. Análise do mercado e definição de intervalo de preço das ofertas, considerando o mínimo e máximo;
  3. Divulgação da oferta para o mercado, sendo que isto pode ser feito tanto por meio de documentos, quanto de forma presencial;
  4. Busca e consulta acerca de possíveis investidores interessados;
  5. Consulta sobre a quantidade de títulos, e o valor pago por eles, que cada investidor realizará;
  6. Listar as ofertas oferecidas nesta operação;
  7. Junto de um coordenador, como um banco de investimento, definir o preço justo pela operação de entrada no mercado financeiro.

O comum é que a divulgação deste processo ocorra um dia antes do início das negociações das ações da empresa no mercado.

Assim, o mercado e seus investidores descobrem por qual valor os títulos daquele negócio serão negociados.

Portanto, o bookbuilding tem um impacto direto no IPO da empresa e como a mesma será “recebida” pelo mercado financeiro.

Guilherme Almeida
Guilherme Almeida
Bacharel em Economia e Especialista em Finanças Corporativas e Mercado de Capitais pelo Ibmec-MG. Mestrando em Estatística pela UFMG, atua como professor, palestrante e porta voz das áreas de economia e finanças, tendo concedido mais de mil entrevistas para os principais meios de comunicação. Atualmente, leciona matérias ligadas à Economia e ao Mercado Financeiro em cursos preparatórios para certificações financeiras, além de ser o Economista-Chefe do departamento de Estudos Econômicos da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Minas Gerais (Fecomércio MG).

relacionadas