Cadastro negativo: saiba mais sobre este sistema financeiro

Cadastro negativo: saiba mais sobre este sistema financeiro
Share on twitter
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

O brasileiro, em geral, tem o costume de realizar diversas compras parceladas. Segundo o Sistema de Proteção de Crédito, o SPC, cerca de 80% da população nacional possuía ao menos uma compra nestes moldes. Assim, ter o conhecimento sobre assuntos como cadastro negativo é relevante para quem não quer ser pego de surpresa na hora de realizar um gasto.

Isso porque o cadastro negativo é um fator determinante para se conseguir realizar uma compra de modo parcelado, solicitar crédito digital, entre outras atividades.

Saiba como se tornar um profissional de sucesso . Faça os cursos do Certifiquei!

O que é o cadastro negativo

De modo resumido, o cadastro negativo é o sistema que acusa quando o consumidor está inadimplente com determinado gasto, isso é, ele não conseguiu cumprir com o compromisso financeiro e pagar o que era devido no prazo determinado.

Assim, é possível considerar o cadastro negativo como uma ferramenta que lista, pessoa física e pessoa jurídica, que possuem dívidas pendentes.

No Brasil este sistema é utilizado pelo SPC e o Serasa, dois órgãos de controle de crédito, sendo que a atividade dos dois negócios se dá de forma similar.

Ou seja, a atividade principal dos dois negócios é listar informações sobre as finanças da população nacional e apontar situações em que o consumidor esteja inadimplente.

Além disso, estes órgãos ainda informam sobre a quantidade de parcelas existentes das compras que o consumidor possui e valor das mesmas.

Ainda que a consulta dos dados possa ser feita pela pessoa normal, as ferramentas disponíveis por estes órgãos são utilizadas especialmente por empresas, antes de aceitar compras a prazo ou conceder algum tipo de empréstimo.

Em casos de inadimplência por parte do consumidor, os mesmos sofrerão resistência no momento de realizar as atividades desejadas citadas anteriormente.

Portanto, compreender como seu nome foi inserido no cadastro negativo é relevante.

Casos em que o nome é inserido no cadastro

A abertura do cadastro negativo ocorre quando o nome do consumidor inadimplente passa a fazer parte da lista de inadimplência do Serasa e SPC.

Nesse sentido, compreender um pouco sobres estes órgãos e seus impactos é útil.

Serasa

O Serasa é uma instituição privada, que faz parte do Grupo Experian, cujo propósito é criar um banco de dados de crédito pessoal da população.

Para isto, este órgão realiza a captação destas informações através de consultas a lojas comerciais, agências financeiras, entre outros.

Ainda vale destacar que o impacto do Serasa é tanto, que outros negócios que realizam trabalhos desse tipo, incluindo o SPC, costumam consultar sua lista de inadimplentes.

Assim, antes de aprovar crédito, negócios costumam avaliar algumas informações que contam no Serasa, com destaque para:

  • Score de crédito do cliente;
  • Existência de dívidas ligadas ao seu CPF;
  • Informações referentes ao histórico financeiro da pessoa;
  • Número de consultas do seu CPF.

SPC

SPC é um órgão mantido pelo conjunto de uma série de associações comerciais, tendo como principal administrador o Conselho de Dirigentes Lojistas (CDL).

A grande atividade desta instituição é pesquisar, desenvolver e organizar uma lista com informações pessoais referentes a pessoas com dívidas comerciais.

Tal lista é comercializada para lojistas que necessitam deste tipo de informação e, especialmente, para instituições financeiras bancárias.

Sendo que através deste documento, é possível obter informações como:

  • Existência de dívidas por parte da pessoa;
  • Histórico de crédito do CPF;
  • Histórico financeiro do CPF.

Retirar o nome dos órgãos de análise de crédito

Ter o nome na lista dos órgãos de análise de crédito é uma questão que pode bloquear diversas ações da pessoa, como a solicitação de um empréstimo ou uma compra parcelada.

Assim, entender como retirar o nome deste tipo de lista é relevante para a saúde das finanças pessoais de uma pessoa.

Para isto, seguir o seguinte passo a passo é um método ideal para normalizar a situação do CPF:

  1. Acessar a plataforma do órgão de crédito e consultar o CPF;
  2. Análise da dívida, com qual negócio é está dívida e as melhores formas para quitá-las
  3. Quitar as dívidas pendentes com terceiros;
  4. Aguardar até que o nome seja retirado das listas de inadimplência dos órgãos de análise de crédito.

Normalmente, o SPC e o Serasa demoram até cinco dias úteis, a partir do pagamento ou acerto do débito, para retirar o nome e o CPF da pessoa da lista de inadimplência.

Cadastro negativo e cadastro positivo

Cadastro negativo: saiba mais sobre este sistema financeiro

Outra lista bastante conhecida no universo das finanças pessoais é o cadastro positivo, o que pode gerar alguma confusão com o cadastro negativo por questão dos nomes.

Ainda assim, há uma diferença primordial entre esses dois tipos de listas.

Além disso, existem outros aspectos de distinção entre esses dois tipos de cadastro. Dessa forma, saber essas diferenças é útil para se ter a compreensão de como funciona esta área.

Diferenças entre os cadastros

Como visto até aqui, o cadastro negativo é uma lista que engloba pessoas que não cumpriram com seu compromisso financeiro, isto é, estão inadimplentes com algum gasto que tiveram anteriormente.

Enquanto, o cadastro positivo, tem como premissa registrar todo o histórico financeiro completo da pessoa.

Ou seja, no cadastro positivo são consideradas até as contas que estão sendo pagas de forma correta.

Dessa forma, este tipo de cadastro tem por objetivo apresentar para empresa o comportamento do consumidor e se este costuma pagar no prazo as contas que possui.

Além disso, desde 2019, após a mudança da Lei n°12.414/11, este processo se tornou automatizado.

Dessa forma, todas as pessoas e empresas que realizam compras a prazo ou financiamentos têm seus nomes registrados automaticamente no cadastro positivo.

Diferente do cadastro negativo, o cadastro positivo pode ser uma ferramenta útil para o consumidor, sendo que através dele é possível conseguir linhas de crédito mais vantajosas.

Inclusive, este tipo de ferramenta tem projetos semelhantes em outros 70 países. O objetivo é aumentar a transparência acerca dos consumidores. O que, no médio prazo, pode baratear as linhas de crédito de modo geral.

Portanto, compreender as diferenças entre esses dois tipos de cadastro é útil, principalmente porque seu impacto na vida das pessoas é algo direto.

Assim, tanto o cadastro negativo, quanto o cadastro positivo, são dois dos sistemas financeiros que mais impactam na rotina e no modo de consumo do brasileiro.

Guilherme Almeida
Guilherme Almeida
Bacharel em Economia e Especialista em Finanças Corporativas e Mercado de Capitais pelo Ibmec-MG. Mestrando em Estatística pela UFMG, atua como professor, palestrante e porta voz das áreas de economia e finanças, tendo concedido mais de mil entrevistas para os principais meios de comunicação. Atualmente, leciona matérias ligadas à Economia e ao Mercado Financeiro em cursos preparatórios para certificações financeiras, além de ser o Economista-Chefe do departamento de Estudos Econômicos da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Minas Gerais (Fecomércio MG).

relacionadas