Cartão de débito: conheça mais sobre está forma de pagamento

Cartão de débito: conheça mais sobre está forma de pagamento
Share on twitter
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

Com a evolução da tecnologia, o modo de se realizar transações financeiras foi mudando ao longo do tempo. E foi neste contexto em que houve a criação do cartão de débito, uma forma de pagamento que ganhou destaque no mercado brasileiro das últimas décadas.

Entre os motivos para tal crescimento, está a praticidade que o cartão de débito possibilita ao usuário maior comodidade no momento de realizar transações. Inclusive, este modelo de aumentar a eficiência dos serviços bancários tem sido recorrente no setor bancário, sendo que ferramentas como mobile banking podem ser utilizadas como exemplo deste processo.

Busca uma carreira de sucesso no mercado financeiro? Acesse agora o Certifiquei e descubra os principais cursos preparatórios voltados para quem deseja as certificações da área. Confira!

O que é o cartão de débito

O cartão de débito, também conhecido como “dinheiro de plástico” é uma forma de pagamento eletrônica, em que o valor da compra realizada será debitado diretamente da conta corrente ou da conta poupança do titular do cartão.

Por sua funcionalidade, o cartão de débito se tornou um dos meios de pagamentos mais utilizados pelo brasileiro no momento de se realizar uma compra.

Segundo o Banco Central (BC), existiam 167 milhões de cartões deste tipo ativos no Brasil em 2020, sendo que o número de vezes que utilizavam está ferramenta para finalizar uma compra ultrapassava a marca de 50%.

Dessa forma, é possível compreender a influência que o “dinheiro de plástico” possui para as relações financeiras atuais.

Não à toa, praticamente todas as instituições financeiras relacionadas ao setor de varejo disponibilizam cartões de débito aos seus clientes no momento da criação da conta.

Assim, o usuário podo tanto realizar compras de forma eficiente, quanto ter acesso ao caixa eletrônico disponibilizado por seu banco.

Ou seja, é possível realizar movimentações em sua conta de modo mais rápido e prático.

Em suma, é possível comparar este tipo de ferramenta com os cheques.

Todavia, para compreender isso melhor é necessário entender o funcionamento desta ferramenta.

Funcionamento

Como apontado anteriormente, ao utilizar o cartão de débito o usuário realiza o pagamento instantâneo do que foi adquirido, sendo que o valor é retirado automaticamente de sua conta corrente ou conta poupança.

Ou seja, este é um meio de pagamento ligado diretamente as contas do usuário.

Para isso ficar mais claro, é possível dividir o funcionamento deste tipo de ferramenta em três etapas, são elas:

  1. Ao realizar alguma compra, o cliente solicitará que o valor seja pago por meio do débito;
  2. Após aproximar ou colocar o cartão em uma máquina eletrônica credenciada, é necessário colocar a senha referente à conta, autorizando assim aquela negociação.
  3. O valor é debitado automaticamente da conta após a autorização da transação, indo para conta de quem cobrou o valor.

Portanto, é possível compreender que o funcionamento do “dinheiro de plástico” é simples tanto para parte compradora, quanto pelo lado do vendedor.

Não à toa, está se tornou uma das ferramentas de pagamento mais populares do país nas últimas décadas.

Ainda vale destacar que o cartão de débito também possui utilidade fora do país.

Utilização no exterior

O cartão de débito internacional é uma ferramenta utilizada por aqueles que desejam ter maior praticidade nos gastos internacionais.

Ou seja, ter maior comodidade no momento de controlar gastos, realizar um pagamento imediato e, até mesmo, sacar dinheiro na moeda local. Para isto, o valor da moeda é referente à cotação do dia do saque, não ao dia em que a fatura será fechada.

Ainda vale ficar atento às cobranças relacionadas a este tipo de serviço. Isso porque são cobradas taxas na utilização deste cartão. Portanto, o usuário deve ficar atento aos valores cobrados.

Além disso, muitos usuários já possuem um cartão que pode ser utilizado fora do país, porém desconhecem está aplicação.

Um modo de conferir isto é se existe o símbolo das operadoras Plus e Cirrus na parte de trás do cartão.

Caso sim, o usuário que deseja habilitar a função deve entrar em contato com a central de atendimento e solicitar a ativação para uso fora do território nacional.

Conferir o limite disponível e as taxas cobradas para utilização dos serviços também são dicas valiosas. Isto porque os gastos podem ser mais elevados do que o esperado pelo usuário.

Vantagens e desvantagens do cartão de débito

Cartão de débito: conheça mais sobre está forma de pagamento

Para melhor utilizado desta ferramenta, compreender as vantagens e desvantagens do cartão de débito é um passo relevante.

Isso porque, ainda que este tipo de serviço ofereça uma série de benefícios ao usuário, é necessário ter certos cuidados com sua utilização.

Vantagens

Entre as vantagens existentes no cartão de crédito, é possível destacar as seguintes:

  • Comodidade;
  • Alcance;
  • Controle;
  • Segurança.

Comodidade

Inicialmente, vale destacar que o cartão de débito é de fácil obtenção por parte do cliente, isso é, não existem tantas restrições para consegui-lo.

Como apontado ao longo do texto, um das principais vantagens do cartão direto é a possibilidade de realizar uma compra direta, independente do valor, apenas com cartão.

Ou seja, não existe a necessidade de ficar fazendo costas com notas e moedas ou assinando cheques.

Além disso, é possível realizar diversos tipos de serviços no caixa eletrônico ao utilizar o cartão como “chave”.

Por fim, este tipo de cartão ainda possibilita ao usuário realizar compras online.

Alcance

Outra vantagem do cartão de débito é o seu alcance.

Devido ao número crescente de usuários que utilizam está ferramenta, diversos negócios tem aceitado está forma de pagamento.

Além disso, devido às taxas menores e ao pagamento à vista por parte do cliente, é comum que comércios de diferentes setores disponibilizarem descontos pela utilização do débito.

30 dicas para tirar sua certificação

EBOOK GRATUITO | 30 dicas para você se preparar para a sua prova

Baixe o ebook gratuito e confira 30 dicas que te ajudarão a se planejar da melhor forma para os exames de certificação. 

30 dicas para tirar sua certificação

EBOOK GRATUITO | 30 dicas para você se preparar para a sua prova

Controle

O cartão de débito possibilita ao cliente um maior controle de suas finanças, isso porque alguns cartões bloqueiam compras que ultrapassem determinados limites.

Além disso, o fato do pagamento imediato ser à vista evita dívidas posteriores.

O fato de ser possível ter comprovantes de compras também é um fator de controle de gastos que está ferramenta possibilita, pois, qualquer gasto com o cartão ficará registrado no extrato do usuário.

Assim, está ferramenta se tornou de utilidade para aqueles que buscam ter uma educação financeira mais eficiente, especialmente no controle de gastos.

Segurança

Por fim, mas não menos importante, está a segurança do cartão de débito.

Diferente do que ocorre com cartões de crédito, clonar cartões de débito é uma tarefa muito mais complexa e complicado.

Junto disto, também vale destacar que sua utilização só é possível através de uma senha, que pode ser de quatro ou seus dígitos.

Além disso, o usuário não precisará carregar dinheiro em espécie consigo, independente do valor da compra que for realizar.

O que em compras de alto valor se apresenta como uma das grandes vantagens relacionadas a este modo de pagamento.

Desvantagens

Tal qual é relevante saber as vantagens do “dinheiro de plástico”, também é importante entender as desvantagens desta ferramenta de pagamentos.

Nesse sentido, é possível listar três questões em específico. São elas:

  • Cheque especial;
  • Parcelamento;
  • Vínculo.

Cheque especial

Talvez seja a principal desvantagem do cartão de débito, isso porque o cheque especial possibilita ao usuário utilizar um valor acima do que realmente possui.

Ou seja, o banco está disponibilizando um dinheiro para o cliente. 

Contudo, os juros cobrados no cheque especial são consideravelmente elevados, fazendo com que o cliente possa ter problemas financeiros para pagá-lo.

Dessa forma, é recomendável que o usuário tenha cuidado no momento de utilizar o cheque e especial e saiba se está com o saldo positivo antes de realizar uma compra pelo débito.  

Parcelamento

Devido ao fato do pagamento pelo débito ser à vista, não é possível parcelar a compra com este tipo de ferramenta.

Assim, limitando as formas de pagamento possíveis através deste tipo de cartão, sendo que o parcelamento é comum entre diferentes perfis de consumidores brasileiros.

Vínculo

Diferente de outros produtos financeiros, como é o caso do cartão pré-pago, para se obter o cartão de débito existe a necessidade de ter vínculo com a instituição financeira.

Além disso, é necessário o pagamento de uma anuidade para se ter este tipo de serviço. 


Trabalhe no mercado financeiro! Acesse agora o Certifiquei e descubra os principais cursos preparatórios voltados para quem deseja as certificações da área. Confira!

Diferença de cartão de débito e crédito

Cartão de débito: conheça mais sobre está forma de pagamento

A principal diferença entre esses dois tipos de cartões está na ligação que este cartão possui com a conta bancária do cliente. 

No caso do cartão de débito, o valor da compra sai diretamente da conta corrente ou poupança do cliente, como visto anteriormente.

Enquanto, no caso do cartão de crédito, o valor gasto através desta ferramenta é realizado pelo banco, isso é, o crédito é um empréstimo que a instituição financeira disponibiliza aos seus clientes.

Dessa forma, é necessário que o usuário do cartão de crédito pague aquele valor posteriormente, sendo comum que este montante seja cobrado mensalmente.

Além disso, vale ficar atento às taxas cobradas, isso porque caso haja atraso no pagamento do cartão de crédito, o usuário terá que pagar “multas”.

Outra diferença relevante em relação à funcionalidade dos cartões é que no cartão de crédito é possível realizar compras parceladas.

Ainda há uma questão relacionada a disponibilidade dos cartões. No caso do cartão de crédito, muitos comércios não aceitam está forma de pagamento. 

Em suma, a utilidade destes cartões vai depender do propósito do usuário, sendo possível inclusive habilitar essas duas funções.

Portanto, antes de escolher entre cartão de débito e crédito, o usuário deve entender qual das opções atende melhor ao seu perfil e qual seria mais relevante para o controle de suas finanças pessoais.  

Guilherme Almeida
Guilherme Almeida
Bacharel em Economia e Especialista em Finanças Corporativas e Mercado de Capitais pelo Ibmec-MG. Mestrando em Estatística pela UFMG, atua como professor, palestrante e porta voz das áreas de economia e finanças, tendo concedido mais de mil entrevistas para os principais meios de comunicação. Atualmente, leciona matérias ligadas à Economia e ao Mercado Financeiro em cursos preparatórios para certificações financeiras, além de ser o Economista-Chefe do departamento de Estudos Econômicos da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Minas Gerais (Fecomércio MG).

relacionadas