Certificação CIIA: saiba o que é e como tirar essa certificação

CIIA
Share on twitter
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

Quem quer trabalhar no mundo dos investimentos ou até mesmo se tornar um investidor profissional, precisa estar em constante busca de desenvolvimento. Nesse sentido, uma das possibilidades de qualificação é através da certificação CIIA.

Conhecida internacionalmente, a CIIA pode ser uma chance de trazer para o currículo do analista de investimentos um alto padrão de reconhecimento, seja a nível local ou não.

O que é CIIA?

A CIIA (Certified International Investment Analyst) é um certificado internacional de expertise de investimentos, voltado principalmente, para quem quer atuar na área.

A certificação é concedida pela ACIIA (Association of Certified International Investment Analysts), organização que soma associações de profissionais de investimento de vários países, entre eles, o Brasil.

No Brasil, a realização do exame acontece em conjunto com a APIMEC (Associação de Analistas e Profissionais do Mercado de Capitais). Essa associação oferece uma gama de certificações para as mais variadas atuações no mercado de capitais.

Para quem a certificação CIIA é destinada?

CIIA

No Brasil, antes de conseguir tirar a certificação CIIA, é preciso que o candidato tenha o CNPI, uma certificação similar à CIIA, mas voltada ao ambiente nacional. Para conseguir se certificar, é preciso ter conhecimento em temas como: consultoria, administração de recursos, relação com investidores e afins.

Quer trabalhar no mercado financeiro? A Certifiquei oferece os melhores cursos preparatórios para você tirar a sua certificação. Confira!

No CNPI, existem três categorias de aplicação de exame:

  1. CNPI para analista fundamentalista;
  2. CNPI-T para analista técnico;
  3. CNPI-P para analista pleno.

A diferença entre esses três exames não está apenas no nome. De acordo com a escolha do processo, os temas de realização da prova também é alterada.

Por isso, é preciso que o candidato busque ter o conhecimento base para a fase comum (analista fundamentalista e pleno). Além disso, o interessado também precisará estudar para fase específica que será abordada as matérias de acordo com a área desejada.

Como funciona o exame de certificação da CIIA?

Depois de conseguida a certificação CNPI, o candidato precisa ser aprovado em 4 exames no total, sendo dois de múltipla escolha (CG2 e CG3) e dois exames contendo questões de estudos práticos (Final 1 e Final 2).

Exame CG2

A primeira prova é voltada para o conteúdo global 2, contando com as matérias:

  • Economia;
  • Análise e avaliação de renda fixa.

Ser um profissional certificado é o primeiro passo para começar sua carreira no mercado financeiro. Confira nossos cursos e se prepare da melhor forma para tirar sua certificação!

Exame GC3

Abordando o conteúdo global 3, a outra etapa do processo de certificação contém as matérias:

  • Administração de carteiras;
  • Análise e avaliação de derivativos.

Final 1

  • Economia;
  • Contabilidade;
  • Finanças corporativas;
  • Análise e avaliação de ações.

Final 2

  • Administração de carteiras;
  • Análise e avaliação de renda fixa;
  • Análise e avaliação de derivativos.

Uma dúvida comum é sobre a necessidade de realizar todas as provas em um único dia. Todavia, não existe a obrigatoriedade de prestar os 4 exames de uma única vez. Dessa forma, caso o candidato prefira, ele pode agendar para diferentes datas.

As etapas CG2 e CG3 são oferecidas pela APIMEC, já os exames Final 1 e Final 2, são elaborados pelo IEC e importados da Suíça.

Quer tirar sua certificação financeira? Confira os cursos da Certifiquei e se prepare para as provas com o suporte dos melhores profissionais do mercado.

Vale a pena tirar essa certificação?

Dada a complexidade dos assuntos abordados e a necessidade de uma certificação prévia, muitos profissionais ficam em dúvida sobre a validação de ter ou não a aprovação no exame.

Sendo assim, é válido destacar que o reconhecimento através de certificações financeiras, além da experiência, são alguns dos fatores que influenciam diretamente na performance do profissional no campo de atuação.

Por isso, se o desejo é trabalhar na área de investimentos, é indispensável realizar o processo de certificação na CIIA e buscar sempre a qualificação profissional.

Guilherme Almeida
Guilherme Almeida
Bacharel em Economia e Especialista em Finanças Corporativas e Mercado de Capitais pelo Ibmec-MG. Mestrando em Estatística pela UFMG, atua como professor, palestrante e porta voz das áreas de economia e finanças, tendo concedido mais de mil entrevistas para os principais meios de comunicação. Atualmente, leciona matérias ligadas à Economia e ao Mercado Financeiro em cursos preparatórios para certificações financeiras, além de ser o Economista-Chefe do departamento de Estudos Econômicos da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Minas Gerais (Fecomércio MG).

relacionadas