Data ex: saiba mais sobre esta importante data para investidores

Data ex: saiba mais sobre esta importante data para investidores
Share on twitter
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

Investir pensando em proventos é uma prática recorrente entre os investidores do mercado financeiro, assim é comum que diversos termos sejam relevantes acerca do tema. Justamente neste contexto em que data ex se encaixa.

Ainda que seja um conceito relativamente simples, data ex acaba por gerar confusão entre alguns investidores do mercado, especialmente entre os menos experientes. Dessa forma, é natural que este tema seja importante no setor, tendo utilidade inclusive para profissionais que possuem certificações como o Certified Financial Planner (CFP), por exemplo.

Conquiste os certificados do mercado financeiro! Acesse o Certifiquei e descubra os principais cursos preparatórios voltados para quem busca os certificados da área. Confira!

O que é data ex

Data ex, ou data ex-dividendo, é a data em que uma ação deixa de ter o direito de receber dividendos, isto é, este é o período em que os investidores que adquirem determinado ativo financeiro não possuem a chance de receber os proventos relacionados ao mesmo.

Assim, é necessário que o investidor tenha atenção a este período, sendo que ele vai variar de acordo com a empresa.

Por exemplo, é comum que empresas que pagam dividendos anuais especifiquem um dia do calendário como limite para o recebimento dos proventos.

Além disso, vale destacar que o período ex-dividendos é referente apenas aos proventos anunciados, sendo que o investidor que adquire ações neste período tem acesso aos futuros.

Portanto, conhecer o funcionamento deste período é importante para quem busca rendimento por meio dos dividendos.

Funcionamento

Para entender o funcionamento da data ex, é necessário compreender as etapas realizadas por uma empresa para definir o calendário de pagamento de dividendos aos seus acionistas.

Dessa forma, é possível este processo da seguinte forma:

  1. Aprovação do calendário por parte do conselho administrativo ou do fundo;
    1. Divulgação das datas de pagamento dos dividendos ao mercado de ações;
  2. Definição da data ex, isto é, período em que ações e cotas não possuem direitos acerca do recebimento de dividendos.

Assim, a data ex funciona como uma espécie de data limite para investidores que desejam receber o valor dos proventos anunciados.

Ou seja, esta é uma informação de relevância para investidores que formam sua carteira de investimento pensando no recebimento de dividendo.

Utilidade da data ex

Data ex: saiba mais sobre esta importante data para investidores

Entre as utilidades da data ex, é possível destacar:

  • Evitar e diminuir a volatilidade do ativo;
  • Proteger os investidores daquela ação;
  • Dar condições justas ao mercado.

Ou seja, o período ex-dividendo tem como papel evitar com que investidores adquiram determinada ação pensando apenas no recebimento dos proventos.

Assim, após o recebimento, vendendo aquele ativo e interferindo diretamente na volatilidade daquele ativo financeiro, algo comum em produtos de renda variável.

Além disso, sem uma limitação destas, o número de investidores aumentaria drasticamente neste período, fazendo com que o valor recebido por investidores de longo prazo recebesse menos proventos.

Dessa forma, é possível entender tal recurso como uma forma de proteção aos investidores que buscam o negócio pensando em seu potencial.

Portanto, tal medida serve como uma forma de deixar o mercado mais justo, protegendo investidores que buscam bons negócios com o passar do tempo.

Não à toa, o recurso da data ex é bem visto por investidores que montam suas carteiras de investimentos pensando no longo prazo e no recebimento de dividendos.

Guilherme Almeida
Guilherme Almeida
Bacharel em Economia e Especialista em Finanças Corporativas e Mercado de Capitais pelo Ibmec-MG. Mestrando em Estatística pela UFMG, atua como professor, palestrante e porta voz das áreas de economia e finanças, tendo concedido mais de mil entrevistas para os principais meios de comunicação. Atualmente, leciona matérias ligadas à Economia e ao Mercado Financeiro em cursos preparatórios para certificações financeiras, além de ser o Economista-Chefe do departamento de Estudos Econômicos da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Minas Gerais (Fecomércio MG).

relacionadas