Estrutura de capital: saiba mais sobre este importante indicativo

Estrutura de capital: saiba mais sobre este importante indicativo
Share on twitter
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

A concorrência do mercado e a instabilidade econômica são fatores que afetam todas empresas, todavia, dependendo da organização do negócio, é possível superar tal volatilidade e tirar vantagem competitiva do contexto. Para isto, a estrutura de capital é um passo importante.

Isso porque a estrutura de capital é uma forma da empresa manter sua saúde financeira e suas operações funcionando, assim se torna um dos pontos de relevância na gestão de um negócio, sendo, por vezes, responsabilidade do diretor financeiro.


Busca ter uma carreira de sucesso no mercado financeiro? Acesse agora o Certifiquei e descubra os principais cursos preparatórios voltados para quem deseja as certificações da área. Confira!

O que é estrutura de capital

A estrutura de capital é o modo com que a empresa consegue financiar suas operações gerais, utilizando diferentes fontes de recursos.

Ou seja, a capacidade que um negócio possui de gerar receita e como estas frentes conseguem custear as atividades do mesmo.

Além disso, vale destacar que tal estrutura ganha mais peso por estar diretamente ligada ao custo de capital de uma empresa, assim sendo determinante para geração ou não de valor do negócio.

Ainda vale destacar que tais informações têm grande peso para os agentes do mercado financeiro.

Ou seja, uma empresa que consegue administrar este indicativo financeiro e apresentar um bom custo de capital tende a atrair um número maior de investidores.

Portanto, entender como se dá a formação da estrutura de capital é útil.

PDPF: os fundamentos para a certificação do DPO

EBOOK GRATUITO | PDPF: os fundamentos para a formação do DPO 

Baixe o ebook gratuito e conheça a primeira certificação da trilha do DPO

PDPF: os fundamentos para a certificação do DPO

EBOOK GRATUITO | PDPF: os fundamentos para a formação do DPO

Formação

Na maior parte das vezes a estrutura de capital é formada pela junção de três fatores. São eles:

  1. Patrimônio;
  2. Dívidas de curto prazo;
  3. Dívidas de longo prazo.

Ou seja, a estrutura de capital de um negócio é formada pela mistura entre ativos e passivos que a empresa possui.

Portanto, caberá ao investidor analisar qual a relação entre os ativos e passivos de um negócio.

Por exemplo, existem empresas que possuem uma margem de dívida elevada, porém, não necessariamente, serão opções ruins.

Isso porque é possível que o negócio optou por aumentar sua dívida visando a expansão, para isso foram necessários empréstimos.

Assim, ao mesmo tempo que este negócio representa maior risco ao investidor, também apresenta um potencial de ganho mais elevado.

Dessa forma, o modelo de gestão de um negócio deve ter peso na tomada de decisão do investidor, antes da escolha por um ativo.

PDPE: o primeiro passo para entender proteção de dados e LGPD

EBOOK GRATUITO | PDPE: o primeiro passo para entender proteção de dados e LGPD

Baixe o ebook gratuito para saber tudo sobre a certificação PDPE e ficar por dentro dos principais pontos da LGPD!

PDPE: o primeiro passo para entender proteção de dados e LGPD

EBOOK GRATUITO | PDPE: o primeiro passo para entender proteção de dados e LGPD

Fatores de interferência na estrutura de capital

Estrutura de capital: saiba mais sobre este importante indicativo

Como visto até aqui, os indicadores da estrutura de capital são formados pela base das finanças de um negócio.

Dessa forma, é natural que uma série de fatores interfiram em sua construção. Nesse sentido, vale destacar:

  • Crescimento potencial;
  • Lucratividades;
  • Potencial de crescimento;
  • Resultados operacionais;
  • Tamanho da empresa.

Ou seja, quanto melhor for o resultado da empresa nestes aspectos, maiores serão as chances do negócio obter sucesso, tanto pela captação de novos investidores, quanto pela possibilidade de conseguir linhas de crédito mais vantajosas.

Além disso, a volatilidade também tem impacto na estrutura financeira de um negócio, pois, quanto maior for este indicador, menor será a chance de conseguir financiamentos.

Portanto, empresas que buscam obter sucesso devem ter atenção com seus indicadores.

Afinal, uma estrutura de capital depende do bom funcionamento do negócio como um todo, para isso apresentar bons dados em diversos aspectos, como a margem operacional, é importante.

Guilherme Almeida
Guilherme Almeida
Bacharel em Economia e Especialista em Finanças Corporativas e Mercado de Capitais pelo Ibmec-MG. Mestrando em Estatística pela UFMG, atua como professor, palestrante e porta voz das áreas de economia e finanças, tendo concedido mais de mil entrevistas para os principais meios de comunicação. Atualmente, leciona matérias ligadas à Economia e ao Mercado Financeiro em cursos preparatórios para certificações financeiras, além de ser o Economista-Chefe do departamento de Estudos Econômicos da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Minas Gerais (Fecomércio MG).

relacionadas