Global Bonds: conheça este tipo de investimento no exterior

Global Bonds: conheça este tipo de investimento no exterior
Share on twitter
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

Para quem busca diversificar sua carteira de investimentos, realizar investimentos em ativos fora do país é uma opção interessante. E, neste “segmento”, vale o destaque para as Global Bonds.

O que não é à toa, afinal as Global Bonds são uma forma de entrada do investidor brasileiro ao mercado internacional, sendo que existe uma vasta gama de opções dentro deste produto. Assim, é natural que tal investimento também seja relevante para profissionais da área, como o administrador de carteira, por exemplo.

Seja um profissional de sucesso no mercado financeiro! Acesse agora o Certifiquei e descubra os principais cursos preparatórios voltados para quem deseja as certificações da área. Confira!

O que são as Global Bonds

As Global Bonds são os títulos da dívida externa, sendo que tal produto é uma ação realizada por multinacionais ou países que buscam captar recursos de forma internacional.

Dessa forma, este é um produto para quem busca investir no exterior, podendo direcionar tal atividade tanto com investimentos públicos quanto para o setor privado.

Quando as Global Bonds são emitidas por um país, é possível interpretar tal ação como uma forma do Estado equilibrar suas contas.

Enquanto, no caso de empresas, é possível entender tal medida como forma de equilibrar as finanças ou, até mesmo, iniciar um processo de expansão.

Ainda vale destacar que o Brasil também costuma utilizar este tipo de recurso, sendo que as Global Bonds brasileiras são conhecidas como títulos globais, papéis que fazem parte do Tesouro Direto.

Introduzido o que são esses títulos, é útil compreender também seu funcionamento.

Como funciona

Assim como os ativos que fazem parte do Tesouro Nacional, as Global Bonds são produtos em que o investidor terá o lucro total ao final do contrato, recebendo a soma do valor do título com os juros arrecadados ao longo deste período.

Todavia, é necessário se ter atenção a alguns detalhes antes de se investir no exterior.

Talvez o principal é entender que tais títulos são de risco moderado, sendo que isto vai variar de acordo com a economia do país no qual aquele produto é ligado.

Portanto, para se ter uma ideia melhor acerca dos riscos daquele investimento, vale-se considerar três pontos. São eles:

  1. Juros pagos aos investidores dos títulos;
  2. Desempenho que aquele título possui no mercado internacional;
  3. Mudança, ou câmbio, entre a moeda do país referente aquele título e a nacional.
Como a certificação CNPI pode te ajudar a investir melhor

EBOOK GRATUITO | Como a certificação CNPI pode te ajudar a investir melhor?

Baixe o ebook gratuito para conhecer tudo sobre o CNPI e saber como esta certificação pode te ajudar a investir melhor!

Como a certificação CNPI pode te ajudar a investir melhor

EBOOK GRATUITO | A melhor maneira de fazer uma transição de carreira e entrar no Mercado Financeiro

Vantagens de se investir em Global Bonds

Global Bonds: conheça este tipo de investimento no exterior

Para quem busca realizar investimentos no mercado de dívidas, as Global Bonds podem ser uma opção interessante.

Isso porque este produto possui algumas vantagens, das quais é possível destacar:

  • Não demanda uma grande quantia para aplicação inicial;
  • Pagamento de juros com acréscimo de recursos a cada 180 dias;
  • Separação de patrimônio;
  • Se expor ao mercado internacional com risco moderado e sem tantas complicações.

Assim, é possível entender que este tipo de negócio possui alguns pontos de destaque, especialmente para investidores que buscam diversificar sua carteira.

Dessa forma, compreender tudo que envolve o tema é relevante, ainda mais para encontrar boas oportunidades de mercado.

Contudo, é necessário ficar atento aos riscos que envolvem este modelo de negócio.

Nesse sentido, é possível elencar suspensão ou atraso de pagamento e riscos do mercado como exemplos.

Afinal, as Global Bonds estão, por vezes, atreladas à dívida pública, o que pode gerar instabilidade na economia da nação responsável pelos títulos.

Guilherme Almeida
Guilherme Almeida
Bacharel em Economia e Especialista em Finanças Corporativas e Mercado de Capitais pelo Ibmec-MG. Mestrando em Estatística pela UFMG, atua como professor, palestrante e porta voz das áreas de economia e finanças, tendo concedido mais de mil entrevistas para os principais meios de comunicação. Atualmente, leciona matérias ligadas à Economia e ao Mercado Financeiro em cursos preparatórios para certificações financeiras, além de ser o Economista-Chefe do departamento de Estudos Econômicos da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Minas Gerais (Fecomércio MG).

relacionadas