Margem de garantia: saiba sobre este importante valor financeiro

Margem de garantia: saiba sobre este importante valor financeiro
Share on twitter
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

O mercado financeiro possibilita com que seus investidores possam tomar diversas estratégias em busca de lucros, assim é comum que não exista uma receita exata para se obter sucesso na bolsa de valores, sendo possível inclusive investir sem alocar capital diretamente. Todavia, para isto acontecer, o investidor deve se atentar à margem de garantia.

Além disso, a margem de garantia é de importância para quem busca investir no mercado futuro, todavia, assim como algumas alternativas e produtos do segmento, como a boutique de investimentos, esta não é uma prática tão conhecida, ainda mais entre investidores iniciantes.

Busca formas de atuar profissionalmente no mercado financeiro? Acesse o Certifiquei e descubra os principais cursos preparatórios voltados para quem deseja as certificações da área. Confira!

O que é a margem de garantia

Margem de garantia é um valor que o investidor possui com a corretora para realizar determinados investimentos na bolsa de valores. 

Assim, este valor é voltado especialmente para negociações relacionadas ao mercado futuro e para a prática de alavancagem, pois servirá como uma garantia financeira para serem executadas ações deste tipo.

Tal prática serve para que a corretora se proteja em situações que o investidor tenha prejuízo. Pois, tal margem serve para a empresa cobrir tais perdas.

Todavia, caso o investidor obtenha retorno em suas decisões, tal valor retorna para o mesmo.

Ainda vale destacar que o mais comum é que as instituições financeiras solicitem, como garantia, entre 1,5% a 25% do valor da operação.

Contudo, este montante pode variar de acordo com três fatores. São eles:

  1. Tipo de negociação;
  2. Contrato;
  3. Prazo da posição.

Portanto, o investidor deve ter atenção às regras impostas pela corretora de valores em negociações do mercado financeiro que exijam margem de garantia.

Inclusive, é possível utilizar outras garantias financeiras que vão além do dinheiro.

A melhor forma de fazer uma transição de carreira e entrar no Mercado Financeiro

EBOOK GRATUITO | A melhor maneira de fazer uma transição de carreira e entrar no Mercado Financeiro

Baixe o ebook gratuito e saiba como fazer sua transição de carreira para o Mercado Financeiro!

A melhor forma de fazer uma transição de carreira e entrar no Mercado Financeiro

EBOOK GRATUITO | A melhor maneira de fazer uma transição de carreira e entrar no Mercado Financeiro

Garantias financeiras

Corretoras também costumam aceitar ativos financeiros como margem de garantia, sendo que em caso de execução, tais negócios são vendidos para cobrir o prejuízo.

Dessa forma, o investidor deve ter atenção a qual ação tomar no momento de deixar a garantia com a instituição financeira.

Para isso, saber os produtos financeiros aceitos é importante.

Nesse sentido, é possível listar, por exemplo:

  • Títulos privados (aprovados pela corretora);
  • Títulos de commodities;
  • Certificado de Depósito Bancário (CDB);
  • Ações negociadas na B3;
  • Títulos públicos do Tesouro Direto.

Quando a margem de garantia é utilizada

Margem de garantia: saiba sobre este importante valor financeiro

Como visto até aqui, o valor posto em garantia é executado quando o investidor encerra o pregão negativo, ou seja, tal montante é utilizado para cobrir o prejuízo.

Tal processo se dá do seguinte modo:

  • Se constata um valor negativo na conta do investidor e o mesmo é informado que deve quitá-lo;
  • A corretora de valores coloca um prazo limite para que aquele valor seja pago;
  • O ajuste diário será realizado feito no final do pregão, sendo que o investidor terá até antes daquele momento para realizar o pagamento;
  • Após o ajuste diário, caso não seja feito o pagamento, as posições abertas do investidor serão liquidadas;
  • Posteriormente à liquidação das posições, a margem de garantia será desbloqueada.

Vale destacar que tal prática é utilizada para preservar outros investidores, sendo que através desta medida contra prejuízos é possível manter a posição de terceiros.

Ou seja, a margem de garantia serve como uma garantia para o funcionamento do mercado. Assim, é importante que o investidor considere tal valor no momento de realizar o gerenciamento de risco de seus investimentos.

Guilherme Almeida
Guilherme Almeida
Bacharel em Economia e Especialista em Finanças Corporativas e Mercado de Capitais pelo Ibmec-MG. Mestrando em Estatística pela UFMG, atua como professor, palestrante e porta voz das áreas de economia e finanças, tendo concedido mais de mil entrevistas para os principais meios de comunicação. Atualmente, leciona matérias ligadas à Economia e ao Mercado Financeiro em cursos preparatórios para certificações financeiras, além de ser o Economista-Chefe do departamento de Estudos Econômicos da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Minas Gerais (Fecomércio MG).

relacionadas