Mercado de opções: entenda como funciona e saiba como investir

Mercado de opções: entenda como funciona e saiba como investir
Share on twitter
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

Para quem atua com investimentos, os investimentos em renda variável são uma opção para obter ganho de dinheiro. Mas, apesar de parecer fácil, o mercado de opções pode fazer o investidor perder dinheiro se não souber como funciona.

A atuação no mercado de ações requer cuidado, mas se bem utilizada essa fonte de investimentos pode ser muito benéfica e usada tanto para investimentos, tanto para especulação.

O que é mercado de opções?

O mercado de opções são negociações no mercado financeiro que são contratos que negociam o direito por um determinado período, seja de compra ou venda, em uma data específica no futuro.

Essa estratégia de opções é considerada uma das opções de derivativo, isso porque o preço da opção deriva do preço do ativo em que ela está ligada. Assim, existem opções sobre diferentes tipos de ativos.

O conjunto de operações que formam o mercado de opções na Bolsa de Valores é formado pelas calls (opções de compra), e puts (opções de venda). A venda e compra de um ativo é a premissa básica dessa operação e é importante ter experiência em lidar com as opções.

Aqui no Brasil, as opções de ações formam o mercado mais volumoso nessa categoria e são negociados na B3. Mas, também há outras opções que podem ser negociadas, como:

  • Contratos de juros futuro
  • Moedas
  • Contratos de mercadorias

Para quem está investindo no mercado de opções, é importante saber que uma de suas funções é realizar operações de hedge, ou seja, um plano de proteção para sua carteira de investimentos.

Mas, em contrapartida, alguns especuladores perdem dinheiro por querer grandes ganhos a curto prazo. Assim como todo investimento, o mercado de opções precisa de seu tempo de trabalho e estudo diante das possibilidades.

Além disso, também pode ser usado por agentes de mercado para realizar alavancagem com opções. Isso acontece por conta das pequenas variações dos ativos que fazem com que o derivativo tenha oscilações em uma intensidade alavancada.

Como funciona o mercado de opções? 

Mercado de opções: entenda como funciona e saiba como investir

No mercado de opções, o titular (quem compra as ações) e o lançador (quem vende as ações para o titular) não negociam o ativo diretamente, mas sim o prêmio que é o valor que garante os direitos sobre a venda ou compra de um ativo.

Nesse caso, o ativo pode ser considerado uma ação ou até uma moeda. O valor dessa venda ou compra é acordado no momento em que o contrato é realizado. Isso se chama strike price (ou preço exercido).

O mercado de ações funciona com pequenas oscilações no preço dos ativos relacionados as opções, e por isso a volatilidade tanto para menos tanto para mais.

Assim, as opções podem garantir um ótimo retorno financeiro ou grandes perdas também. Por isso muitos atuam de forma especulativa a fim de garantir o melhor momentos para os ganhos financeiros.

No caso da opção americana, a compra ou venda da opções pode acontecer a qualquer momento. Mas na opção europeia, a compra ou venda da opção acontece apenas no vencimento do contrato. Essas são as duas opções mais utilizadas.

Se torne um profissional de sucesso no mercado financeiro. Conheça os cursos do Certifiquei!

Vantagens das opções

O mercado de opções conta com vantagens mensuradas pelos agentes do mercado para investir. Além do hedge e da alavancagem, as opções oferecem diversidade, flexibilidade e maior liquidez.

Para quem procura diversificar sua carteira de investimentos, esse mercado conta com uma vasta seleção de contratos futuros. Se feito de forma correta e estudada, pode trazer muitos benefícios e ganhos.

Além disso, a flexibilidade que as opções oferecem estão atreladas ao fato de que os contratos futuros nem sempre representam perdas. Na verdade, é possível negociar uma opção que, mesmo que em queda de valor de mercado, conseguem gerar lucro.

E, também, o mercado de opções para iniciantes é simples e rápido. Se você deseja entrar ou sair da negociação, não há impedimentos e você pode ter seu investimento retornado rapidamente.

Com isso, o mercado de opções é compatível com os planos de diversificação de carteira de investimento ao mesmo tempo que consegue ser seguro e garantir estabilidade. Assim, permite combinar diferentes estratégias para perfis diferentes de investidores.

Como trabalhar no Mercado Financeiro

EBOOK GRATUITO | Como trabalhar no Mercado Financeiro?

Baixe agora nosso ebook gratuito para descobrir o que você precisa para conseguir uma oportunidade no Mercado Financeiro!

Como trabalhar no Mercado Financeiro

EBOOK GRATUITO |
Como trabalhar no Mercado Financeiro?

Mercado de opções vs mercado de ações

Para quem não está acostumado com o mercado financeiro, é natural fazer a confusão entre as ações e as opções. Mas é importante entender essa diferença para investir com claridade e eficiência.

O mercado de ações ocorre com a negociação direta de papéis, que são uma cota da propriedade da empresa e você, quando o adquire, se torna acionista.

Já no mercado de opções, o que é negociado é o direito da compra e venda das ações. Quem realiza a aquisição de uma opção, não está investindo na empresa, mas garante que pode comprar ou vender pelo mesmo valor do momento da operação.

Por isso, a compra de opções protege o investidor de, futuramente, precisar pagar um valor maior do que foi negociado no ato da compra ou venda.

Riscos do mercado de opções

Se você tem um perfil de investidor que se adequa ao mercado de opções, essa é uma boa opção para diversificar a sua carteira. Apesar das opções estarem atreladas à proteção de investimento, elas também apresentam riscos altos.

É importante levar em conta que o maior risco do mercado de opções é, justamente, a perda de dinheiro, especialmente por conta da volatilidade do ativo. Apesar de ser possível fixar o valor de compra e venda futura, os contratos sofrem com a volatilidade.

Isso acontece porque o valor das opções depende do comportamento do ativo, que pode ter uma evolução esperada ou não pelo investidor no momento da compra. Isso pode afetar diretamente os resultados previstos.

Sendo assim, as opções são indicadas para os investidores que tenham intimidade com a volatilidade do mercado e bom repertório em análises profundas de opções e ativos de renda variável.

Lembrando que as opções não são, literalmente, um investimento. Mas sim instrumentos negociados dentro do mercado financeiro. Vale, portanto, mensurar se o mercado de opções é viável dentro do seu perfil e intenção de investimentos.

Guilherme Almeida
Guilherme Almeida
Bacharel em Economia e Especialista em Finanças Corporativas e Mercado de Capitais pelo Ibmec-MG. Mestrando em Estatística pela UFMG, atua como professor, palestrante e porta voz das áreas de economia e finanças, tendo concedido mais de mil entrevistas para os principais meios de comunicação. Atualmente, leciona matérias ligadas à Economia e ao Mercado Financeiro em cursos preparatórios para certificações financeiras, além de ser o Economista-Chefe do departamento de Estudos Econômicos da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Minas Gerais (Fecomércio MG).

relacionadas