Mercado secundário: entenda onde são negociados os ativos financeiros

mercado-secundario
Share on twitter
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

A negociação de ativos, sejam eles ações, fundos imobiliários ou derivativos, é realizada dentro do mercado secundário.

Dessa maneira, o mercado secundário é o mais importante para os investidores que desejam negociar esses ativos e, com isso, alcançar a sua liberdade financeira.

O que é mercado secundário?

O mercado secundário é o ambiente no qual ocorrem as trocas de ativos, via compra e venda, entre os investidores, ou seja, não existem negociações diretas com os emissores dos ativos, como ocorre no mercado primário.

Dessa forma, o mercado secundário possibilita a negociação de:

  • Ações;
  • Fundos de Investimento Imobiliário;
  • Debêntures;
  • Derivativos;
  • Entre outros.

Importante destacar, que é no mercado secundário que ocorre a troca de propriedade dos ativos, através de liquidação financeira entre os investidores.

Como trabalhar no Mercado Financeiro

EBOOK GRATUITO | Como trabalhar no Mercado Financeiro?

Baixe agora nosso ebook gratuito para descobrir o que você precisa para conseguir uma oportunidade no Mercado Financeiro!

Como trabalhar no Mercado Financeiro

EBOOK GRATUITO |
Como trabalhar no Mercado Financeiro?

Como funciona o mercado secundário?

O primeiro ponto que deve ser esclarecido, em relação ao funcionamento do mercado secundário, é que nele os recursos não vão para a empresa que emitiu as ações ou o título de dívida.

Assim, a partir do momento que o processo de IPO se encerra, qualquer movimentação de compra e venda no mercado secundário possibilitará rendimentos ou prejuízos apenas aos investidores.

Para que seja possível operar no mercado secundário, o primeiro passo é abrir conta em uma corretora de valores mobiliários e, a partir disso, começar a comprar os ativos disponibilizados em suas plataformas.


Trabalhe no mercado que mais cresce e remunera no Brasil! Conheça os cursos do Certifiquei e se qualifique para atuar no mercado de capitais!

Importante salientar, que as transações nesse mercado acontecem quando os preços de compra e venda que os investidores aceitam entram em equilíbrio, o que permite liquidar a operação, via book de ofertas.

As operações do mercado secundário ocorrem via home broker e, é importante se atentar que ele abrange tanto o mercado organizado quanto o não organizado.

Dentro do mercado organizado, tem-se:

  1. Mercado Futuro;
  2. Mercado à vista:
  3. Mercado a termo.
  4. Entre outros.

Por outro turno, o não organizado é representado, principalmente, pelo mercado de balcão.

Quais são as diferenças entre o mercado primário e o mercado secundário?

A primeira e, mais latente diferença entre mercado primário e secundário, está nos agentes que participam de cada um deles.

Nesse sentido, enquanto no mercado primário existe a relação negocial entre empresa emissora e investidor, no secundário essa relação ocorre apenas entre os investidores.

Com isso, é importante frisar que os recursos negociados no mercado primário vão direto para a empresa custear seus projetos, enquanto as movimentações do mercado secundário ficam com os detentores dos títulos.

Quais são as vantagens e desvantagens desse mercado?

Operar no mercado secundário possibilita ao investidor obter rentabilidades com a compra e venda dos ativos, bem como com suas posições de longo prazo, para os adeptos do Buy and Hold, através do recebimento de proventos.

Dessa maneira, apesar desse mercado não agregar no que diz respeito a performance de negócios ou arrecadação para o financiamento de projetos, ele modifica diariamente os preços das ações, o que altera o valor de mercado da empresa.

Com isso, pensando em manter esse valor cada vez maior, as empresas buscam melhorias contínuas, as quais corroboram para o aumento de seu valor de mercado.

A principal desvantagem do mercado secundário e, que está ligada à sua elevada liquidez, é o fato de investidores inclinarem suas operações para a especulação, o que pode gerar perdas enormes de capital.

 

Guilherme Almeida
Guilherme Almeida
Bacharel em Economia e Especialista em Finanças Corporativas e Mercado de Capitais pelo Ibmec-MG. Mestrando em Estatística pela UFMG, atua como professor, palestrante e porta voz das áreas de economia e finanças, tendo concedido mais de mil entrevistas para os principais meios de comunicação. Atualmente, leciona matérias ligadas à Economia e ao Mercado Financeiro em cursos preparatórios para certificações financeiras, além de ser o Economista-Chefe do departamento de Estudos Econômicos da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Minas Gerais (Fecomércio MG).

relacionadas