Straddle: saiba mais sobre este tipo de estratégia financeira

straddle
Share on twitter
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

O mercado financeiro possui uma variedade de produtos, sendo que dentre estes estão as opções. Todavia, investir neste tipo de ativo financeiro não é tão simples, dessa forma o investidor que deseja realizar operações nesta área deve conhecer estratégias como o straddle.

Isso porque o straddle é uma operação que busca lucrar através da volatilidade do ativo, isto é, através da utilização do call e put, fazendo desta uma das estratégias com maior entrada no  mercado de opções.

Deseja ter uma carreira de sucesso no mercado financeiro? Acesse agora o Certifiquei e descubra os principais cursos preparatórios voltados para quem deseja as certificações da área. Confira!

O que é o straddle

Straddle é um tipo de negociação em que são compradas duas opções, call e put, sendo que estas possuem o mesmo valor e vencimento. 

Através disto, o indivíduo busca obter lucro através da diferença do valor da ação na data de vencimento, quando comparada aos preços-strike da opção.

Ainda vale destacar que por ser uma operação que envolve duas “pontas” distintas, a alta ou baixo do valor do ativo financeiro do strike não é importante. 

Ou seja, o importante é que o valor final seja distante do strike, caso isso ocorra o investidor terá lucro. 

Dessa forma, quanto mais distante a ação fechar do preço-strike, melhor será para o investidor, independente se aquela diferença seja de alta ou baixa. 

Portanto, para compreender melhor a estratégia de straddle, é útil entender o conceito por trás desta operação.

Conceito

Inicialmente, vale destacar que a operação straddle busca a lucratividade através das oscilações do mercado, isto é, esta estratégia é aconselhável para períodos em que o mercado apresenta grande volatilidade. 

Em suma, as variações de alta beneficiam a ponta comprada na call, isto é, esta será a parte que dará lucro ao investidor em caso de valorização do ativo financeiro. Todavia, a ponta de put perderá seu valor.

Enquanto, se o movimento for de baixa até a data de vencimento, isso beneficiará a ponta em put, que gerará lucro, porém a ponta em call vai se desfazer. 

Assim, é possível perceber que neste tipo de estratégia, o investidor só toma prejuízo em situações na qual a volatilidade do mercado foi baixa no período de contrato, ocasionando nas ações e opções fechando em preços próximos. 

Portanto, é útil reforçar que o investidor deste tipo de negócio deve ter cuidados com o momento de investir utilizando esta estratégia.

Além disso, saber identificar as características do straddle pode ser útil na negociação de opção utilizando esta estratégia. 

Características

Como visto até aqui, a straddle é uma prática comum no mercado de opções, todavia possui sua complexidade. 

Assim, se torna útil entender as características que formam este tipo de estratégia, sendo estas:

  • Investimento com foco na volatilidade apresentada pelo ativo;
  • Capacidade de ganhos independente da alta ou baixa apresentada pelo ativo;
  • Ausência de margem;
  • Compra das ações nas pontas call e put, porém com a necessidade do pagamento à vista.

Além disso, este tipo de estratégia possibilita que o investidor tenha ganhos consideráveis ou prejuízos alarmantes. 

Em relação aos ganhos, vale ressaltar que não existe um limite máximo para os lucros caso a operação seja acertada.

Dessa forma, o valor final dependerá da variação que houve no valor do ativo em relação ao preço-strike.

Enquanto, as perdas podem representar todo o valor aportado pelo investidor, caso a operação não seja bem sucedida e o ativo tenha sofrido pouca volatilidade até a sua data de vencimento.

Portanto, estas são características a serem consideradas no momento de se utilizar tal estratégia no mercado de opções, afinal este pode ser considerado um investimento com um grau de risco a ser considerado. 

Ou seja, é aconselhável que o investidor perceba sua tolerância aos riscos de perda antes de realizar este tipo de operação.

PDPF: os fundamentos para a certificação do DPO

EBOOK GRATUITO | PDPF: os fundamentos para a formação do DPO 

Baixe o ebook gratuito e conheça a primeira certificação da trilha do DPO

PDPF: os fundamentos para a certificação do DPO

EBOOK GRATUITO | PDPF: os fundamentos para a formação do DPO

Exemplo da aplicação da estratégia straddle

Para ficar mais claro o funcionamento deste tipo de estratégia, imagine o seguinte exemplo.

Determinada ação, a XMZ possui duas opções: call e put com vencimento em uma mesma data.

Assim, temos que a call XMZA12 tem um preço de strike de R$10, enquanto o preço de venda é de R$2.

Por sua vez, a put XMZA12 tem um preço de strike de R$12, com o valor de venda de R$1,50.

Com este cenário, o investidor opta por aplicar a estratégia de straddle, adquirindo 1000 lotes de cada um destes ativos financeiros. 

Portanto, o custo total ao aplicar esta estratégia de opção foi de R$3500.

Dessa forma, é possível que esta operação acabe com a ação tendo um valor em três cenários diferentes. São eles: 

  1. Acima do preço-strike;
  2. Abaixo do preço-strike;
  3. Igual ao preço-strike.

Abaixo do preço-strike

Quando a opção de compra acaba acima do preço-strike a call é zerada, isto é, o investidor perde todo o valor que foi alocado na call XMZA12.

Contudo, o valor colocado em put XMZA12 é exercido em R$12.

Dessa forma, o investidor ganha por cada put adquirida a diferença entre o preço-strike e o valor de fechamento da ação.

Contudo, pelo preço do straddle ter sido lucrativo, esta não se tornou uma operação lucrativa para investidor, sendo que isto só aconteceria se ela fechasse abaixo do valor que encerrou.

Abaixo do preço-strike

Enquanto, quando a ação fecha o dia abaixo do preço-strike será a ação put XMZA12 que será zerada. 

Dessa forma, a capacidade de ganhar do investidor estará associada ao call XMZA12.

Além disto, esta operação também possui o lucro atrelado ao valor de fechamento de ação com o preço-strike.

Todavia, pelo exemplo acima, o investidor não conseguiu obter lucro, pois a valorização do ativo não foi alta suficiente. 

Igual ao preço-strike

Por fim, existe a possibilidade de o preço final estar em R$12, isto é, um valor igual ao que foi estipulado inicialmente.

Dessa forma, o investidor que utiliza a estratégia de straddle não obteve lucro algum, sendo que tanto a call quanto a put não tiveram oscilações no preço.

Portanto, o prejuízo do investidor, em casos assim, é total, isto é, o investidor tomaria R$3500 de prejuízo neste contexto. 

Assim, é possível entender o porquê do straddle ser uma estratégia financeira com aplicações financeiras que expõem o investidor a determinados riscos.

Guilherme Almeida
Guilherme Almeida
Bacharel em Economia e Especialista em Finanças Corporativas e Mercado de Capitais pelo Ibmec-MG. Mestrando em Estatística pela UFMG, atua como professor, palestrante e porta voz das áreas de economia e finanças, tendo concedido mais de mil entrevistas para os principais meios de comunicação. Atualmente, leciona matérias ligadas à Economia e ao Mercado Financeiro em cursos preparatórios para certificações financeiras, além de ser o Economista-Chefe do departamento de Estudos Econômicos da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Minas Gerais (Fecomércio MG).

relacionadas