Títulos públicos são emitidos pelo Tesouro Nacional. Saiba mais!

Títulos Públicos
Share on twitter
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

Entre os investimentos que mais despertam curiosidade, os títulos públicos se destacam. Afinal, muitos fazem parte do dia a dia dos investidores.

Entendê-los não é tão difícil quanto parece, mas os títulos públicos pedem estudo e alguns cuidados na hora de investir, assim como qualquer outro.

O que são títulos públicos?

Títulos públicos são emitidos pelo Tesouro Nacional. Logo, podemos dizer que eles praticamente representam um financiamento de dívida pública.

Por isso, permitem que muitos investidores emprestem uma determinada quantia de dinheiro para o governo. Em troca, após o vencimento, o dinheiro retorna para o investidor com uma rentabilidade maior, já que o governo devolve o dinheiro com juros.

Em suma, esses títulos podem ser considerados negócios seguros. Isso porque, caso algo aconteça com a economia, o governo é o último a sofrer danos.

Logo, entender como funcionam os títulos públicos pode ser sinônimo de saber escolher um investimento.

Quem pode investir em títulos públicos?

Atualmente, a boa notícia é que muitas pessoas estão fazendo seu dinheiro render com os títulos. Logo, qualquer pessoa pode investir em títulos públicos. Mas é sempre importante ressaltar que o estudo é fundamental para investir com segurança.

De qualquer maneira, hoje em dia é possível investir com menos de R$ 100,00. Até mesmo porque, nos últimos anos, o governo mostrou-se um incentivador de tais aplicações para pessoas físicas, o que reduziu o valor mínimo de aplicações.

Principais tipos de títulos públicos

Entre os tipos de títulos públicos, alguns se destacam por serem muito populares. Afinal, são os mais indicados por investidores experientes para os investidores iniciantes.

Antes de descobrir quais são os principais tipos de títulos públicos, é importante ressaltar que eles são investimentos de renda fixa. Ou seja, a sua rentabilidade é definida na hora da compra.

Entretanto, independente do tipo de rentabilidade selecionada, é importante sempre pensar adiante. Como o mercado sofre muitas oscilações, a mesma coisa pode ocorrer com os títulos.

Isso significa que, comprar um título e mexer nele antes do vencimento, pode fazer com que o investidor saia perdendo, algo que ninguém quer.

Portanto, confira os principais tipos de títulos públicos, suas características, rentabilidade e forma de pagamento.

1. Tesouro Selic

O Tesouro Selic é um dos investimentos mais conhecidos dentro dos títulos públicos. Nele, a taxa de juros é baseada somente na Selic.

Além disso, o título pago ao investidor ocorre somente no seu vencimento. Mesmo que o resgate possa ocorrer antes, aguardar faz com que o dinheiro valorize.

O Tesouro Selic é o investimento mais indicado para:

  • pessoas que estão montando a reserva de emergência;
  • planos de curto e médio prazo;
  • indivíduos que acreditam na alta da Selic.

Quer trabalhar no mercado financeiro? O Certifiquei oferece os melhores cursos preparatórios para você tirar a sua certificação. Confira! 

2. Tesouro IPCA+

A sigla “IPCA+” já diz muito sobre a rentabilidade desse investimento. Ou seja, a sua rentabilidade é baseada na inflação (IPCA) + taxa de juros que é determinada.

Entretanto, esse investimento obriga o investidor a ter mais segurança e certeza do que quer. Afinal, ele paga única e exclusivamente na data do vencimento.

Com isso, torna-se uma das melhores opções para quem deseja estar protegido contra as variações constantes da inflação.

Isto porque, com o IPCA+, é possível garantir um juro real e a enorme vantagem de não perder o poder de compra. Algo que, sem dúvidas, é importante no mercado.

3. Tesouro prefixado

Por fim, um dos tipos mais populares dos títulos públicos é o Tesouro prefixado. Nesse investimento, a rentabilidade ocorre com base em alguns aspectos.

Entre eles, por exemplo, é possível citar a Selic e também a expectativa do mercado. Com isso, o mais indicado é sempre esperar a data de vencimento.

Afinal, é realmente somente no vencimento que o investidor receberá o dinheiro de volta. Esse investimento é o mais indicado para quem acumula recursos.

Por que investir nos títulos públicos?

Após entender o que são os títulos públicos, saiba que escolhê-los como investimento é uma ótima opção, pois, dentre as opções, é a que fornece maior segurança. Isso porque as chances de o governo quebrar são mínimas.

Além disso, dentro do Brasil, eles são 100% garantidos pelo Tesouro Nacional. Ou seja, são os ativos financeiros de menor risco.

Em suma, caso o Brasil viesse a quebrar, os bancos privados teriam dado o indício, já que seriam os primeiros a falir. Ademais, o sistema financeiro estaria em colapso.

Principais vantagens dos títulos públicos

Independente do título público escolhido, é fato que eles oferecem ótimas vantagens. Entre elas:

  • baixo investimento;
  • liquidez vantajosa;
  • segurança;
  • acompanhamento descomplicado.

Sem dúvidas, uma das maiores vantagens dos títulos públicos é a possibilidade de investir valores baixos. Assim, não há a necessidade de desembolsar uma grande quantia.

Ademais, também é importante ressaltar a liquidez vantajosa, que é algo que faz a diferença. Como possui um dos menores prazos do mercado, os valores são fáceis de resgatar.

Em seguida, sem dúvidas, a segurança é algo que faz toda a diferença. Afinal, os títulos públicos estão entre os investimentos mais seguros.

Por fim, acompanhar os aportes, rendimentos e demais evoluções dos investimentos, é muito fácil. Atualmente, existem ótimas plataformas que tornam isso seja possível.

Considerações finais

Não somente com os títulos públicos, é sempre indicado dominar a teoria para colocar os investimentos em prática.

Até mesmo porque, dessa maneira, é possível potencializar a segurança de investimentos que já são seguros. Ademais, dominar o assunto é uma ótima forma de aumentar os lucros.

Em suma, os títulos públicos são ótimas alternativas para quem busca algo descomplicado e seguro. Logo, é uma ótima opção para dar início nos investimentos.

Guilherme Almeida
Guilherme Almeida
Bacharel em Economia e Especialista em Finanças Corporativas e Mercado de Capitais pelo Ibmec-MG. Mestrando em Estatística pela UFMG, atua como professor, palestrante e porta voz das áreas de economia e finanças, tendo concedido mais de mil entrevistas para os principais meios de comunicação. Atualmente, leciona matérias ligadas à Economia e ao Mercado Financeiro em cursos preparatórios para certificações financeiras, além de ser o Economista-Chefe do departamento de Estudos Econômicos da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Minas Gerais (Fecomércio MG).

relacionadas