O que é um Trader e qual seu papel no Mercado Financeiro?

Trader: o que este profissional faz e como posso me tornar um?
Share on twitter
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

Atualmente, a busca por vagas para atuar no mercado financeiro é algo que tem crescido exponencialmente, principalmente devido a alta possibilidade de remuneração. E dentre os cargos procurados, temos o de trader.

Isso ocorre uma vez que o trader é um profissional que consegue ganhar dinheiro apesar das variações do mercado, ou seja, estando ele subindo ou descendo o profissional pode ter lucro, o que gera uma certa autonomia.

O que é um trader?

Trader é um profissional que investe no mercado financeiro buscando ganhar dinheiro com operações de curto prazo como ações e contratos futuros, por exemplo.

Para isso, ele se aproveita da volatilidade do mercado, que nada mais é do que uma medida de dispersão dos retornos de um título ou de um índice.

Assim, quanto maior for a variação de preço de uma ação em pouco tempo, maior o risco de ganhar ou até mesmo perder dinheiro a negociando.

Logo, existe uma relação entre trader e investimentos uma vez que esta é a forma a qual ele consegue o seu dinheiro mensalmente.

Este, por sua vez, vem através de compra e venda de ações ou de outros ativos por intermédio da Bolsa de Valores.

Vale ressaltar, no entanto, que o desenvolvimento de ferramentas utilizadas, a criação de novos produtos e o aumento de volatilidade em nosso país nos últimos anos fortaleceu essa carreira.

Assim, os ganhos deste profissional subiram bastante, o que tornou um atrativo maior para a profissão.

Agora, ao falarmos sobre o aspecto profissional e onde quem ocupa este cargo pode trabalhar, é necessário ter em mente as seguintes possibilidades de atuação:

  • Bitcoin trader, ou seja, um profissional focado totalmente na transação de qualquer moeda por Bitcoins;
  • Dentro de uma empresa;
  • Na mesa proprietária, também conhecida como tesouraria;
  • Traders da mesa clientes;
  • Brokers, que nada mais são do que traders executores de ordens;
  • Comerciante de vendas.

Por outro lado, existem ainda duas outras possibilidades relacionadas: os autônomos e os prop traders.

O primeiro opera somente com recursos próprios, sendo a categoria com maior liberdade em relação às demais.

Já o segundo, no entanto, é autônomo também, mas passou no processo seletivo de uma mesa proprietária e, por isso, operam com capital da empresa.

Qual o papel que este profissional possui no mercado financeiro?

Qual o papel que este profissional possui no mercado financeiro

Apesar da alta possibilidade de renda que um perito deste ramo possui devido ao alto valor de price action que pode ser negociado, este cargo é abominado por pessoas de diferentes profissões do mercado financeiro.

Contudo, essa rejeição pode ser observada principalmente por pessoas que estão entrando no mercado financeiro agora e possuem pouco conhecimento.

Afinal, os traders são profissionais de grande importância dentro do mercado, uma vez que eles são os principais responsáveis por precificar os ativos a curto prazo.

Ou seja, é possível entender que é graças ao trader que se torna possível conseguir dinheiro em ações com pouco tempo.

Isso ocorre por uma outra característica única que esta profissão possui, que é dar liquidez ao mercado.

Este conceito, por sua vez, diz respeito à facilidade e velocidade no qual um ativo pode ser convertido em caixa, em retorno financeiro.

Agora, mesmo sendo ainda rejeitada por muitos profissionais, essa é uma das profissões consideradas como tendências dentro do mercado financeiro.

O que é daytrade?

O daytrade, day trading ou até mesmo intraday trading, outras maneiras as quais é conhecida essa ação, é uma das formas as quais este profissional pode agir.

Mas para se encaixar dentro desta nomenclatura, a pessoa deve investir diariamente na Bolsa.

Ou seja, nesta modalidade as compras e vendas de ações são feitas no mesmo dia, podendo ser em horas ou até mesmo em minutos.

Esta é considerada como a categoria mais emocionante dentro do mercado de ações, sendo possível, inclusive, alcançar resultados incríveis em somente um dia.

Para isso, é utilizado um sistema chamado de alavancagem dentro do mercado financeiro.

Através dele, é permitido movimentar uma quantia de dinheiro maior a que realmente se possui, chegando a um valor entre 6 e 30 vezes maior como resultado.

O que torna isso possível, porém, é o fato de não pagar ou receber o valor total que será negociado, mas somente a variação entre compra e venda.

Para isso, é necessário estar sempre atento às movimentações que o mercado sofre diariamente.

Contudo, existem ainda dois outros tipos de traders quando falamos em categorias: o scalper e o swing.

O primeiro utiliza a estratégia de scalping, ou seja, executa operações buscando lucrar com movimentos rápidos e durantes várias vezes por dia.

Já o swing é um investidor de curto prazo que não realiza operação de apenas um dia, optando por operações com duração entre um dia e duas semanas.

Todavia, o swing trade é considerada a modalidade que gera maior resultado, alcançando entre 1% e 4%.

Porém, não é permitido fazer uso da alavancagem, sendo necessário possuir muito dinheiro para investir.

Está em busca de uma certificação na área de Finanças? O Certifiquei oferece uma série de cursos preparatórios para as principais provas, confira e garanta a sua vaga já!

Existem riscos que envolvem a atividade do trader?

Gerenciar riscos é uma ação que faz parte de qualquer profissional que atua no mercado financeiro.

E não é para menos, já que quem investe também está exposto a ter eventuais perdas.

Logo, a recomendação é se planejar da melhor forma possível a fim de tentar reduzir ao máximo todas as possibilidades antes mesmo de começar a operar.

Agora, quando trazemos os riscos para a rotina de trabalho do trader, é necessário ter em mente que o day trade é o modo de atuação com maior riscos para a profissão.

Por se tratar de uma proposta na qual se aproveita movimentos curtos e eficientes dentro do mercado ao longo do dia, os riscos aumentam, sendo necessário um bom plano de gerenciamento.

Por isso, existem sim diversos riscos os quais este profissional possui, e o maior deles é não conseguir uma boa ação e, consequentemente, não fazer um bom dinheiro.

Mas, para evitar estes riscos, existem algumas recomendações sobre como lidar com variações do mercado, administrando riscos e perdas. Confira-as abaixo:

  1. limite o número de ações que ficarão abertas simultaneamente;
  2. defina bem as estratégias de trading;
  3. estude com atenção o mercado e todas as possibilidades que ele possui;
  4. conheça o cenário macroeconômico e entenda-o;
  5. disponha de um orçamento à parte para evitar eventuais problemas;
  6. tenha disciplina; e
  7. controle o quão exposto ao risco você ficará.

Por fim, mas não menos importante, uma dica é definir qual será o stop loss, ou seja, qual é o valor mínimo para disparar um comando de saída de uma ação.

Em outras palavras, podemos entender que é o valor máximo de perda que você estará disposto a sofrer por um título.

O que é preciso para ser um trader?

Uma dúvida que fica sobre este tema após tudo o que foi exposto aqui é como ser um trader. Contudo, vale ressaltar que não é necessário possuir uma formação específica para ocupar esta profissão.

No entanto, é necessário conhecer conceitos sobre economia e entender sobre tudo o que pode influenciar sobre os preços dos ativos negociados na Bolsa.

Mas apesar disso, existem ainda algumas graduações que são as mais recomendadas para quem quer ganhar destaque neste mercado, sendo elas finanças, economia ou administração.

Contudo, quando falamos sobre as possibilidades de atuação que citamos neste artigo, existem alguns pré-requisitos específicos.

Porém, para a grande maioria dos casos, eles giram em torno de interesse desde cedo, extensões como MBA ou mestrado e uma boa formação acadêmica.

Além disso, a agilidade e raciocínio rápido são pontos de destaque para este ramo.

Quais os melhores cursos para trader?

A primeiro momento, uma forte recomendação é ser graduado em finanças, economia ou administração, eles ajudam a conhecer o básico para iniciar carreira.

Além disso, existem algumas certificações financeiras que podem auxiliar a refinar o conhecimento dos profissionais.

Estas certificações são também requisitadas por bancos e corretoras de valores para que o profissional possa atuar como um trader, sendo elas:

  • Ancord;
  • CPA 10;
  • CPA 20;
  • CNPI;
  • Apimec;
  • CFP.

Para alcançar essas certificações é possível contar com cursos preparatórios, como os que oferecemos aqui no Certifiquei.

Por isso, caso queira conquistar sua vaga para se preparar para o exame de certificação em um destes temas, clique aqui e saiba mais.

Outros detalhes que dizem respeito a esta profissão

O questionamento de quanto ganha um trader é algo feito com alta frequência uma vez que a profissão, como um todo, é muito atrativa, e o salário é um dos fatores que corrobora para isso.

No entanto, é difícil estabelecer uma média salarial, uma vez que isso dependerá diretamente do volume o qual o profissional deseja operar e o perfil que ele possui.

Um trader mais contido pode conseguir uma rentabilidade de até 2% ao mês enquanto um mais corajoso pode alcançar cerca de 10% ao mês.

Contudo, de acordo com o site VAGAS.com, estima-se que um salário mediano está em uma casa de R$5.108 ao mês.

Esse valor varia, além da capacidade de cada profissional, também com o nível de experiência que ele possui quanto ao mercado.

De toda maneira, uma dica que pode ser colocada para aqueles que desejam começar nesta jornada é que, durante o começo, normalmente não será possível ter grandes retornos financeiros.

E o foco deste primeiro momento é justamente aprender, por isso é aconselhado começar com a uma quantia pequena, algo perto de R$1.000 por mês e ir aumentando aos poucos.

Por outro lado, ao falarmos sobre o mercado, é necessário ter em mente que ele tem ganhado cada vez mais liquidez desde o ano de 2008.

Assim, cria-se cada vez mais um mercado mais favorável para ser um profissional deste ramo.

Por isso, a recomendação para se tornar um trader é investir no seu conhecimento sobre o mercado financeiro. Ficou interessado? Comece hoje mesmo através dos cursos disponíveis na Certifiquei. Clique aqui para saber mais.

Guilherme Almeida
Guilherme Almeida
Bacharel em Economia e Especialista em Finanças Corporativas e Mercado de Capitais pelo Ibmec-MG. Mestrando em Estatística pela UFMG, atua como professor, palestrante e porta voz das áreas de economia e finanças, tendo concedido mais de mil entrevistas para os principais meios de comunicação. Atualmente, leciona matérias ligadas à Economia e ao Mercado Financeiro em cursos preparatórios para certificações financeiras, além de ser o Economista-Chefe do departamento de Estudos Econômicos da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Minas Gerais (Fecomércio MG).

relacionadas