Boletim Focus: qual a importância para os investimentos?

Boletim Focus: qual a importância para os investimentos?
Share on twitter
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

Para quem investe, é necessário entender todas as estratégias do mercado financeiro para conseguir atingir seus objetivos. Além disso, dominar as ferramentas de análise e pesquisa faz toda a diferença, por isso é importante conhecer o Boletim Focus.

Isso porque o Boletim Focus tem um papel singular no mercado financeiro e auxilia a entender qual caminho seguir nos investimentos. Assim, através dos dados do Boletim, é possível montar as estratégias corretas

O que é o Boletim Focus?

O Boletim Focus é uma espécie de relatório divulgado pelo Banco Central do Brasil de forma semanal desde o ano de 2001. Especificamente, toda segunda-feira sua publicação é feita pelo site oficial do BACEN.

Esse relatório faz um compilado de indicadores econômicos considerados mais importantes na economia brasileira. Com isso, entre esses indicadores analisados estão:

  • IPCA
  • IGPM
  • Câmbio
  • Taxa de crescimento do PIB
  • Taxa Selic

Para realizar esse relatório, o Banco Central realiza de forma semanal uma pesquisa contando com a projeção de mais ou menos 140 instituições financeiras. Essas contém as principais estatísticas financeiras do mercado brasileiro e indicadores da economia. 

Outros dois pontos importantes é que o Boletim Focus destaca as cinco empresas com as projeções mais assertivas. Além de ser chamado alternativamente de Relatório do Mercado Focus por alguns profissionais do mercado. 

Já pensou em ser um profissional do mercado financeiro? Conheça os cursos do Certifiquei e se qualifique! 

Como funciona?

Boletim Focus: qual a importância para os investimentos?

A criação do Boletim Focus é feita a partir das projeções semanais elaboradas pelo GERIN, que é o Departamento de Relacionamento com Investidores e Estudos Especiais. Além disso, através dessas projeções, o Banco Central realiza o Boletim que é divulgado toda segunda-feira. 

Os indicadores são compilados toda sexta-feira anterior à publicação do Boletim, com informações derivadas e repassadas pelos bancos, agentes econômicos e instituições financeiras. 

Com isso, as expectativas e projeções para o fechamento do ano vigente são coletadas e reunidas durante a semana para serem compiladas toda sexta-feira. Assim, são apresentados em forma de tabelas ou gráficos. 

A tabela demonstra a performance dos indicadores na data da publicação do Boletim, além dos dados da semana anterior e do último mês em relação à publicação. Ademais, o Boletim Focus traz em seus resultados os seguintes parâmetros e indicadores:

  • A taxa básica de juros da economia brasileira, a Selic
  • Índice inflacionário oficial do país, o IPCA
  • Índice geral de preços de mercado e também relacionado à inflação do país, além de concentrar nesse indicador os índices de preços de vários setores econômicos, o IGPM
  • Taxa de câmbio, que representa o preço de moedas estrangeiras na unidade em real. Geralmente, essas projeções são feitas no preço do dólar
  • Crescimento do PIB (Produto Interno Bruto), considerado um dos índices mais importantes da economia ele mensura o quanto um país produziu dentro de um período 

Outros indicadores do mercado financeiro também são divulgados no Boletim Focus. Mas, todavia, os que têm um papel determinante no cenário econômico e influenciam diretamente nas decisões de investimento são os que estão acima. 

Qual o horário do Boletim Focus? 

O documento oficial do Boletim Focus é divulgado todas as segundas-feiras, sem exceção, às 08:30 no horário de Brasília no site oficial do Banco Central (www.bcb.gov.br)

5 passos para se inscrever na prova da ancord

EBOOK GRATUITO | 5 passos para se inscrever na prova da ANCORD

Baixe o ebook gratuito para conferir como realizar a prova de certificação ANCORD para tornar-se um Agente Autônomo de Investimentos.

5 passos para se inscrever na prova da ancord

EBOOK GRATUITO | 5 passos para se inscrever na prova da ANCORD

Como ler o Boletim Focus? 

Para ler o Boletim Focus, é preciso primeiramente acessar o site no tópico acima, que é site oficial do Banco Central do Brasil.  Ao abrir o documento, é possível perceber que é organizado por datas de publicação das mais recentes para as mais antigas. 

Primeira página 

Na primeira página, a data de divulgação do documento além das expectativas do mercado em relação à inflação nos próximos 3 anos estarão nela. 

Através de tabelas e gráficos, é possível ler e acompanhar cada um dos índices analisados no Boletim e seu desempenho em determinado período de tempo. Além disso, na tabela consta o comportamento dos indicadores tanto na data de divulgação do relatório da semana anterior, quanto no último mês ou quatro semanas anteriores. 

Ao final dessa mesma página, é possível acompanhar a performance semanal dos indicadores principais do Focus, além de analisar se os valores aumentaram, diminuíram ou permaneceram estáveis ao longo dos últimos boletins. 

Na tabela seguinte é possível encontrar as perspectivas do mercado em parâmetro mensal, ou seja, do mês vigente. Nesse espaço de tempo, inclusive, a taxa Selic e a Taxa de Câmbio são os indicadores que aparecerão nos próximos períodos. 

Segunda página 

Na segunda página do Boletim Focus é possível encontrar uma tabela com muitas informações sobre os indicadores para a projeção da economia em período anual e os períodos seguintes. 

Ao acessar essa tabela, é possível verificar tanto a evolução da meta da taxa Selic, quanto a evolução do PIB brasileiro. Além disso, também é possível acompanhar o crescimento da população industrial, comportamento da dívida líquida do setor público, balança comercial, entre outros indicadores. 

Esses dados sempre são referentes às projeções anteriores do Boletim Focus, especificamente de 1 a 4 semanas antes das projeções semanais de cada indicador. 

As tabelas do boletim tem a inscrição mediana agregada, o que significa que nessa informação é possível saber que os dados coletados estão relacionados ao resultado da média de projeções considerando todos os agentes consultados pelo BC. 

Terceira e quarta página 

Tanto na terceira quanto na quarta página é possível ter acesso a inscrição mediana ou média top 5 a curto prazo. Ou seja, são as expectativas de mercado tanto para o mês vigente, quanto para o mês seguinte. 

O top 5 é composto pela projeção das cinco instituições que o Banco Central levanta com mais acertos nas previsões dos índices analisados nos últimos boletins, por isso são o top (também chamado de Ranking Focus). 

O mercado financeiro segue contratando mesmo em meio a crise. Esteja preparado para ser um profissional do mercado financeiro com os cursos do Certifiquei! 

Qual a importância nos investimentos?

O ponto principal da relação entre o Boletim Focus e o mercado financeiro é que, através desses dados, é possível monitorar as expectativas do mercado e, assim, elaborar estratégias para tomar as melhores decisões. 

Para o investidor, acompanhar o boletim de forma semanal é sinônimo de conseguir alinhar suas expectativas com as tendências e projeções do mercado.

Mas, apesar da sua importância, o Boletim Focus são apenas projeções, então todo investidor precisa de fontes seguras, ler as notícias e ter profissionais qualificados ao lado para entender sobre a saúde e situação econômica do país. 

Com o auxílio de diferentes interpretações, quem investe consegue traçar estratégias de acordo com os rumos do mercado, evitando perdas e conseguindo agir na hora certa. 

Muitos investidores e profissionais do mercado financeiro acompanham a divulgação do Boletim Focus do Banco Central semanalmente para analisar seus investimentos e traçar os próximos passos.

Com esse acompanhamento, é possível ter uma visão macroeconômica do cenário financeiro e decidir onde aplicar o dinheiro entendendo como estará o mercado nos próximos meses ou até anos. 

Banco Central e o Boletim Focus

Apesar do Banco Central ser o responsável pelo Boletim Focus, essa instituição também usa os dados como base para tomar decisões importantes em relação à política monetária brasileira. 

E isso é importante porque a política monetária é uma ferramenta de controle da moeda do país. Assim, o COPOM (Comitê de Política Monetária), entidade ligada ao Banco Central, utiliza essas projeções para definir a Taxa Selic. 

Com isso, o objetivo do Banco Central é manter a inflação sob controle ao redor da meta, mantendo o controle inflacionário do país e garantindo a manutenção do poder de compra dos brasileiros. O Conselho Monetário Nacional (CMN) é quem estabelece a meta para a inflação. 

Uma das taxas que influenciam diretamente os juros na economia e o comportamento da inflação é a taxa Selic. Isso porque, quando a inflação está alta, o COPOM eleva a Selic para diminuir a oferta de dinheiro na economia.

Essa atitude freia o consumo econômico no país e faz com que a inflação esfrie. Do contrário, quando o país precisa crescer e a inflação está sob controle, o Banco Central também age reduzindo a Taxa Selic.

Economia brasileira e o Boletim Focus 

Manter a inflação baixa, com estabilidade e precisão, é um papel primordial da política monetária do Banco Central para fazer o crescimento econômico do país e melhorar as condições de vida dos cidadãos brasileiros. 

Assim como o crescimento econômico de um país depende de inúmeros fatores em que os órgãos responsáveis não têm controle, outros fatores precisam de intervenção e por isso o Boletim Focus auxilia o Banco Central nesse papel. 

Com a estabilidade econômica e dos preços, todos que dependem da economia conseguem se planejar melhor e usufruir de forma mais tranquila dos seus recursos, isso inclui empresas, investidores e até famílias.

O Boletim Focus tem uma importância absoluta na economia brasileira. Mesmo que o Banco Central não seja obrigado a agir em função dos dados do documento, ele é frequentemente usado como base para várias decisões importantes da instituição. 

 

Guilherme Almeida
Guilherme Almeida
Bacharel em Economia e Especialista em Finanças Corporativas e Mercado de Capitais pelo Ibmec-MG. Mestrando em Estatística pela UFMG, atua como professor, palestrante e porta voz das áreas de economia e finanças, tendo concedido mais de mil entrevistas para os principais meios de comunicação. Atualmente, leciona matérias ligadas à Economia e ao Mercado Financeiro em cursos preparatórios para certificações financeiras, além de ser o Economista-Chefe do departamento de Estudos Econômicos da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Minas Gerais (Fecomércio MG).

relacionadas