Bolsa de Hong Kong: saiba sobre o terceiro maior mercado da Ásia

bolsa-hong-kong
Share on twitter
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

Conhecer o mercado global por ser importante para quem investe no mercado financeiro, especialmente para quem busca alternativas. Assim, analisar as principais bolsas do mundo é uma tarefa útil, sendo que a Bolsa de Hong Kong merece destaque no processo.

O que não é à toa, pois a Bolsa de Hong Kong é uma das maiores bolsas de valores da Ásia e uma das principais do mundo, sendo que tal mercado pode ser uma alternativa de diversificação interessante inclusive para profissionais da área, como é o caso do gestor de investimentos.


Trabalhe no mercado financeiro! Acesse o Certifiquei e descubra os principais cursos preparatórios voltados para quem deseja as certificações da área. Confira!

O que é a Bolsa de Hong Kong

A Hong Kong Stock Exchange (SEHK), ou Bolsa de Hong Kong, é a bolsa de valores de Hong Kong, sendo que ocupa o posto de terceiro maior mercado financeiro da Ásia, se posicionando assim como uma das principais do mundo.

Por ser parte da China, Hong Kong tem passado por um processo de crescimento acelerado nas últimas décadas, o que possibilitou a entrada de investidores internacionais neste mercado.

Especialmente por investidores que buscam diversificar sua carteira com investimentos internacionais.

Dessa forma, é importante contextualizar o que levou a criação deste mercado.

Criação da SEHK

A SEHK foi criada no final de século XIX, em 1891, como uma Associação de Corretores de Valor.

Com o passar das décadas, este mercado passou a negociar títulos de valores mobiliários.

Assim, esta foi se tornando uma das principais bolsas de valores, especialmente após, 1986, quando se fundiu com outras três bolsas de valores, em um processo para melhorar a regulamentação do mercado local.

Dessa forma, o poder de atração deste mercado aumentou ao longo dos anos seguintes.

Por fim, vale apontar que a SEHK se posiciona como bolsa de valores chinesa com o maior número de acionistas estrangeiros.

Além disso, este mercado é reconhecido por ser parte do bloco dos Tigres Asiáticos.

Principais índices da SEHK

Tal qual ocorre em boa parte das bolsas mundiais, para se entender o funcionamento da SEHK, é necessário conhecer seus índices.

Nesse caso, o principal índice da Bolsa de Hong Kong é o Hang Seng (HSI), sendo que este representa as 50 maiores empresas que atuam em quatro setores do mercado, são eles:

  1. Finanças;
  2. Serviços públicos;
  3. Propriedade;
  4. Comércio e indústria.

Assim, o Hang Seng serve como um termômetro da economia de Hong Kong, pois é focado em quatro setores bases da economia local.

Ou seja, através deste índice é possível criar estratégias e entender os melhores momentos para se investir neste mercado.

A melhor forma de fazer uma transição de carreira e entrar no Mercado Financeiro

EBOOK GRATUITO | A melhor maneira de fazer uma transição de carreira e entrar no Mercado Financeiro

Baixe o ebook gratuito e saiba como fazer sua transição de carreira para o Mercado Financeiro!

A melhor forma de fazer uma transição de carreira e entrar no Mercado Financeiro

EBOOK GRATUITO | A melhor maneira de fazer uma transição de carreira e entrar no Mercado Financeiro

Ações da Bolsa de Hong Kong

Bolsa de Hong Kong: saiba sobre o terceiro maior mercado da Ásia

Ao todo, existem mais de 2 mil empresas com ações na Bolsa de Hong Kong.

Não à toa, este mercado se posiciona entre os principais da Ásia, reflexo do processo de crescimento acelerado que a região sofreu nas últimas décadas.

Ainda vale destacar que entre as principais empresas negociadas nesta bolsa, estão:

  • AIA Group Ltd;
  • China Mobile;
  • PetroChina;
  • Tencent;
  • Hang Seng Bank;
  • HSBC Holdings.

Dessa forma, este mercado se torna uma alternativa interessante para quem busca realizar investimentos no mercado financeiro asiático.

Portanto, é natural que a Bolsa de Hong Kong seja um caminho aos investidores que pretendem realizar a diversificação de sua carteira de investimentos por meio do mercado internacional.

Guilherme Almeida
Guilherme Almeida
Bacharel em Economia e Especialista em Finanças Corporativas e Mercado de Capitais pelo Ibmec-MG. Mestrando em Estatística pela UFMG, atua como professor, palestrante e porta voz das áreas de economia e finanças, tendo concedido mais de mil entrevistas para os principais meios de comunicação. Atualmente, leciona matérias ligadas à Economia e ao Mercado Financeiro em cursos preparatórios para certificações financeiras, além de ser o Economista-Chefe do departamento de Estudos Econômicos da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Minas Gerais (Fecomércio MG).

relacionadas