CETIP: entenda mais sobre esse sistema financeiro

CETIP: entenda mais sobre esse sistema financeiro
Share on twitter
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

A aplicação em renda fixa envolve sempre o emissor do título, o vendedor e o comprador (no caso, o investidor). Mas, aqui no Brasil, além desses três participantes muito importantes na operação, também há o CETIP.

Alguns títulos não ficam guardados com a corretora que realizou a venda. Mas sim, com um intermédio operacional que cuida do registro, custódia e liquidação desses ativos. No mercado brasileiro, tudo isso é realizado pela CETIP.

O que CETIP?

A CETIP é um sigla para a Central de Custódia e Liquidação Financeira de Títulos (ou Central de Custódia e Liquidação Financeira de Títulos Privados). Ela é uma empresa privada e integra o mercado financeiro brasileiro e oferece serviços de registro, central depositária, negociação e liquidação de ativos e títulos.

É uma empresa de capital aberto desde 2009 e pelas suas atividades é conhecida como parte do mercado financeiro. Além de possuir suas atividades reguladas pela CVM (Comissão de Valores Imobiliários) e é fiscalizada pelo Banco Central brasileiro.

A CETIP atua com alguns tipos de instrumentos financeiros, como:

  • Cotas de Fundo
  • Derivativos de Balcão
  • Certificados de Operações Estruturadas (COE)

Seu intuito é oferecer soluções em negociações, registros, depósitos, alocações e liquidação financeira no mercado de capitais.

Uma característica importante dessa organização é a responsabilidade do cálculo e divulgação da Taxa Cetip, que limita grande parte das aplicações financeiras e empréstimos no território brasileiro.

Conheça o mercado financeiro e se torne um profissional qualificado. Conheça os cursos do Certifiquei!

Qual sua função?

CETIP: entenda mais sobre esse sistema financeiro

Um dos objetivos principais da CETIP é atuar para garantir que todas as transações de ativos e títulos privados tenham sua negociação de forma confiável e rápida. É nessa empresa que fica centralizada e registrada todas as operações financeiras.

Um exemplo simples é a transferência bancária entre sua instituição financeira e outra conta. A CETIP que garante o envio do dinheiro de forma segura ao destino determinado.

Apesar de ser uma empresa privada de capital aberto, todas as atividades da CETIP são regulamentadas pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários) que é vinculada ao Ministério da Fazenda brasileiro.

Por isso, essa empresa é tão presente na rotina financeira brasileira, independente de ser investidor ou não. É ela quem estrutura e organiza diversas transações de forma segura. Além de possuir uma estrutura tecnológica própria para administrar os serviços virtuais.

Importante entender que a CETIP atua também nos serviços bancários e, portanto, é tão importante para a maioria dos brasileiros, não apenas os investidores da Bolsa.

Diante de tanta importância, ela integra o Sistema Brasileiro de Pagamentos, o SBP. E também é responsável pelo Clearing no mercado financeiro brasileiro. Assim, ela funciona como uma centralizadora das operações financeiras.

Relação entre CETIP e CDI

Após entender o que é a CETIP, é preciso entender a relação dessa empresa com a taxa CDI, também conhecida como índice CDI.

O CDI é um indicador financeiro presente diretamente na vida dos investidores. Isso porque é usado como referencial de rentabilidade para outros produtos da renda fixa, como por exemplo:

  • CDBs
  • LCI
  • LCA

De maneira geral, a taxa DI acompanha de perto a taxa básica de juros brasileira, a Selic. Mas, ao contrário da Selic que é definida pelo Banco Central Brasileiro, o CDI é resultado das operações de empréstimos entre os bancos.

As regras que regulam o mercado definem que, para a manutenção do sistema financeiro de forma saudável, os bancos não devem fechar o dia com o saldo negativo. Mas quando ocorre eles precisam recorrer à empréstimos junto a outros bancos

Esse tipo de transação realizada entre os bancos pode ocorrer de duas formas diferentes: por meio dos DIs (Depósitos Interbancários) ou através das chamadas operações compromissadas.

Na primeira opção, quando um banco necessita de um empréstimo, emite um título de renda fixa: o CDI. Esse título é semelhante com o CDB (Certificado de Depósito Bancário). Mas, em contrapartida, apenas outros bancos têm o poder de comprar o CDI.

Sendo assim, a taxa DI é o resultado da média das taxas de juros dos CDIs com prazo de um dia somente. Por isso, ela é a remuneração média paga pelos bancos tomadores de empréstimo aos bancos credores do empréstimo.

É importante entender que os empréstimos entre os bancos são essenciais para garantir a liquidez do sistema financeiro, e eles são gerenciados pela CETIP.

Ela é a empresa responsável por medir e divulgar todos os dias a taxa de juros que é o resultado desses empréstimos para o mercado financeiro operar todos os dias.

Como a certificação CNPI pode te ajudar a investir melhor

EBOOK GRATUITO | Como a certificação CNPI pode te ajudar a investir melhor?

Baixe o ebook gratuito para conhecer tudo sobre o CNPI e saber como esta certificação pode te ajudar a investir melhor!

Como a certificação CNPI pode te ajudar a investir melhor

EBOOK GRATUITO | A melhor maneira de fazer uma transição de carreira e entrar no Mercado Financeiro

Garantia de investimentos CETIP

Essa empresa, além das suas funções reguladores no mercado financeiro, oferece o CETIP Certifica, que é um selo que assegura maior transparência e segurança aos investidores em relação à suas aplicações financeiras.

Ela funciona como uma espécie de certificado de validação de aplicações financeiras e indica que ela é registrada em seu nome e CPF (ou CNPJ) na CETIP.

Se uma instituição financeira deseja obter esse certificado, deve estar cadastrada no CETIP Certifica. Depois desse processo, ela poderá gerar certificados para os títulos registrados pela Central, como:

Renda fixa: investimentos com rendimento determinado no momento da aplicação, como por exemplo: CDB, LCI, LCA, Letras financeiras, RDB, NC, DPGE, CRI, CRA, entre outros.

Certificado de Operações Estruturadas (COE): título emitido por bancos que reaplicam parte do dinheiro na renda fixa e outra parte é investida em renda variável como ações nacionais, taxas de juros, moedas, entre outros.

Derivativos: ativos com valores finais que derivam de maneira parcial ou total de outros títulos, como moedas por exemplo.

Fundos de investimentos: esse investimento é administrado pelo gestor que aplica os valores disponíveis em diferentes títulos. Um fundo representa um tipo de aplicação coletiva, com uma administração através de condomínio e por meio de cotas.

Mas é importante ressaltar que no momento de investir, é necessário ter atenção ao selo CETIP Certifica. É possível realizar uma consulta no site da CETIP. Com essa atitude, é possível ter mais segurança no momento do investimento.

A CETIP tem uma importância ímpar no mercado financeiro e sistema econômico brasileiro. Através de seus serviços feitos com segurança e sua regulação diante das operações financeiras, é possível fazer melhores investimentos de forma assertiva.

 

Guilherme Almeida
Guilherme Almeida
Bacharel em Economia e Especialista em Finanças Corporativas e Mercado de Capitais pelo Ibmec-MG. Mestrando em Estatística pela UFMG, atua como professor, palestrante e porta voz das áreas de economia e finanças, tendo concedido mais de mil entrevistas para os principais meios de comunicação. Atualmente, leciona matérias ligadas à Economia e ao Mercado Financeiro em cursos preparatórios para certificações financeiras, além de ser o Economista-Chefe do departamento de Estudos Econômicos da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Minas Gerais (Fecomércio MG).

relacionadas