Conta digital: saiba mais sobre este tipo de recurso

Conta digital: saiba mais sobre este tipo de recurso
Share on twitter
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

Com o passar dos anos, as novas tecnologias passaram a fazer parte da rotina da população, interferindo em diferentes aspectos do dia a dia das pessoas. Neste contexto, o modo que as pessoas lidam com o gerenciamento de suas finanças também foi afetado, especialmente a partir da criação da conta digital.

Isso porque a conta digital é uma ferramenta moderna que possibilita aos clientes das instituições financeiras realizarem diferentes tarefas de modo mais prático e, especialmente, rápido. Não à toa, se tornou um serviço recorrente em grande parte dos bancos comerciais. 

 Trabalhe no mercado financeiro! Acesse o Certifiquei e descubra os principais cursos preparatórios voltados para quem deseja as certificações da área. Confira!

O que é uma conta digital

Assim como o próprio nome indica, a conta digital é um tipo de conta, podendo ser bancário ou ligada a uma fintech, em que todas as operações são realizadas no meio digital, isto é, desde sua abertura até suas movimentações, são realizadas pela internet.

Dessa forma, o cliente não precisa gastar seu tempo e ter o trabalho de ir a uma agência bancária para acessar algum serviço bancário ou ir a algum caixa para sacar dinheiro.

Afinal, grande parte dos principais serviços oferecidos por bancos estão disponíveis totalmente online ou através dos caixas eletrônicos. Sendo possível listar exemplos como sacar dinheiro, realizar transferências, pagar contas, receber pagamentos.

Ainda vale destacar que estes serviços são oferecidos de forma gratuitas aos clientes, assim o titular da conta não tem nenhum custo adicional para manter este tipo de operação.

Além disso, este tipo de conta bancária possui menos burocracias, o que reduz os gastos na operação. Assim, transações como TED e DOC não possuem tarifas para este tipo de conta. Algo que ocorre nas contas “convencionais”.

Taxas de manutenção também são excluídas de contas digitais.

Como abrir uma conta digital

O processo para abrir uma conta digital pode variar de acordo com a instituição financeira, sendo que o passo a passo deste processo tende a variar.

Todavia, existem algumas etapas comuns para a maior parte das empresas que atuam na área, sendo possível listar elas da seguinte forma:

  1. Fazer o download do aplicativo da instituição financeira no smartphone;
  2. Fornecer os dados pessoais solicitados (documentos, endereço, informações financeiras entre outros);
  3. Fornecer os documentos solicitados (comprovante de residência, comprovante de renda, entre outros);
  4. Encaminhar foto segurando um documento com foto, como forma de comprovar a existência do solicitante;
  5. Realizar a assinatura digital;
  6. Aguardar a aprovação da conta.

Como visto, o processo para abrir uma conta virtual não é uma tarefa complexa, intuitiva para diferentes perfis de clientes.

Além disso, grande parte dos bancos disponibilizam profissionais para auxiliar os clientes que possuam alguma dúvida.

Ainda vale destacar que pessoas negativadas também podem abrir contas digitais, todavia é comum que as instituições financeiras não forneçam os serviços de crédito ou empréstimos.

Tão importante quanto entender como abrir uma conta, é compreender como funcionam as contas digitais.

Como funciona a conta digital

Inicialmente vale destacar que a conta digital é um serviço virtual, ou seja, para ser acessada depende de um aparelho (computador, celular, etc.) e acesso à internet.

Como apontado anteriormente neste artigo, as contas digitais não dependem de uma agência física para que suas atividades aconteçam, algo que interfere diretamente nas taxas cobradas por este tipo de serviços.

Além disso, existe uma série de instituições financeiras que oferecem este tipo de serviço, sendo que os aplicativos possuem particularidades.

Dessa forma, o cliente pode optar pela ferramenta que lhe agrada mais, isto é, com qual aplicativo se encaixa melhor em seu perfil de usuário.

Ainda é possível, caso seja interesse do usuário, manter mais de uma conta virtual ativa.

Também existem contas digitais que oferecem rendimentos sobre os valores que o cliente possui alocado em sua plataforma, sendo que esta é uma prática para atrair novos usuários.

Por fim, algumas empresas do setor também oferecem serviços como contratos de crédito ou gestão das finanças, fatores que podem ser úteis para os clientes.

Conta digital: saiba mais sobre este tipo de recurso

Segurança da conta virtual

Diferente do que pessoas não acostumadas com a tecnologia possam pensar, as contas digitais são seguras, isto vale tanto para questão de dinheiro, quanto para proteção dos dados.

Para isto, as instituições financeiras possuem uma série de ferramentas que auxiliam no funcionamento e na proteção das contas digitais.

Todavia, assim como acontece com contas ‘convencionais’, este não é um tipo de negócio 100% seguro, sendo que está sujeito a riscos e fraudes.

Portanto, é fundamental que o cliente tenha alguns cuidados, especialmente relacionados à proteção de seus dados pessoais e das informações acerca de sua conta.

Ou seja, fornecer seus dados é um dos principais pontos de cuidado que o cliente de contas virtuais deve ter.

Além disso, é necessário ter cuidados com e-mails desconhecidos, o recomendado é não clicar em nenhum link ou arquivo que este tipo de mensagem possa contas.

Navegar nas redes sociais também é outro ponto de atenção, principalmente com links suspeitos ou mensagens de desconhecidos.

Ainda é possível sofrer com fraudes através de ligações e SMS, sendo comum que a pessoa que tenta cometer o crime se passe instituição financeira.

Caso o cliente tenha dúvida da veracidade ou não da mensagem, ou ligação, basta confirmar o número oficial da empresa ou acessar o aplicativo da instituição financeira e verificar se tem alguma mensagem.

Em suma, as contas digitais são seguras ao usuário, contudo é necessário tomar determinados cuidados para utilizar este tipo de ferramenta.

Afinal, as fraudes são possíveis, até mesmo neste meio, e podem causar prejuízos e dores de cabeça aos usuários.

Empresas da área também costumam oferecer aos seus clientes um canal de comunicação para tirar dúvidas sobre práticas seguras e, especialmente, fraudes comuns na área.

Comparação entre conta convencional e conta digital

Inicialmente é importante destacar que existem diversas semelhanças entre estes dois tipos de contas, principalmente nos serviços disponíveis.

Assim como em contas convencionais, os seguintes serviços estão disponíveis para usuários das contas digitais:

  • Usar função de débito;
  • Pagar contas e boletos;
  • Realização e recebimento de transações;
  • Realizar a portabilidade de salário;
  • Guardar dinheiro em sessões específicas com rendimento;
  • Realizar a recarga do celular;
  • Sacar dinheiro em caixa eletrônico, são normalmente utilizadas as máquinas da Rede 24 H;
  • Transações utilizando o cartão de crédito;
  • Solicitação de empréstimos;
  • Entre outros tipos de serviços financeiros.

Ainda vale destacar que alguns serviços extras podem ser oferecidos, sendo que isso vai depender da política da instituição financeira responsável pela gestão das contas virtuais.

Outra questão, como visto anteriormente, são os serviços de crédito e empréstimos, disponibilizados de acordo com o histórico financeiro do solicitante.

De qualquer forma, é possível perceber que existem semelhanças entre contas convencionais e virtuais, com os principais serviços estando disponíveis também para quem opta por utilizar apenas a digital.

Todavia, também existem distinções entre esses dois tipos de contas.

Distinções

Talvez a principal distinção entre esses dois tipos de contas esteja na questão burocrática.

No caso de contas convencionais, a necessidade de estar presente em agências físicas para realizar diferentes serviços é realidade.

Enquanto em contas digitais, o usual é que todo tipo de serviço bancário possa ser acessado de forma virtual.

Além disso, em grande parte das vezes, são solicitados menos documentos e dados para abrir uma conta digital.

Todos esses fatores interferem diretamente na exclusão de tarifas em contas virtuais, sendo que tais taxas são cobradas em contas convencionais.

Junto disso, o tempo gasto para realizar serviços bancários também é reduzido, ao mesmo ponto que a eficiência para tais tarefas cresce.

Por exemplo, o usuário pode pagar suas contas ou realizar uma transferência sem ter que sair de sua casa para tal.

Dessa forma, as contas virtuais são uma alternativa útil para quem não possui tempo livre ou em casos que as agências físicas não sejam próximas a sua casa.

Se prepare para os desafios de uma profissão no mercado financeiro! Acesse o Certifiquei e descubra os principais cursos preparatórios voltados para quem deseja as certificações da área. Confira!

Vantagens e desvantagens da conta digital

Assim como grande parte dos serviços financeiros, a conta digital possui suas vantagens e desvantagens.

Compreender tais pontos é útil para o cliente que está na dúvida se aquele produto é interessante para seu perfil ou não.

Vantagens

Como visto ao longo do texto, uma das principais vantagens da conta virtual é a praticidade que ela oferece aos seus usuários.

Com menos burocracias e mais eficiência na execução de seus serviços, as contas digitais são úteis para quem busca economizar tempo, pois não terá o trabalho de ir até uma agência física e pegar filas para realizar uma simples operação financeira.

Outro ponto a se destacar é a segurança que envolve os aplicativos referente às contas digitais.

Normalmente, os programas de segurança e tokens praticamente impossibilitam as invasões de hackers ao sistema.

E, em caso de falhas do sistema, as instituições financeiras teriam que assumir os prejuízos causados aos seus clientes.

Assim, especialistas da área apontam que realizar transações de forma online é mais seguro que ir até um banco para executar tal operação.

Por fim, em bancos convencionais é mais comum que ocorram greves, o que impossibilita o cliente de realizar diversas tarefas que são possíveis apenas de forma presencial.

Pelo fato da conta digital ser automatizada, este tipo de entrave não acontece. Assim, caso tenha acesso à internet, o usuário pode realizar qualquer operação que desejar.

Ebook LGPD

EBOOK GRATUITO | 14 passos para adequar sua empresa à LGPD

Baixe o ebook gratuito e saiba como iniciar a adequação da sua empresa à LGPD!

Ebook LGPD

EBOOK GRATUITO | 14 passos para adequar sua empresa à LGPD

Desvantagens

Além dos cuidados para não cair em fraudes ou divulgar dados, o atendimento também pode ser considerado uma das desvantagens das contas digitais.

Ou seja, uma conta virtual demanda de cuidados por parte do usuário, afinal, qualquer erro pode causar prejuízos.

Ainda que tenha profissionais voltados para esta área nos bancos e fintechs que utilizam este tipo de serviço, a qualidade do atendimento não é a mesma, ainda mais se comparado com os serviços oferecidos por agências premium.

Assim, para algumas pessoas, pode ser mais interessante manter uma conta convencional ativa, principalmente se o seu perfil financeiro demandar do acompanhamento de um gerente ou profissional especializado na área.

Por fim, ainda há a dependência de um aparelho e internet para acessar este tipo de serviço.

Mesmo que tais pontos façam parte da vida dos brasileiros, existem contextos em que não é possível acessar a internet, o que impossibilita o usuário de utilizar os serviços disponíveis.

Portanto, caberá ao usuário compreender se uma conta virtual se encaixa em seu perfil ou não.

Uma carreira profissional de sucesso no mercado financeiro pode estar mais perto do que você imagina! Acesse o Certifiquei e descubra os principais cursos preparatórios voltados para quem deseja as certificações da área. Confira!

Tipos de conta digital

As contas digitais estão disponíveis tanto para pessoa física quanto pessoa jurídica, pois existem demandas diferentes para esses dois tipos de perfis.

Assim, compreender como é o funcionamento destes tipos de contas é útil para quem deseja este tipo de serviço.

Conta virtual para pessoa física

Assim como em contas convencionais, a conta digital é a mais comum entre os clientes.

Dessa forma, as instituições financeiras priorizam a criação de uma plataforma que se adequa a este tipo de perfil de cliente.

Não à toa os aplicativos são criados como uma ferramenta intuitiva, isto é, até usuários menos experientes neste tipo de tecnologia conseguem utilizar este tipo de plataforma.

Além disso, nas contas virtuais para pessoa física são oferecidos os serviços citados anteriormente neste texto.

Conta virtual para pessoa jurídica

Ainda que não seja tão convencional com a conta voltada para pessoa física, as contas digitais destinadas às empresas têm ganhado cada vez mais espaço.

Pois, assim como no tipo de conta anterior, este tipo de conta é uma forma de aumentar a agilidade das operações, reduzir taxas e descomplicar diversos serviços.

Dessa forma, é natural que venha ganhando cada vez mais espaço entre os empreendedores, em especial, entre as pessoas que trabalham sob o regime PJ.

Afinal, através da tecnologia deste tipo de ferramenta é possível gerenciar finanças e emitir cobranças de forma mais rápida e prática, sendo que este serviço é feito de forma virtual.

Além disso, as contas digitais para empresas costumam ter taxas mais baixas, ou, até mesmo, ter ausência de tarifas.

Quem pode ter conta virtual PJ

A conta digital para pessoa jurídica é recomendada para empresas de todos os portes, caso estejam registradas no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ).

Além disso, ainda existem casos que a pessoa física busca abrir uma conta jurídica, para isto é necessário que o mesmo possua uma CNPJ, mesmo que seja de Microempreendedor Individual (MEI).

Normalmente, as pessoas que buscam isto tem por objetivo ter maior controle de suas finanças.

Dessa forma, é recomendado que a pessoa saiba distinguir a sua conta pessoa com sua conta PJ. Tal fator auxilia tanto na profissionalização de seu negócio como no controle de suas finanças pessoais.

Outro ponto importante de se destacar é que ao realizar pagamentos através da conta jurídica, o CPG não é associado ao CNPJ.

Fator que pode gerar problemas no momento de declarar o Imposto de Renda para Receita Federal.

Portanto, a conta digital para PJ pode ser uma opção interessante, inclusive para MEI, todavia é necessário ter cuidados ao utilizá-la.

A melhor forma de fazer uma transição de carreira e entrar no Mercado Financeiro

EBOOK GRATUITO | A melhor maneira de fazer uma transição de carreira e entrar no Mercado Financeiro

Baixe o ebook gratuito e saiba como fazer sua transição de carreira para o Mercado Financeiro!

A melhor forma de fazer uma transição de carreira e entrar no Mercado Financeiro

EBOOK GRATUITO | A melhor maneira de fazer uma transição de carreira e entrar no Mercado Financeiro

Vantagens da conta virtual PJ

Assim como na conta digital para pessoa física, a conta virtual para PJ possui algumas vantagens em destaque. Nesse sentido é possível destacar três em especial. São elas:

  • Facilidade;
  • Burocracia;
  • Tarifas.

Facilidade

Inicialmente, vale destacar que o processo de abertura de conta em um banco digital ou fintech do setor financeiro é muito mais prático e rápido do que em instituições financeiras tradicionais.

Para isto, a parte de aprovação dos documentos da empresa, dos sócios e do dono do negócio é feita de forma remota, algo que possibilita que a conta PJ para empresas seja ativada em questão de horas.

Além disso, os serviços bancários podem ser realizados de forma instantânea e pelo aplicativo. Possibilitando o pagamento de contas ou salários de qualquer lugar a qualquer momento.

Ainda vale destacar que assim como no caso das contas virtuais para PF, os aplicativos costumam ser de fácil utilização para os usuários.

Portanto, uma das grandes vantagens da conta digital para empresas é a facilidade que a mesma representa, indo desde sua abertura até a utilização de serviços bancários ao longo da rotina.

Burocracia

Um dos passos essenciais para uma empresa obter sucesso, é a capacidade que a mesma tem para gerir suas finanças, isto independente do setor em que ela atua e o seu porte.

Por disponibilizar a maior parte dos serviços bancários, incluindo extratos e quitação de contas, pelo aplicativo, as contas digitais para PJ são interessantes para quem busca fugir de algumas burocracias e aumentar a eficiência na gestão financeira do dia a dia.

Afinal, diferentes questões ligadas às finanças podem ser resolvidas de forma prática e direta, desde que o usuário tenha acesso a internet e ao aplicativo.

Além disso, como visto no tópico anterior, o processo para aprovação de documentos e transações tende a ser mais rápido e realizado de forma remota, fatores que aumentam a agilidade de todo o processo.

Tal ponto pode ser uma grande vantagem para o empreendedor, especialmente na questão de “economizar” tempo.

Tarifas

Por fim, mas não menos relevante, a tarifa da conta digital para PJ é uma das principais vantagens deste tipo de contas.

Enquanto em bancos e contas convencionais, os valores cobrados para manter uma conta empresarial ativa são elevados, nas contas digitais estes custos são baixos e, a depender do caso, excluídos.

Dessa forma, é comum que contas virtuais para empresa não cobre mensalidades e anuidades de seus usuários.

Além disso, contas deste tipo ainda costumam ter taxas reduzidas para os serviços de transferência ou emissão de boletos, dois pontos recorrentes em empresas.

Portanto, ao optar por uma conta digital para empresa, o empresário economiza em diferentes pontos.

Todavia, o mesmo também deve estar atento às desvantagens de se utilizar este tipo de plataforma.

Desvantagens da conta virtual PJ

Mesmo sendo uma plataforma que atende a sua proposta, a conta digital para empresas possui algumas desvantagens, que podem ficar mais evidentes a depender do perfil do usuário.

Nesse sentido, é possível destacar duas em especial, são elas:

  • Segurança;
  • Atendimento.

Segurança

Ainda que seja uma plataforma segura, é necessário que o usuário da conta virtual para empresa tome uma série de cuidados, especialmente em relação a divulgação dos dados da empresa.

Juntos disto , o responsável por gerir tal conta também deve ficar atento a possíveis fraudes, tomando cuidado com links, mensagens, email e ligações suspeitas.

Portanto, caberá ao usuário deixar a plataforma mais segura para sua empresa.

Atendimento

Inicialmente, vale destacar que este ponto vale especialmente para perfis de clientes específicos.

Ainda que bancos digitais e fintechs ofereçam canais de comunicação com seus funcionários, por vezes, dúvidas mais complexas ou assistências não podem ser bem executadas através desta ferramenta.

Por exemplo, bancos e contas convencionais possuem gerentes de contas, que farão, a depender do serviço contratado, a gestão e análise das movimentações realizadas na conta da empresa.

Além disso, os canais para sanar dúvidas destas empresas são mais eficientes, sendo que o cliente pode ir a uma agência física e conversar pessoalmente com seu gerente.

Portanto, em casos de empresas que demandam de um acompanhamento mais detalhado, a conta convencional pode ser um negócio mais interessante, ainda que as taxas e burocracias da mesma sejam maiores.

Assim, é necessário que o responsável pela gestão do negócio faça uma análise criteriosa sobre qual tipo de serviço atende melhor a sua demanda.

Relação entre conta para PF e PJ

Da mesma forma que a conta digital para pessoa física, as contas virtuais para empresas também oferecem um vasto leque de serviços bancários às empresas.

Assim, neste tipo de conta é possível realizar serviços bancários como:

  • Movimentação de dinheiro;
  • Disponibilização de extratos;
  • Enviar e receber transferências bancárias;
  • Pagar contas;
  • Realizar saques;
  • Entre outros serviços.

Em suma, a grande diferença entre esses dois tipos de contas está no modo como são validadas e no movimento das negociações financeiras.

Por exemplo, na conta digital para PJ é comum que existam serviços exclusivamente voltados para empresas, como é o caso da emissão do extrato OFX para contabilidade, além da emissão de boletos bancários.

Ainda assim, a premissa dos tipos de contas é a mesma, sendo que o foco é oferecer um tipo de serviço mais eficiente e barato.

Ou seja, é a forma que as instituições financeiras encontraram para utilizar a tecnologia ao seu favor e, consequentemente, atrair novos clientes.

Não à toa, ferramentas como a conta digital ou o internet banking têm ganhado cada vez mais espaço entre os brasileiros.

Guilherme Almeida
Guilherme Almeida
Bacharel em Economia e Especialista em Finanças Corporativas e Mercado de Capitais pelo Ibmec-MG. Mestrando em Estatística pela UFMG, atua como professor, palestrante e porta voz das áreas de economia e finanças, tendo concedido mais de mil entrevistas para os principais meios de comunicação. Atualmente, leciona matérias ligadas à Economia e ao Mercado Financeiro em cursos preparatórios para certificações financeiras, além de ser o Economista-Chefe do departamento de Estudos Econômicos da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Minas Gerais (Fecomércio MG).

relacionadas