Corretora de valores: o que faz e como funciona essa instituição?

corretora de valores
Share on twitter
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

Mesmo sendo a principal porta de entrada de quem quer investir para o mercado financeiro, muitas pessoas ainda não conhecem ao certo quais são as funções de uma corretora de valores.

Atualmente, o número de corretoras de valores vem aumentando, tornando o ato de investir ainda mais prático e acessível para a população. Além disso, esse crescimento vem aumentando a demanda por profissionais para trabalhar no mercado financeiro.

    1. O que é uma Corretora de Valores?
    2. O que faz uma Corretora de Valores?
    3. Como investir através de uma Corretora de Valores?
    4. Como escolher uma Corretora de Valores?
    5. Investir através de uma Corretora de Valores vale a pena?

O que é uma Corretora de Valores?

As corretoras de valores são instituições financeiras que fazer a intermediação e negociação de ativos financeiros. Também chamadas de corretoras de investimentos, elas são essenciais para o funcionamento do Sistema Financeiro Nacional, principalmente quando falamos de ativos dentro da Bolsa de Valores.

Isso porque quem não possui os conhecimentos necessários para investir diretamente na Bolsa, pode contar com a atuação de uma corretora para aplicar seu dinheiro. Para exercer suas funções, as corretoras de valores precisam ser autorizadas BACEN (Banco Central do Brasil).

Além disso, elas são objetivo de regulação e fiscalização por parte da CVM (Comissão de Valores Mobiliários). É essa entidade que normatiza, fiscaliza, desenvolve e disciplina as instituições do mercado financeiro envolvidas com valores mobiliários.

O que faz uma Corretora de Valores?

As corretoras de valores não funcionam como os bancos, ou seja, não oferecem empréstimos, financiamentos, cartões de crédito ou pagamentos. Ao invés disso, elas oferecem opções para que seus clientes consigam aplicar seu capital e fazê-lo render.

Portanto, o papel principal de uma corretora é servir como intermediária para a compra e venda de ativos financeiros, como:

  • Títulos Públicos Federais (Tesouro Direto, Tesouro Selic, Tesouro IPCA+ etc);
  • Títulos de Crédito Privados (CDBs, LCIs, LCAs e Debêntures);
  • Cotas de Fundos de Investimento.

Para isso, as corretoras de valores oferecem serviços como o home broker, que permite a negociação de ações diretamente pela internet e gestão de recursos.

Interessado em trabalhar no mercado financeiro? A Certifiquei oferece os melhores cursos preparatórios para você tirar a sua certificação. Confira!

Outras funções das Corretoras

As corretoras de investimentos contam com equipes de economistas que analisam as perspectivas do mercado. Com isso, conseguem produzir materiais a fim de auxiliar seus clientes a tomarem melhores decisões financeiras, como:

  • Relatórios analíticos sobre preços de ações e outros títulos;
  • Orientações sobre momentos adequados para compra e venda de ativos;
  • Análise de conjuntura econômica;
  • Distribuição de produtos e serviços da Bolsa de Valores.

Além disso, as corretoras também podem atuar na gestão de fundos de investimento e na formação de carteiras de ativos. Dessa forma, se tornam fundamentais para quem deseja ter bons resultados com mais segurança e amparo profissional ao investir.

Como investir através de uma Corretora de Valores?

corretora de valores

Para começar a investir, o primeiro passo consiste em abrir uma conta em uma corretora de valores. Caso haja dúvidas sobre qual escolher, é possível consultar a lista da Bovespa com mais de 80 opções habilitadas.

Cada uma delas possui diferentes condições e benefícios. Por isso, não existe a opção correta, apenas a mais adequada para seus objetivos financeiros.

Após escolher a melhor corretora para você, basta transferir a quantia que deseja investir para a sua conta e analisar as aplicações disponíveis. É importante possuir um planejamento financeiro e escolher ativos de acordo com seu perfil de investidor, seja ele conservador, moderado ou arrojado.

Além disso, é preciso respeitar o horário de funcionamento do mercado, que costuma ser entre 9:30h e 17h. É possível enviar a ordem de compra através de seu local de acesso no site da corretora. Ainda existe a opção do home broker, um instrumento de negociação do mercado de capitais pela internet.

Quais os custos de investir através de uma Corretora?

A maioria das corretoras de investimentos permite a abertura de conta de forma gratuita. Atualmente, vem sendo cada vez mais comum que algumas instituições não cobrem taxa de corretagem para determinadas operações financeiras. Porém, muitas delas ainda o fazem — sendo esse o principal custo que o investidor tem ao comprar e vender ativos no mercado.

Por isso, é importante analisar duas ou mais corretoras antes de escolher qual utilizará para aplicar seu dinheiro. Assim, você evitará pagar por serviços que não utilizará ao longo do tempo, aumentando seus rendimentos.

Ser um profissional certificado é o primeiro passo para começar sua jornada no mercado financeiro. Confira nossos cursos e se prepare da melhor forma para conseguir sua certificação!

Como escolher uma Corretora de Valores?

Como dito anteriormente, não é possível determinar uma corretora ideal para todos os investidores. Isso porque cada uma delas possui suas particularidades, que apresentam benefícios para alguns e desvantagens para outros.

Por isso, para saber como escolher uma corretora de valores, é importante analisar três pontos:

Segurança

Na hora de escolher uma corretora de investimentos, é fundamental levar em conta a segurança oferecida pela instituição financeira. Uma corretora segura é aquela que atende critérios como:

  • Proteção de dados dos clientes;
  • Site e aplicativo seguros;
  • Recomendações coerentes.

É importante que as corretoras de valores não indiquem produtos desinteressantes para os objetivos informados pelos seus clientes. Esse tipo de atitude, além de demonstrar a ausência de compromisso da instituição, acaba prejudicando o resultado dos investidores.

Por isso, o ideal é buscar tomar suas próprias decisões a partir de seus estudos e do seu objetivo financeiro.

Custos

Quem investe costuma se deparar com alguns custos envolvidos nas negociações, como tarifas e tributações. Nas corretoras, eles são representados pelas seguintes taxas:

  • Taxa de Corretagem: cobrada pelas corretoras de investimentos pela intermediação de compra e venda de ativos financeiros;
  • Taxa de Custódia: cobrada mensalmente por corretoras para guardar os ativos financeiros do investidor.

Com a competição dentro do mercado financeiro brasileiro, algumas opções de corretoras têm diminuído ou até zerado suas taxas, dependendo dos produtos financeiros escolhidos pelo cliente.

Por isso, é importante pesquisar bem qual a corretora de valores mais adequada às suas necessidades. Em alguns casos, corretoras grandes e populares acabam possuindo custos altos, o que prejudica os rendimentos de seus investidores.

Experiência do usuário

Muitas corretoras de valores, mesmo oferecendo baixos custos e segurança para seus clientes, acabam não os conquistando por fatores como:

  • Dificuldade de registro;
  • Falta de clareza nas informações referentes às negociações de ativos;
  • Pouca disponibilidade de ferramentas e relatórios para auxílio dos clientes;
  • Navegabilidade ruim e dificuldade de conexão.

Por conta disso, além dos custos e da segurança, é importante entender quais os serviços oferecidos pela corretora. Assim, você consegue fazer uma escolha equilibrada, com um bom custo-benefício e serviços de qualidade, sendo a mais recomendada para qualquer investidor.

Quer tirar sua certificação financeira? Confira os cursos da Certifiquei e se prepare para as provas com o suporte dos melhores profissionais do mercado.

Investir através de uma Corretora de Valores vale a pena?

É comum que investidores com menos conhecimento do mercado financeiro acabem escolhendo instituições bancárias para intermediar seus investimentos. No entanto, com a variedade de opções e benefícios oferecidos pelas corretoras, os bancos comerciais acabam se tornando menos vantajosos.

Isso porque os gerentes, que têm a função de apresentar opções de investimentos aos clientes, costumam oferecer produtos de qualidade duvidosa, até mesmo com rentabilidades abaixo da inflação.

Portanto, contar com os serviços de uma corretora de valores de qualidade pode proporcionar muito mais rendimentos reais para os investidores e o alcance de seus objetivos em menos tempo.

Guilherme Almeida
Guilherme Almeida
Bacharel em Economia e Especialista em Finanças Corporativas e Mercado de Capitais pelo Ibmec-MG. Mestrando em Estatística pela UFMG, atua como professor, palestrante e porta voz das áreas de economia e finanças, tendo concedido mais de mil entrevistas para os principais meios de comunicação. Atualmente, leciona matérias ligadas à Economia e ao Mercado Financeiro em cursos preparatórios para certificações financeiras, além de ser o Economista-Chefe do departamento de Estudos Econômicos da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Minas Gerais (Fecomércio MG).

relacionadas