Fluxo de caixa descontado: entenda o que é e sua importância

Fluxo de caixa descontado: entenda o que é e sua importância
Share on twitter
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

O fluxo de caixa descontado faz parte da rotina de análise de investimentos e fusões empresariais porque é um dos métodos mais usados para analisar retorno financeiro e fazer valuation.

Sendo assim, o fluxo de caixa descontado faz parte da projeção de quanto a empresa irá produzir no futuro deduzindo os descontos, tempo e riscos assumidos.

O que é Fluxo de caixa descontado?

O Fluxo de Caixa Descontado (ou Fluxo de Caixa Livre Descontado), também conhecido como FCD, é um método aliado à tomada de decisões de uma empresa porque é usado para analisar a fortuna da instituição através dos benefícios de caixa a serem agregados no futuro descontados pela taxa de atratividade.

Por isso esse método reflete o custo de oportunidade e atua levando em conta o valor do dinheiro no tempo determinado e como isso se reflete no futuro. Além de ser amplamente utilizada para avaliação de empresas e verificação de nível de atratividade de investimentos.

O modelo de FDC inicia sua análise através do princípio de que um investimento gera fluxo de caixa durante o período determinado. Por isso é utilizado em situações nas quais há aplicação de dinheiro e recebimento dele no futuro.

Diante dessa análise, a avaliação do fluxo de caixa descontado considera duas variáveis conhecidas e muito utilizadas no ambiente financeiro na verificação de investimentos: risco e retorno.

Já que o método do Fluxo de Caixa Descontado utiliza projeções de fluxo de caixa futuro e taxas de descontos para conseguir um resultado de estimativa de valor presente, ele permite avaliar o potencial de um investimento assim como seus riscos e oportunidade de retorno.

É considerado um dos métodos mais utilizados para fazer valuation, seja no mercado de capitais ou nas operações de fusões e aquisições. Isso porque considera a capacidade de uma empresa de trazer retorno financeiro para investidores e compradores.


Se torne um profissional qualificado para atuar no mercado financeiro. Faça os cursos do Certifiquei!

Qual sua principal função?

A principal função do fluxo de caixa descontado é ser um método de avaliação de ações antes dos investidores comprarem ativos de uma empresa. Por isso é utilizado tanto em aplicações financeiras quando nas comerciais.

Além disso, também é uma técnica que pode ter a função de auxílio na escolha de decisões sobre realizar ou não determinados investimentos ou escolher entre outros com mais potencial de ganhos.

E uma das aplicações mais funcionais do modelo FCD é sobre a avaliação do valor de uma empresa, também chamado de valuation. Os especialistas que utilizam desse método para essa função, o FCD consegue obter a imagem do valor verdadeiro da empresa.

Vantagens e desvantagens do modelo FCD

Fluxo de caixa descontado: entenda o que é e sua importância

Como todo método de análise financeira, o fluxo de caixa descontado conta com vantagens e desvantagens. E, apesar de ser extremamente importante, também pode complementar outros métodos de análise para um panorama completo da empresa.

Para alguns especialistas a vantagem é que o modelo FCD reflete a imagem precisa do valor de uma empresa. Para outros, a desvantagem é que é um modelo baseado em projeções e não dados tangíveis, o que pode abrir margem para subjetividade.

Uma das vantagens reconhecida do fluxo de caixa descontado é que é possível reduzir um investimento a valor presente. Isso porque, caso ele gere um valor positivo, ele será gerador de dinheiro. Mas, caso contrário, o investimento representa uma perda financeira.

Outro benefício é que o FCD pode ser usado para análise de diferentes tipos de investimentos, mesmo que tenham prazos e condições diferentes. Isso é possível porque todos serão analisados a valor presente e com resultados que definem qual dará maior lucro.

Mas é importante ressaltar que é um método mais voltado para orientações futuras do que para resultados históricos, e fatores como a volatilidade do mercado financeiro influenciam em seus resultados.

Uma das desvantagens do modelo FCD é que podem surgir pequenas alterações que podem representar grandes mudanças nos valores e, ainda, essas projeções podem não se concretizar. Por isso é importante ser cauteloso no momento da projeção financeira.

Outra desvantagem a se destacas é que esse método produz números e, por isso, a análise não deve ser isolada. Por isso, ao avaliar o valuation de uma empresa, é importante avaliar negações de empresas de segmentos similares para verificar sua realidade com comparações.

Como calcular o Fluxo de Caixa Descontado

Para calcular o Fluxo de Caixa Descontado, é preciso levar em conta os seguintes itens:

  • Estimar o fluxo de caixa futuro da empresa
  • Calcular a taxa de desconto
  • Encontrar o valor presente de todos os fluxos

A estimativa do fluxo de caixa futuro da empresa deve ser feita pelo próximos cinco anos e significa a estimativa de entrada e saída de dinheiro da empresa. É possível projetar períodos mais longos também, mas não é o mais recomendado.

Isso porque depende do nível de previsibilidade da receita e, principalmente, se os dados históricos são confiáveis para fazer uma projeção mais ambiciosa.

Já no cálculo da taxa de desconto, é preciso incluir seus dados com base nos riscos, custos de oportunidade e no custo médio ponderado de capital, que é quanto a empresa tem de gastos para adquirir o capital.

Por último, no cálculo do FDC, é preciso encontrar o valor de todos os fluxos. Ou seja, obter os fluxos estimados a valor presente com base na taxa de desconto já calculada.

Portanto, a fórmula do fluxo de caixa descontado é a seguinte:

EPS * Aⁿ * B * (1 – Bⁱ) / (1 – B)

Dentro do cálculo, os termos significam:

  • EPS: lucro por ação
  • A é um coeficiente
  • G é a taxa de crescimento
  • R é a taxa de desconto (WACC)
  • N é o número de anos que a empresa em questão está crescendo dentro da taxa de crescimento (G)
  • B é um coeficiente
  • T é a taxa de crescimento do terminal
  • I é o número de anos em crescimento terminal

Sendo assim, algumas empresas também consideram o cálculo do valor residual, ou seja, o valor estimado dos ativos no final da vida útil e valor é somado ao final do cálculo.

O Fluxo de Caixa Descontado é uma forma de análise muito utilizada porque consegue ter projeções importantes de diferentes empresas e, assim, mensurar sobre as melhores opções de investimento.

 

Guilherme Almeida
Guilherme Almeida
Bacharel em Economia e Especialista em Finanças Corporativas e Mercado de Capitais pelo Ibmec-MG. Mestrando em Estatística pela UFMG, atua como professor, palestrante e porta voz das áreas de economia e finanças, tendo concedido mais de mil entrevistas para os principais meios de comunicação. Atualmente, leciona matérias ligadas à Economia e ao Mercado Financeiro em cursos preparatórios para certificações financeiras, além de ser o Economista-Chefe do departamento de Estudos Econômicos da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Minas Gerais (Fecomércio MG).

relacionadas