High yield: saiba mais sobre este tipo de título de renda fixa

High yield: saiba mais sobre este tipo de título de renda fixa
Share on twitter
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

Os títulos de renda fixa passam a imagem de que são ativos seguros, todavia com rentabilidade baixa. Todavia, nem todos os produtos financeiros de renda fixa seguem este tipo de lógica, estes são conhecidos como high yield.

Assim, é útil para o investidor ter conhecimento sobre o high yield, especialmente porque este tipo de título pode proporcionar uma renda mais elevada. Não à toa, este tema está presente, por vezes, no segmento de renda fixa das provas da Certificação Profissional ANBIMA – CPA 10.

Descubra como se tornar um profissional de sucesso no mercado financeiro. Faça os cursos do Certifiquei!

O que é high yield

Os títulos de high yield são ativos financeiros de renda fixa que possuem um rendimento alto na comparação com a média dos outros produtos financeiros desta categoria.

Tal situação ocorre devido ao fato que o risco de inadimplência destes ativos é elevado.

Dessa forma, os emissores oferecem uma rentabilidade maior, buscando atrair investidores com esta política.

Além disso, vale destacar que este título de renda fixa pode ser tanto público quanto privado.

Por exemplo, entre os negócios que se encaixam neste perfil, é possível destacar, por exemplo:

  • Empresas iniciantes;
  • Negócios com alto grau de endividamento;
  • Instituições com alta dependência de capital.

Sendo que para se encaixar neste perfil de título, o negócio deve ter um rating ruim.

Ou seja, a empresa ou instituição deve ter uma avaliação baixa, sendo que tal tarefa é realizada pelas agências de risco.

Entre os fatores que fazem um negócio ter risco de crédito e inadimplência, é possível destacar, por exemplo:

  • Risco de crédito elevado;
  • Indicadores financeiros fracos;
  • Histórico de inadimplência;
  • Situação operacional;
  • Localização geográfica.

Portanto, o termo high yield foi criado para separar empresas que possuem situação de crédito confortáveis de negócios que representam um cenário incerto.

Não à toa, este tipo de título também é conhecido como junk bonds.

A melhor forma de fazer uma transição de carreira e entrar no Mercado Financeiro

EBOOK GRATUITO | A melhor maneira de fazer uma transição de carreira e entrar no Mercado Financeiro

Baixe o ebook gratuito e saiba como fazer sua transição de carreira para o Mercado Financeiro!

A melhor forma de fazer uma transição de carreira e entrar no Mercado Financeiro

EBOOK GRATUITO | A melhor maneira de fazer uma transição de carreira e entrar no Mercado Financeiro

Características do high yield

High yield: saiba mais sobre este tipo de título de renda fixa

Diferentes de outros títulos de renda fixa, o high yield possui características particulares, sendo possível dividir este ativo em três tópicos. São eles:

  1. Rentabilidade;
  2. Risco;
  3. Liquidez.

Portanto, compreender as características dos junk bonds nestes aspectos é relevante.

Rentabilidade

Como visto ao longo do texto, a alta rentabilidade é uma das principais características do high yield.

O que não é à toa, afinal a emissora utiliza esta política de remuneração para atrair investidores, visto que este tipo de negócio representa maior risco na comparação com outros ativos de renda fixa.

Portanto, este tópico pode ser considerado uma das características mais marcantes dos junk bonds.

Risco

O risco de inadimplência elevado também é outra característica marcante deste tipo de produto financeiro, especialmente por se tratar de empresas instáveis.

Dessa forma, este se torna um título que pode causar prejuízos ao investidor, especialmente por conta de calotes.

Tal fato ganha ainda mais relevância quando analisado que outros produtos de renda fixa são marcados pela segurança.

Liquidez

Por fim, mas não menos relevante, é possível citar que este ativo possui uma liquidez baixa, ainda mais quando comparado com outros produtos financeiros com características semelhantes.

Ou seja, boa parte dos investidores do mercado financeiro escolhem não investir em junk bonds, fazendo com que a venda destes títulos seja baixa.

Portanto, antes de investir em high yield é aconselhável que o investidor faça uma análise sobre risco e retorno que este ativo possui.

Guilherme Almeida
Guilherme Almeida
Bacharel em Economia e Especialista em Finanças Corporativas e Mercado de Capitais pelo Ibmec-MG. Mestrando em Estatística pela UFMG, atua como professor, palestrante e porta voz das áreas de economia e finanças, tendo concedido mais de mil entrevistas para os principais meios de comunicação. Atualmente, leciona matérias ligadas à Economia e ao Mercado Financeiro em cursos preparatórios para certificações financeiras, além de ser o Economista-Chefe do departamento de Estudos Econômicos da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Minas Gerais (Fecomércio MG).

relacionadas