Indicadores fundamentalistas: conheça os principais

Indicadores Fundamentalistas: Conheça os Principais
Share on twitter
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

São muitos os métodos utilizados por profissionais do mercado financeiro para analisar ações e o mercado de forma geral. Com isso, os indicadores fundamentalistas são fundamentais para medir a saúde financeira das empresas com ações abertas na Bolsa.

As informações que os indicadores fundamentalistas podem fornecer são estratégicas e usadas por quem deseja investir. Ademais, também podem ser usados por que já investe e precisa avaliar e monitorar seus investimentos. 

Como trabalhar no Mercado Financeiro

EBOOK GRATUITO | Como trabalhar no Mercado Financeiro?

Baixe agora nosso ebook gratuito para descobrir o que você precisa para conseguir uma oportunidade no Mercado Financeiro!

Como trabalhar no Mercado Financeiro

EBOOK GRATUITO |
Como trabalhar no Mercado Financeiro?

O que são indicadores fundamentalistas?

Os indicadores fundamentalistas são a base da análise fundamentalista e servem para mensurar o potencial e os resultados de ações na Bolsa de Valores. Além disso, a análise fundamentalista é muito usada por investidores da Bolsa e por isso seus indicadores são essenciais. 

Uma das principais funções dos indicadores fundamentalistas nas análises financeiras é estar preparado para comprar ações ou reconhecer os melhores momentos para vendê-las. Ou seja, esses indicadores estão nos balanços financeiros divulgados a cada três meses pelas empresas listadas na Bolsa de Valores.

Quais são os principais indicadores fundamentalistas?

EBITDA 

O lucro antes do juros, impostos, depreciação e amortização é essencial para os analistas e investidores mensurarem o potencial de geração de caixa de uma empresa. Com isso, esse é considerado um dos principais indicadores fundamentalistas, usado por muitas empresas. 

Margem EBITDA 

Esse é um indicativo de margem de lucro operacional de uma empresa e é feito através da divisão do EBITDA e as receitas. Assim, quanto maior o EBITDA maior a potencialidade operacional da empresa. 

ROE 

O Retorno sobre o Patrimônio ou Return on Equity (em inglês) é o cálculo de divisão entre o lucro líquido da empresa no último ano fiscal pelo patrimônio líquido. Isso significa que resultado revela a eficiência da empresa ao usar seus ativos para obter lucro. 

Lucro líquido 

O lucro líquido se refere à diferença entre as receitas e as despesas envolvidas na operação da empresa. Ou seja, é tudo que sobra depois da dedução dos custos, despesas e impostos. 

Patrimônio líquido 

Esse é o resultado da diferença entre o valor de ativos e passivos de uma empresa. Assim, os ativos são os bens e direitos a receber enquanto os passivos são as obrigações financeiras da instituição. 

ROIC 

O Retorno sobre o capital investido (Return Over Invested Capital em inglês) é o indicador de avaliação de rentabilidade do investimento feito pelos acionistas e credores de uma instituição, considerando tanto o capital próprio quanto os empréstimos feitos. 

Margem líquida 

Esse indicador financeiro resulta na porcentagem de lucro se comparado às receitas apresentadas pela empresa. Ou seja, esse é um dos indicadores relacionados à operação e rentabilidade de uma empresa. 

Receita líquida 

A receita líquida é um dos indicadores fundamentalistas que representa quanto a empresa faturou dentro de um período determinado, excluindo os impostos a pagar, devoluções e descontos concedidos. 

Dívida bruta e líquida 

A dívida bruta é o valor da soma de todas as obrigações financeiras da empresa que serão quitadas. Em contrapartida, a dívida líquida está relacionada às obrigações financeiras que a empresa adquire (seja para expansão ou para aumentar o capital de giro). 

Dividend Yield

A Taxa de retorno com dividendos é um dos indicadores fundamentalistas que mensura o rendimento de uma ação apenas pagando dividendos. Assim, esse indicador fundamentalista um dos principais para quem investe com esse foco. 

Enterprise Value (EV/Ebitda)

Esse índice é a soma do valor de mercado com a dívida líquida e tem relação com o valor do preço da ação da empresa. 

CFS (Cash Flow/Share)

A Demonstração do Fluxo de Caixa é resultado da análise dos efeitos das atividades operacionais, investimentos e financiamentos sobre o fluxo de caixa contando um determinado período de tempo. Ou seja, é muito importante para analisar a saúde financeira de uma empresa. 

Com isso, é possível entender qual a importância de cada um dos principais indicadores fundamentalistas e o porquê são tão importantes para as análises feitas no mercado financeiro brasileiro.

 

Guilherme Almeida
Guilherme Almeida
Bacharel em Economia e Especialista em Finanças Corporativas e Mercado de Capitais pelo Ibmec-MG. Mestrando em Estatística pela UFMG, atua como professor, palestrante e porta voz das áreas de economia e finanças, tendo concedido mais de mil entrevistas para os principais meios de comunicação. Atualmente, leciona matérias ligadas à Economia e ao Mercado Financeiro em cursos preparatórios para certificações financeiras, além de ser o Economista-Chefe do departamento de Estudos Econômicos da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Minas Gerais (Fecomércio MG).

relacionadas