Intraday: saiba mais sobre este tipo de operação

intraday
Share on twitter
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

No mercado financeiro o investidor, a depender da estratégia, pode investir tanto buscando ganhos no longo prazo, quanto no curto prazo. Neste segundo caso, é importante que o indivíduo conheça o intraday.

Isto porque operar no intraday é uma das mais comuns entre os investidores que buscam ganhos no curto prazo através da volatilidade do mercado. Não à toa, este tipo de tema é uma das áreas de estudo dos exames da Associação de Analistas e Profissionais do Mercado de Capitais (Apimec).

Tem o desejo de trabalhar no mercado financeiro? Acesse o Certifiquei e descubra os principais cursos preparatórios voltados para quem busca os certificados da área. Confira!

O que é o intraday 

Intraday são operações diárias que acontecem no mercado financeiro, sendo que o ativo foi adquirido e vendido ao longo da abertura e no fechamento do mesmo pregão.

Desta forma, esta se torna uma operação de curto prazo, isto é, um tipo de negociação realizada por investidores que buscam lucro através da volatilidade do mercado.

Ainda vale destacar que este lucro está atrelado aos momentos de alta que determinado ativo teve durante o dia, sendo que o período de maior alta é conhecido como máximo intraday.

Portanto, investidores que buscam obter ganhos com esse tipo de operação devem ficar atentos a alguns fatores, como, por exemplo:

  • Movimentos do mercado;
  • Gráficos de variação de preço;
  • Noticiário sobre o segmento.

Além disso, o intraday pode descrever a cotação de determinado ativo financeiro que teve ao longo de um pregão, fator conhecido preço intraday.

Operações realizadas no intraday

Como visto até aqui, operar ao longo do intraday é uma alternativa interessante para quem busca ganhos no curto prazo.

Assim, entender as negociações intraday é útil, sendo que destas, são possíveis destacar quatro. São elas:

  1. Day Trade;
  2. HTF;
  3. Scalper trading;
  4. Opções e derivativos.

Day Trade

O day trade talvez seja o tipo de operação mais ligada ao intraday, pois negociações deste tipo ocorrem no mesmo dia. 

Ou seja, o investidor que se utiliza desta prática, o trader, busca obter ganhos através da especulação, visando se beneficiar da volatilidade existente no mercado. 

Dessa forma, é necessário que o trader tenha conhecimento sobre o funcionamento dos gráficos intraday e saiba utilizá-los da melhor forma. 

HTF

HTF, ou High Trade Frequency, é outro tipo de negociação que ocorre no intraday, sendo que esta se utiliza de ferramentas e gráficas visando explorar as menores variações que ocorrem ao longo de um pregão.

Ainda vale destacar que a HTF explora o mercado no curtíssimo prazo.

Dessa forma, é comum que diversas negociações aconteçam ao longo do mesmo dia de operações. 

Scalper trading

Scalper trading, também conhecido como scalping, tem um funcionamento semelhante ao HTF, visando o lucro em um período de negociação curto.

Assim, ao longo de um dia são realizadas diversas negociações que exploram a volatilidade do mercado.

Contudo, estas operações ocorrem em um tempo maior se comparada ao HTF.

EBOOK GRATUITO | Guia Certifiquei: Seja um Analista de Investimentos

Baixe o ebook gratuito para conhecer tudo sobre o Analista CNPI e entender como se tornar o profissional mais completo do mercado!

Baixe o ebook gratuito para conhecer tudo sobre o CNPI e entender qual o diferencial em se ter essa certificação!

Opções e derivativos

Por fim, a operação intraday também engloba negociações que envolvem opções e derivativos. 

Ainda que a valorização deste tipo de negócio seja maior que as anteriores, negociar os preços de curto prazo das opções é uma alternativa para quem busca ganhos no curto prazo.

Dessa forma, as estratégias de intraday podem ser interessantes para investidores que operam no mercado de opções. 

Guilherme Almeida
Guilherme Almeida
Bacharel em Economia e Especialista em Finanças Corporativas e Mercado de Capitais pelo Ibmec-MG. Mestrando em Estatística pela UFMG, atua como professor, palestrante e porta voz das áreas de economia e finanças, tendo concedido mais de mil entrevistas para os principais meios de comunicação. Atualmente, leciona matérias ligadas à Economia e ao Mercado Financeiro em cursos preparatórios para certificações financeiras, além de ser o Economista-Chefe do departamento de Estudos Econômicos da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Minas Gerais (Fecomércio MG).

relacionadas