Investment Banking: o que é e como funciona essa atividade?

investment banking
Share on twitter
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

O mercado financeiro é dividido em diversas áreas e funções diferentes. Dentro delas, uma das mais conhecidas e utilizadas para a captação de recursos para as empresas é o chamado investiment banking.

Por meio do investment banking, os clientes corporativos conseguem ter à sua disposição serviços altamente especializado de estruturação financeira. Por isso, atuar nesse setor, é imprescindível ser um profissional qualificado, através, principalmente, de uma certificação financeira.

  1. O que é Investment Banking?
  2. Quais as atividades oferecidas pelo investment banking?
  3. Quais os profissionais da área de investment banking?
  4. Como se tornar um profissional de investment banking?
  5. Dicas para trabalhar no investment banking
  6. Vale a pena trabalhar em um investment banking?

O que é Investment Banking?

O investment banking é a atividade do mercado especializada em operações financeiras estruturadas para empresas e clientes corporativos. Entre esses seriços, estão:

  • Expansão do negócio;
  • Levantamento de recursos;
  • Emissão de ações (abertura de capital) e títulos de dívida;
  • Assessoria em fusões e aquisições;
  • Crédito corporativo;
  • Reestruturação econômica, financeira e societária.

Esses serviços são executados pelos bancos de investimento, onde as demandas de instituições e grandes investidores são atendidas de maneira mais adequada. Isso ocorre pois os bancos tradicionais não comportam algumas operações especializadas.

Da mesma maneira, o Governo também pode recorrer ao investment banking caso deseje financiar o desenvolvimento de um projeto de grande porte. Em geral, esse caso acaba resultando na emissão de títulos públicos no mercado para o levantamento de capital.

Quais as atividades oferecidas pelo investment banking?

investment banking

O trabalho de assessoria do investment banking consiste em assistir os investidores e empresas que queiram captar recursos. Portanto, serve como um intermédio nas diferentes operações realizadas nesse sentido. As principais são:

Fusões, aquisições e reestruturações

A prestação de assessoria econômico-financeira para fusões, aquisições e reestruturações de capital é uma das funções mais procuradas nos bancos de investimentos. O serviço é oferecido tanto para quem quer adquirir empresas quanto para quem quer ser adquirido.

No caso das reestruturações societárias, o trabalho é direcionado para a conduzir a mudança do quadro de sócios ou na captação de investimentos privados, chamado de private equity.

Captação de recursos com oferta de ações

Também chamada de equity capital, essa atividade é voltada para assessorar, operacional e estrategicamente, a emissão de títulos de ações no mercado aberto. Isso acontece no momento em que a companhia decide levantar recursos após a abertura de seu capital.

Dente as operações de captação de recursos organizadas pelo investiment banking, estão:

  • IPO (Ofertas Públicas Iniciais de ações;
  • Ofertas de títulos conversíveis;
  • Ofertas fechadas;
  • Subscrições;
  • Ofertas secundárias

Captação de recursos com emissão de dívida

É possível também que o investment banking ajuda a empresa a captar recursos organizando uma emissão de títulos de dívida e os oferecendo ao mercado. Essa atividade é chamada de debt capital.

Nesse caso, o banco analisa e decide qual a melhor alternativa de título para levantar recursos no mercado, como no caso das debêntures e outros certificados de dívidas.

Crédito corporativo

Esse tipo de instituição também opera no mercado de crédito. Um outro serviço oferecido pelo investment banking é a concessão de crédito próprio para empresas atendidas por ele. Cada estrutura de financiamento é determinada a partir das condições e necessidades dos seus clientes.

Interessado em trabalhar no mercado financeiro? A Certifiquei oferece os melhores cursos preparatórios para você tirar a sua certificação. Confira!

Quais os profissionais da área de investment banking?

Os profissionais dos bancos de investimento são os responsáveis por assessorar as empresas na captação de recursos e desenvolvimento de projetos. Fazendo, assim, que essa área de torne fundamental para o crescimento dessas companhias no mercado.

Chamados de investment bankers, eles costumam trabalhar dentro de uma instituição financeira em 4 possíveis áreas:

  • Fusões e Aquisições e Assessoria Financeira (M&A);
  • Mercado de Ações (ECM);
  • Mercado de Dívida (DCM);
  • Project Finance.

Como se tornar um profissional de investment banking?

Os investment bankers podem possuir as mais variadas graduações, já que não existe uma formação específica para o trabalho executado nesse ramo. Mesmo assim, essa área não é de fácil acesso para qualquer um.

É necessário possuir uma carga grande de conhecimento teórico e prático sobre as finanças corporativas. Para isso, existem alguns cursos e certificações que ajudam o interessado a começar a exercer as funções desejadas.

A mais reconhecida entre elas é o CFA (Chartered Financial Analyst Program), uma credencial profissional oferecida internacionalmente pelo CFA Institute, com sede nos Estados Unidos, a profissionais de investimento e financeiros.

Além disso, outro diferencial é possuir um bom contato com potenciais clientes. Assim, conseguindo uma ótima margem de crescimento para o trabalho no investment banking.

Ser um profissional certificado é o primeiro passo para começar sua jornada no mercado financeiro. Confira nossos cursos e se prepare da melhor forma para conseguir sua certificação!

Dicas para trabalhar no investment banking

Quando há o interesse prévio pela área de investment banker, é importante que o estudante escolha uma formação direcionada para a indústria bancária.

Mesmo que não exista nada específico, opções como Economia, Gestão Financeira, Administração e Contabilidade podem ser ótimas fontes de conhecimento sobre a área desejada. Enquanto isso, pratique suas habilidades com planilhas e números.

Isso porque o profissional de um banco de investimento trabalha diretamente com atividades que envolvem planilhas e cálculos. Para isso, busque aprender sobre os softwares mais utilizados no mercado, como o Microsoft Excel.

Experiência profissional

Uma das melhores estratégias para conseguir um emprego na área financeira após a graduação é já possuir experiência em bancos. Por isso, é importante que você busque por estágios em bancos de investimento, principalmente nas instituições com maior reconhecimento.

Caso não seja possível, também é válido buscar ofertas em financeiras tradicionais, que podem oferecer alguns conhecimentos sobre a área desejada. Assim, fazendo com que você possua vantagem após a graduação.

Networking

Conhecer pessoas que já trabalhem dentro de um investment banking pode ser algo fundamental para sua integração nessa área. Para isso, busque por grupos de investimento dentro de universidades e, até mesmo, redes sociais.

Existem, inclusive, algumas empresas que fazem recrutamentos dentro desses grupos. Portanto, além de contribuir para a expansão de conhecimentos sobre finanças, uma boa rede de contatos pode apresentar futuros colegas de trabalho.

Quer tirar sua certificação financeira? Confira os cursos da Certifiquei e se prepare para as provas com o suporte dos melhores profissionais do mercado.

Vale a pena trabalhar em um investment banking?

É importante lembrar que, mesmo com qualquer formação ou certificação, um bom profissional é aquele que estuda durante toda a sua carreira, principalmente quando voltado à área dos investimentos.

Por isso, quem deseja ser um investment banker não pode abrir mão de notícias (nacionais e internacionais), além de cursos e palestras sobre a área desejada.

Inclusive, dentro de um investment banking, os empregadores podem requerer que um funcionário participe de seminários e conferências para continuar informado sobre os novos serviços e produtos bancários.

Guilherme Almeida
Guilherme Almeida
Bacharel em Economia e Especialista em Finanças Corporativas e Mercado de Capitais pelo Ibmec-MG. Mestrando em Estatística pela UFMG, atua como professor, palestrante e porta voz das áreas de economia e finanças, tendo concedido mais de mil entrevistas para os principais meios de comunicação. Atualmente, leciona matérias ligadas à Economia e ao Mercado Financeiro em cursos preparatórios para certificações financeiras, além de ser o Economista-Chefe do departamento de Estudos Econômicos da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Minas Gerais (Fecomércio MG).

relacionadas