Letra Hipotecária: saiba mais sobre a renda fixa pouco conhecida

Letra-Hipotecária
Share on twitter
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

Dentre os diversos tipos de ativos financeiros existentes no mercado, além da distinção entre renda fixa e renda variável existem as subdivisões dentro de cada uma dessas classes, sendo a Letra Hipotecária uma delas.

Nesse sentido, para que seja possível diversificar uma carteira de investimentos é primordial adicionar ativos com baixa correlação. Com isso em mente, é plausível a alocação de parte do patrimônio em Letras Hipotecárias.

O que são Letras Hipotecárias?

Apesar de menos conhecida do que outros produtos de renda fixa, a Letra Hipotecária apresenta características muito parecidas com todas as outras “Letras” comercializadas pelas instituições financeiras.

Nesse sentido, a LH está intimamente relacionada às concessões de crédito disponibilizadas via hipoteca, isto é, tem em sua composição ativos que tem lastro em créditos imobiliários.

Mesmo sendo pouco utilizada, a LH tem excelentes características, como a proteção via Fundo Garantidor de Crédito, até R$ 250 mil por CPF, além de isenção de Imposto de renda para pessoas físicas.

A melhor forma de fazer uma transição de carreira e entrar no Mercado Financeiro

EBOOK GRATUITO | A melhor maneira de fazer uma transição de carreira e entrar no Mercado Financeiro

Baixe o ebook gratuito e saiba como fazer sua transição de carreira para o Mercado Financeiro!

A melhor forma de fazer uma transição de carreira e entrar no Mercado Financeiro

EBOOK GRATUITO | A melhor maneira de fazer uma transição de carreira e entrar no Mercado Financeiro

Como funciona a Letra Hipotecária?

A Letra Hipotecária tem estrutura muito parecida com as Letras de Crédito Imobiliário, entretanto apresenta relação com as denominadas hipotecas.

As hipotecas que fazem parte da composição da LH são um tipo de empréstimo, que ganhou grande notoriedade junto a Crise Imobiliária de 2008 nos EUA, e que apresenta como garantia ao empréstimo um imóvel.

Assim, ao hipotecar um imóvel o credor consegue melhores valores em empréstimos e, no caso de não pagamento, o bem é utilizado para cobrir o débito.

Rentabilidade das Letras Hipotecárias

Apesar de pouco difundidas no mercado, as LHs apresentam rentabilidade tanto associada ao DI quanto a:

1 – IPCA mais juros;

2- IGPM mais juros;

3- Taxa prefixada

Importante dizer que por possuírem isenção de Imposto de Renda, assim como as LCIs, as Letras Hipotecárias são uma excelente alternativa a investimentos como CDBs e títulos públicos, podendo ter rentabilidade superior, apesar do nível de risco maior.

Trabalhe no mercado que mais cresce e remunera no Brasil! Conheça os cursos do Certifiquei e se qualifique para atuar no mercado de capitais!

Como investir em letra hipotecária?

Como já foi mencionado no decorrer do artigo, as LH são pouco difundidas no mercado, uma vez que existe uma tendência por parte das instituições financeiras a comercialização das Letras de Crédito Imobiliário.

Apesar disso, o investidor que quiser conhecer melhor e compará-la a outros ativos de renda fixa podem procurar bancos múltiplos, corretoras e demais instituições financeiras, mas as chances de encontrar são pequenas.

As possibilidades de encontrar são baixas, uma vez que para que seja possível dar lastro a LH é necessário que as instituições comercializem mais hipotecas, modalidade de empréstimo que tem pouco aderência no mercado nacional.

Dessa forma, a probabilidade de encontrar apenas LCI ao procurar no aplicativo do seu banco ou corretora é enorme.

Considerações Finais

Como explanado no decorrer do artigo, encontrar esse tipo de investimento é complexo, por conta de suas características e por existirem outros ativos de renda fixa no mercado que não apresentam prazos tão longos de vencimentos. 

Uma forma de substituí-las é via LCI, ativo que apresenta muitas semelhanças e dificilmente irá apresentar falta de lastro, como ocorre com as Letras Hipotecárias.

 

Guilherme Almeida
Guilherme Almeida
Bacharel em Economia e Especialista em Finanças Corporativas e Mercado de Capitais pelo Ibmec-MG. Mestrando em Estatística pela UFMG, atua como professor, palestrante e porta voz das áreas de economia e finanças, tendo concedido mais de mil entrevistas para os principais meios de comunicação. Atualmente, leciona matérias ligadas à Economia e ao Mercado Financeiro em cursos preparatórios para certificações financeiras, além de ser o Economista-Chefe do departamento de Estudos Econômicos da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Minas Gerais (Fecomércio MG).

relacionadas