MACD: saiba sobre a Média Móvel Convergente e Divergente

MACD: saiba sobre a Média Móvel Convergente e Divergente
Share on twitter
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

Para quem busca investir utilizando a análise técnica, ou gráfica, como filosofia, é importante entender o funcionamento de alguns indicadores úteis para este método. Assim, vale destacar que dentre as opções de métricas existentes, o MACD é uma das principais.

Isso porque o MACD é uma das ferramentas utilizadas para encontrar tendências do mercado, sendo este um dos principais objetivos da análise técnica. Não à toa, tal indicador é utilizado com frequência por investidores profissionais que seguem esta filosofia de investimentos.


Tenha uma carreira de sucesso na bolsa de valores! Acesse o Certifiquei e descubra os principais cursos preparatórios voltados para quem busca os certificados da área. Confira!

O que é o MACD

O MACD, ou Moving Average Convergence Divergence, em português “Média Móvel Convergente e Divergente” é uma métrica da análise gráfica cujo foco é avaliar as tendências de alta e baixa que ocorrem no mercado financeiro.

Para isso, este indicador realiza a comparação entre as diferenças entre as Médias Móveis Exponenciais (MMEs) com variações de curto e longo prazo em relação ao preço.

Dessa forma, o MACD faz com que as médias oscilam, sendo que do valor mais alto subtrai-se o valor mais curto, possibilitando assim encontrar uma tendência e mercado.

Assim, o indicador MACD se torna uma importante ferramenta na análise gráfica.

Não à toa, sua utilização ocorre há tanto tempo, sendo que a Média Móvel Convergente e Divergente foi criada em 1960, pelo economista Geral Appel.

Portanto, é útil entender qual a utilidade deste indicador.

Utilidade da Média Móvel Convergente e Divergente

Devido ao fato de ser um indicador voltado para encontrar tendências, a principal utilidade desta métrica é avaliar os melhores momentos para se ter posição sobre um ativo, isto é, o momento de comprar ou vender um produto financeiro.

Assim, quando o indicador MACD apresenta um movimento de alta, em que a linha esteja indo de baixo para cima, este é o momento de comprar o ativo.

Enquanto, o momento para vender ocorre quando o movimento é oposto, isto é, no momento em que a linha indicadora vai de cima para baixo.

Portanto, esta é uma ferramenta útil para se saber como se portar diante das oscilações no valor do ativo financeiro.

Dessa forma, a Média Móvel Convergente e Divergente é um indicador útil para quem investe com base em especulações.

Todavia, para utilizá-lo é importante conhecer o histograma MACD.

Histograma MACD

histograma MADS é a ferramenta utilizada para visualizar a diferença entre a linha MACD e a linha de sinal.

Dessa forma, este gráfico pode ser formado por três números. São eles:

  1. Períodos do cálculo na média de movimentações mais elevadas;
  2. Períodos do cálculo na média de movimentações mais lentas;
  3. Barras do cálculo da discrepância entre as médias móveis lentas e elevadas.

Assim, através do histograma é possível ter os seguintes resultados:

  • Com valores negativos se a tendência de movimentação do mercado é de baixa, assim é possível entender que este não é um bom momento para comprar ativos.
  • Com valores positivos se a média móvel indica que a movimentação do mercado será de alta no curto prazo, indicador que a tendência é positiva, todavia requer cuidados por parte do investidor.

Para ficar mais claro quando ocorre uma divergência MACD, imagine uma situação em que o preço de determinado ativo financeiro indica uma mínima nova, enquanto o MACD está indicando apenas a baixa acerca daquele ativo.

Portanto, essa é uma divergência de alta, pois a baixa apresentada não se caracteriza como uma mínima nova.

Ou seja, este é um dos indicadores de tendência do mercado que possui maior utilidade na construção de uma análise gráfica.

Se tornando assim útil para aqueles investidores que buscam obter lucro no curto prazo através da especulação, em que aproveitam as oscilações do mercado para isto.

5 passos para se inscrever na prova da ancord

EBOOK GRATUITO | 5 passos para se inscrever na prova da ANCORD

Baixe o ebook gratuito para conferir como realizar a prova de certificação ANCORD para tornar-se um Agente Autônomo de Investimentos.

5 passos para se inscrever na prova da ancord

EBOOK GRATUITO | 5 passos para se inscrever na prova da ANCORD

Sinais de transação

Comumente a média móvel é traçada em conjunto ao MACD, sendo que a linha da Média Móvel Convergente e Divergente é utilizada para gerar os sinais de transição, que representam as mudanças de preço referentes aos ativos.

Os sinais de transição são baseados na ideia de linha de gatilho, popularmente conhecida como linha de sinal, que, no caso, é obtida através de uma média móvel de nove períodos do MACD.

Assim, é possível identificá-la junto ao indicador de tendência quando analisado um gráfico.

Dessa forma temos que os sinais de transação irão aparecer no momento que a linha de sinal for superada pela linha MACD.

Enquanto, os sinais de alta do ativo são relacionados ao momento em que a linha de sinal é cruzada pela linha MACD, indicando assim um movimento de baixa relacionado ao ativo financeiro.

Vantagens e desvantagens do MACD

MACD: saiba sobre a Média Móvel Convergente e Divergente

Tal qual grande parte das técnicas de análise do mercado financeiro, existem vantagens e desvantagens de se investir utilizando elas.

Dessa forma, é importante entender esses pontos e como eles podem impactar uma escolha de investimento.

Vantagens

Inicialmente, vale destacar que ao se investir utilizando o MACD como métrica para análise é possível obter algumas vantagens, das quais é possível destacar, por exemplo:

  • Identificar de forma rápida e eficiente tendências do mercado no curto prazo;
  • Aproveitar as diferenças entre médias móveis de curto e longo prazo;
  • Melhor compreensão sobre qual o melhor posicionamento para se ter acerca de determinado ativo;
  • Possibilidade de obter ganhos elevados em um curto espaço de tempo;
  • Encontrar boas oportunidades de mercado que estejam em alta por um curto espaço de tempo;
  • Saber o melhor momento de se desfazer de uma posição, sem sofrer maiores prejuízos no processo.

Desvantagens

Assim como grande parte dos indicadores voltados para análise gráfica, esta técnica possui algumas deficiências.

Inicialmente, vale destacar que esta é uma métrica voltada para a especulação acerca dos movimentos do mercado.

Ou seja, a Média Móvel Convergente e Divergente é baseada no “futuro”, fator que aumenta de forma considerável o risco de se investir neste modo.

Afinal, encontrar as tendências de mercado nem sempre é simples e, especialmente, não é uma ciência 100% certa.

Dessa forma, ao se utilizar desta métrica, o investidor deve ter consciência que os riscos do investimento são mais elevados.

Ainda assim, para quem busca realizar uma alocação de ativos com base no conceito da análise gráfica, o MACD é uma ferramenta útil.

Guilherme Almeida
Guilherme Almeida
Bacharel em Economia e Especialista em Finanças Corporativas e Mercado de Capitais pelo Ibmec-MG. Mestrando em Estatística pela UFMG, atua como professor, palestrante e porta voz das áreas de economia e finanças, tendo concedido mais de mil entrevistas para os principais meios de comunicação. Atualmente, leciona matérias ligadas à Economia e ao Mercado Financeiro em cursos preparatórios para certificações financeiras, além de ser o Economista-Chefe do departamento de Estudos Econômicos da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Minas Gerais (Fecomércio MG).

relacionadas