Margem Ebit: como mensurar o desempenho operacional de uma empresa

margem-ebit
Share on twitter
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

Quando um investidor quer entender como a empresa em que ele investe ou quer investir está gerando resultando operacional, ele deve buscar entender o que é a Margem Ebit e como interpretá-la.

Nesse sentido, a Margem Ebit é um dos principais indicadores utilizados para a realização da análise fundamentalista via múltiplos.

O que é a Margem Ebit?

A Margem Ebit é o resultado da divisão entre o Ebit, que nada mais é do que o Earnings Before Interest and Taxes, pela receita líquida gerada pela companhia. Nesse sentido, ela indica a margem alcançada antes dos impostos e das taxas.

Sua principal função é demonstrar como o desempenho operacional da empresa evoluiu ao longo do tempo, sendo utilizado como métrica de comparação entre companhias do mesmo setor.

Como interpretar a margem EBIT?

Uma vez que o principal papel da Margem Ebit é a mensuração da lucratividade de uma empresa, no que diz respeito a sua operação, ao levar em consideração o Ebit, isto é, sua geração de caixa, quanto maior for o seu valor, melhor será.

Assim, no caso de valores baixos, principalmente quando se compara empresas de mesmo segmento, ela indica que a companhia está com a sua lucratividade em baixa, o que pode ser um indicativo para repensar o investimento na empresa.

Como calcular a Margem EBIT?

Para chegar ao valor da Margem Ebit o investidor deverá extrair do balanço da empresa o valor do Earnings Before Interest and Taxes e a receita líquida, a qual já desconta os seguintes impostos:

  1. IPI
  2. PIS
  3. ICMS
  4. COFINS

Dessa forma, após extrair esses valores o investidor deverá dividir o Ebit pela receita líquida e, posteriormente, multiplicar por 100 para que seja possível encontrar qual é a porcentagem de lucratividade operacional da empresa.

Em resumo, a fórmula desse indicador pode ser descrita da seguinte maneira:

Margem EBIT = (EBIT/ Receita líquida) x 100

Após encontrar o valor da Margem Ebit é hora de comparar o resultado com as empresas que estão no mesmo segmento da companhia analisada.

Trabalhe no mercado que mais cresce e remunera no Brasil! Conheça os cursos do Certifiquei e se qualifique para atuar no mercado de capitais!

Margem Ebit e Ebitda

Uma diferença importante e que causa muitas dúvidas, principalmente entre os investidores iniciantes, é a diferença entre a Margem Ebit e a Margem Ebitda.

Nesse sentido, primeiramente é importante dizer que o cálculo das duas margens segue o mesmo raciocínio.

 Dessa maneira, a única diferença no cálculo é que para a Margem Ebitda o investidor deve procurar o Ebita (Earnings Before Interest, Taxes, Depreciation and Amortization) e dividi-lo pela receita líquida.

Para que seja possível chegar ao valor do Ebitda é necessário somar as seguintes contas:

  1. Resultado líquido;
  2. Juros;
  3. Impostos;
  4. Depreciação;
  5. Amortização.
Ebook Trilha de estudos Ancord

EBOOK GRATUITO | Trilha de estudos Ancord

Baixe o ebook gratuito para saber o que e como estudar para a prova de certificação Ancord

Ebook Trilha de estudos Ancord

EBOOK GRATUITO | Trilha de estudos Ancord

A margem EBIT e os investimentos

Para aqueles que apresentam foco em investimentos de longo prazo, como é o caso das ações, a margem Ebit é um excelente indicador para ser incorporado a análise fundamentalista.

Ao utilizá-la, o investidor consegue interpretar e entender como a empresa evoluiu operacionalmente no decorrer dos anos. Soma-se a isso, o fato de que a Margem Ebit é um excelente indicador de possíveis desafios a serem enfrentados pela empresa ou pelo setor em que ela está inserida. 

Guilherme Almeida
Guilherme Almeida
Bacharel em Economia e Especialista em Finanças Corporativas e Mercado de Capitais pelo Ibmec-MG. Mestrando em Estatística pela UFMG, atua como professor, palestrante e porta voz das áreas de economia e finanças, tendo concedido mais de mil entrevistas para os principais meios de comunicação. Atualmente, leciona matérias ligadas à Economia e ao Mercado Financeiro em cursos preparatórios para certificações financeiras, além de ser o Economista-Chefe do departamento de Estudos Econômicos da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Minas Gerais (Fecomércio MG).

relacionadas