Market Perform: entenda sobre a análise de investimentos

market-perform
Share on twitter
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

Quando um analista de valores mobiliários fala da expetativa de valorização de um ativo que vai recomendar, ele mensura o possível ganho a partir de algumas métricas, sendo uma delas o market perform.

Dessa maneira, o market perform visa demonstrar como a rentabilidade o ativo irá se comportar com base na média do mercado, ou seja, com base em índices que replicam as principais carteiras teóricas.

O que é o market perform?

O market perform, ou performance de mercado, é o termo utilizado no mercado financeiro para mensurar o desempenho de uma ação em relação a média do retorno do mercado em um determinado período.

Com isso, os analistas que recomendam ativos de renda variável, por exemplo, após estudar as empresas, o cenário econômico e as possibilidades de cada ação, indicam se elas são outperform, underperform ou market perform.

O outperform está relacionado a expetativa do analista de que a ação recomendada irá performar melhor do que o mercado um espaço de tempo.

Por outro lado, o underperform indica que o ativo recomendado tem como tendência apresentar retornos abaixo do que a média do mercado dentro de um período.

Assim, em relação ao período estipulado para a performace e sua comparação com o mercado, o analista pode dividi-lo em:

  • Curto prazo: operações que duram até 1 semana;
  • Médio prazo: operações com média de 7 dias a 3 meses;
  • Longo prazo: operações longas, com período de 3 meses a 3 anos.

Trabalhe no mercado que mais cresce e remunera no Brasil! Conheça os cursos do Certifiquei e se qualifique para atuar no mercado de capitais!

Market Perform e índices da Bolsa de Valores

Para que o analista possa estimar o retorno do ativo e dizer se ele apresenta possibilidades de desempenho maiores do que a média do mercado, ele pode utilizar alguns índices.

Dentre esses índices, para o mercado nacional, o Ibovespa é o mais utilizado, entretanto, tem-se ainda:

  1. Índice Brasil 50 (IBrX-50);
  2. Índice Brasil (IBrX-100);
  3. Índice Brasil Amplo (IBrA).
  4. Índice Small Cap ( SMLL);
  5. Índice Mid-Large Cap (MLCX);
  6. Índice Financeiro (IFNC);

Pensando no mercado norte americano, pode-se citar como referências para os analistas:

    1. Dow Jones;
    2. S&P 500
    3. Nasdaq.

Assim, os analistas têm uma gama de benchmarks para estimar se uma ação tem possibilidade de ter um desempenho igual ao mercado ou, desempenhos outperform ou underperform.

5 passos para se inscrever na prova da ancord

EBOOK GRATUITO | 5 passos para se inscrever na prova da ANCORD

Baixe o ebook gratuito para conferir como realizar a prova de certificação ANCORD para tornar-se um Agente Autônomo de Investimentos.

5 passos para se inscrever na prova da ancord

EBOOK GRATUITO | 5 passos para se inscrever na prova da ANCORD

Implicações da classificação Market Perform

Como a principal função dos analistas é entregar carteiras/ativos com menores risco do que o mercado e, mesmo assim, com no mínimo o mesmo retorno, a classificação de market perform, outperform e underperform é essencial.

Assim, com base nessas expectativas para os ativos o analista consegue passar ao investidor se é momento de compra, no caso da sua análise demonstrar que o ativo deve alcançar um desempenho maior do que o mercado.

Por outro lado, caso ele acredite que o ativo não irá superar o mercado, sua indicação será de venda.

Por fim, o analista de valores mobiliários pode mensurar que as expectativas para determinado ativo é ficar market perform, ou seja, apresentar desempenho igual ou muito próximo a média do mercado, indicando a manutenção do ativo.

Guilherme Almeida
Guilherme Almeida
Bacharel em Economia e Especialista em Finanças Corporativas e Mercado de Capitais pelo Ibmec-MG. Mestrando em Estatística pela UFMG, atua como professor, palestrante e porta voz das áreas de economia e finanças, tendo concedido mais de mil entrevistas para os principais meios de comunicação. Atualmente, leciona matérias ligadas à Economia e ao Mercado Financeiro em cursos preparatórios para certificações financeiras, além de ser o Economista-Chefe do departamento de Estudos Econômicos da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Minas Gerais (Fecomércio MG).

relacionadas