Poupança integrada: entenda o que é e como funciona

Poupança Integrada: Entenda o Que é e Como Funciona
Share on twitter
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

Para muitos brasileiros, a caderneta de poupança é a forma de aplicação financeira mais confiável e é a mais comum no nosso país. Por isso, a poupança integrada surgiu como forma de facilitar algumas transações financeiras. 

Isso porque a poupança integrada auxilia na gestão do dinheiro que transita entre a conta corrente e a conta poupança. Apesar de existir outros rendimentos muito mais rentáveis e igualmente seguros, a poupança ainda é muito utilizada.

O que é poupança integrada? 

A poupança integrada é um serviço bancário que oferece uma conta corrente vinculada a uma conta poupança. Assim, com essa integração, o cliente pode facilmente realizar depósitos e resgates na conta poupança sem abrir uma conta nova para isso. 

Essa modalidade de conta bancária é muito utilizada pelos brasileiros e pelos bancos no país. Assim, para quem deseja esse serviço, basta solicitar junto ao banco e preencher os requisitos necessários.

Da mesma fora que uma conta normal, a poupança integrada também é movimentada normalmente através de agências físicas, autoatendimento, internet banking e aplicativos bancários de smartphones. 

Quando uma pessoa opta pela por esse modelo de conta, tanto a conta corrente quanto a poupança tem a mesma numeração. Porém, cada uma com seus valores depositados e funções distintas que são separadas. 

Já pensou em ser um profissional qualificado para atuar no mercado financeiro? Conheça os cursos do Certifiquei! 

Como funciona?

A poupança integrada funciona como poupança, mas permite a movimentação rápida e eficaz da conta corrente. Assim, caso precise resgatar o dinheiro aplicado, é muito mais rápido e prático do que outra modalidade. 

Outra função dessa modalidade de conta é que o dinheiro recebido na conta corrente pode ser transferido e aplicado na conta poupança sem pagamento de nenhum imposto. 

Dessa forma, com a poupança integrada é possível pagar débitos diretamente com esse dinheiro, mas é mais indicado fazer isso em momentos de emergência. O que também é um alerta, caso isso seja feito com frequência a poupança pode zerar. 

Em alguns bancos, os serviços gratuitos podem ser limitados apenas à conta poupança. Por isso, é preciso estar ciente de quais termos você tem a sua conta para administrar os serviços pagos da conta corrente com os gratuitos da poupança. 

As contas poupanças tem, geralmente, o rendimento mensal e não há valor mínimo para depósito, Isso vale também para a poupança integrada, que também permite:

  • Consulta de extrato
  • Transferência entre as duas contas
  • Agendamento de movimentações entre a conta corrente para a conta poupança

Vantagens e desvantagens

A maior vantagem da poupança integrada é a comodidade de ter duas contas em uma, e também pode ser a maior desvantagem. Por isso, o cliente deve analisar se é viável manter esse modelo de conta.

Mas, apesar dos riscos, é uma modalidade com muitas vantagens. Confira algumas:

No entanto, em contrapartida, conta com algumas desvantagens. A primeira delas é o rendimento que fica abaixo de outras opções de investimento tão seguras quanto a poupança, como o tesouro direto. Com a rentabilidade abaixo da inflação, é uma desvantagem na poupança. 

Outra desvantagem é que, pela integração das contas, as despesas mensais e a reserva se misturam e quem não consegue ter controle acaba tirando dinheiro de onde não deve e perdendo rentabilidade. 

Apesar da remuneração da poupança começar somente após 30 dias de depósito, muitos brasileiros preferem a poupança integrada para manter uma reserva de emergência. 

Seja um profissional qualificado para atuar no mercado financeiro. Faça os cursos do Certifiquei! 

Rendimentos da poupança integrada

Poupança Integrada: Entenda o Que é e Como Funciona

A poupança integrada tem seus rendimentos iguais aos da poupança tradicional. Assim, mesmo com as facilidades de aplicação e resgate, é uma modalidade de investimento considerada de baixa rentabilidade. 

O rendimento da poupança segue a regra de 2012, ou seja, equivale a 70% da Selic + TR (Taxa Referencial) quando a Selic está abaixo de 8,5%. Quando a Selic está acima de 8,5%, a poupança tem a rentabilidade de 0,5% mensal + Taxa Referencial. 

Mas é consenso entre os especialistas financeiros que outros investimentos com alta liquidez e segurança são melhores alternativas porque possuem rentabilidade maior, como é o caso do Tesouro Direto e fundos DI. 

Como a certificação CNPI pode te ajudar a investir melhor

EBOOK GRATUITO | Como a certificação CNPI pode te ajudar a investir melhor?

Baixe o ebook gratuito para conhecer tudo sobre o CNPI e saber como esta certificação pode te ajudar a investir melhor!

Como a certificação CNPI pode te ajudar a investir melhor

EBOOK GRATUITO | A melhor maneira de fazer uma transição de carreira e entrar no Mercado Financeiro

Diferença entre poupança e poupança integrada 

A maior diferença entre a poupança normal e a integrada é que a segunda opção conta com a facilidade de ter uma conta corrente e os seus serviços atrelados à poupança.

Assim, quem tem a conta integrada consegue movimentar o dinheiro com mais facilidade do que a poupança tradicional e unir os serviços da conta corrente com a rentabilidade da poupança.

Mas a poupança segue com as mesmas funções, rendendo igualmente em ambas as opções, mas quem tem essa opção não consegue ter a facilidade de transação bancária igual a da poupança integrada. 

Como abrir uma poupança integrada? 

Para quem deseja abrir uma conta poupança integrada, não há diferença entre uma abertura de conta tradicional. Para esse processo, é preciso ter em mãos:

  • Documento com foto (RG, CNH e outros)
  • CPF
  • Comprovante de residência

Geralmente a abertura de conta é um procedimento bem rápido, mas o cliente aguarda um tempo para receber o cartão fisicamente em casa. A confirmação da criação da conta acontece após o primeiro depósito. 

Vale a pena ter uma poupança integrada? 

Para entender se vale a pena ter uma poupança integrada ou não, é preciso levar em conta quais os objetivos.

Se for para ter facilidade em transações e manter uma reserva de emergência, pode ser uma boa opção. Para quem tem controle financeiro, manter esse modelo de conta poupança facilita transações em momentos de emergência e garante depósitos mais rápidos.

Entretanto, para quem quer realmente investir e ter uma rentabilidade mais alta, outras opções são mais viáveis. Apesar da segurança e facilidade, a poupança tem uma rentabilidade baixa e não traz um retorno igual às outras opções igualmente seguras.

Por isso, ter ou não uma poupança integrada varia de acordo com os objetivos de cada pessoa e suas preferências financeiras. 

Guilherme Almeida
Guilherme Almeida
Bacharel em Economia e Especialista em Finanças Corporativas e Mercado de Capitais pelo Ibmec-MG. Mestrando em Estatística pela UFMG, atua como professor, palestrante e porta voz das áreas de economia e finanças, tendo concedido mais de mil entrevistas para os principais meios de comunicação. Atualmente, leciona matérias ligadas à Economia e ao Mercado Financeiro em cursos preparatórios para certificações financeiras, além de ser o Economista-Chefe do departamento de Estudos Econômicos da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Minas Gerais (Fecomércio MG).

relacionadas