PSR: saiba tudo sobre o indicador Price to Sales Ratio

PSR: saiba sobre este indicador que faz parte da análise fundamentalista
Share on twitter
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

Saber o momento de comprar um ativo faz toda diferença na trajetória de um investidor ou profissional do mercado financeiro. Portanto, estar atento aos indicadores, como o PSR, que possibilitam avaliar se um negócio está sobrevalorizado são de grande importância para quem atua no mercado. E um dos relevantes, especialmente para quem utiliza a análise fundamentalista, é o PSR.

O PSR é uma métrica, que faz parte da análise fundamentalista, cujo objetivo é avaliar o preço de um título, isto é, compreender se aquela ação está sendo negociada por um preço justo e, através desta informação, projetar o potencial de rendimento daquele investimento.

 O que é o PSR

O PSR, abreviação de price to sales ratio, o que traduzindo para português é índice de preço em relação às vendas, é um método utilizado para se chegar ao valor justo por uma ação. Para isso, é necessário dividir o valor de uma empresa com sua receita operacional líquida.

Sendo utilizado em análises fundamentalistas, o PSR é uma ferramenta útil no momento de se entender o potencial de um negócio através do seu desempenho de vendas.

Além disso, este dado ainda possibilita com que seja feito a comparação entre empresas do mesmo setor, o que abre margem para entender o setor e os bons negócios existentes naquela área.

Todavia, vale reforçar que esta comparação só é válida através de empresas do mesmo setor. Afinal, est métrica varia de acordo com o setor que a empresa está, especialmente por ser um indicador atrelado às vendas de um negócio.

Portanto, quanto maior for a capacidade da empresa de gerar receita se comparado com seu valor, mais interessante será o negócio.

Ainda é necessário entender que por mais que receita e lucro sejam indicadores diferentes, normalmente uma boa receita proveniente de vendas pode indicar que a empresa também pode apresentar um bom lucro.

Assim, faz-se necessário entender como se dá o cálculo desta métrica e como interpretá-lo.

Cálculo do PSR

Para se chegar ao PSR de um negócio, normalmente se utiliza a seguinte equação:

PSR = preço da ação/receita líquida por ação

Sendo que este cálculo é utilizado em três categorias de situações no momento de se realizar um investimento, são elas:

  1. Buscar por empresas no qual o valor cobrado pela ação é justo;
  2. Realizar a comparação de lucro entre empresas que atuam no mesmo setor e analisar a capacidade de rentabilidade de cada negócio;
  3.  Combinar os PSR com outros indicadores visando deixar o estudo mais completo e assertivo.

Em relação ao primeiro ponto, investidores históricos que utilizam este método costumam buscar empresas cujo valor máximo do PSR seja 1.

Isso porque quando este indicativo resulta em um valor baixo, pode representar alguns cenários positivos ao investidor, dos quais é possível citar:

  • O valor pelo qual a ação está sendo vendido é justo ou, até mesmo, barato;
  • O ativo está sendo bem avaliado pelo mercado financeiro, aumentando a credibilidade e segurança do negócio;
  • A ação e a empresa ainda podem estar sendo subvalorizadas, assim se tornando um negócio com potencial de crescimento no médio e longo prazo.

Enquanto, caso o valor apresentado seja superior a 1,5, é aconselhado que o investidor não realize o investimento, afinal o risco é alto e o potencial de rendimentos não é tão elevado.

Além disso, vale ressaltar que existem outros fatores para se analisar junto do price to sales ratio.

Outros fatores

Além do valor, especialistas da área também aconselham que a empresa deva apresentar algumas características positivas, são elas:

  • Boa capacidade de marketing;
  • Corpo profissional com capacidade de inovação;
  • Vantagem competitiva no setor em que atua;
  • Planejamento eficaz de crescimento;
  • Boa capacidade administrativa, especialmente em relação às finanças.

Dessa forma, é necessário ao agente do mercado entender o resultado desta métrica e interpretá-lo de modo mais efetivo, especialmente visando a gestão de carteira de investimentos voltadas ao longo prazo.

Todavia, o PSR se torna uma ferramenta mais eficaz quando aliado com outros indicadores, principalmente o Preço/Lucro.

Combinação com outros indicadores

O PSR é indicativo de relevância, todavia, quando aliado a outros métodos sua efetividade aumenta. Isso porque o resultado deste indicador pode ser fora da realidade de um negócio.

Por exemplo, todas as empresas têm receita, independente de sua saúde financeira. Assim, é seu price to sales ratio pode até ser baixo, contudo a empresa é um mau negócio.

Dessa forma, uma das melhores combinações para se fazer neste tipo de contexto é aliar o PSR com o índice Preço/Lucro (P/L) apresentado por uma companhia.

Afinal, essas duas categorias de indicadores se complementam.

Em situações em que o negócio teve um grande lucro, é natural que seu P/L fique baixo, o que pode atrair diversos investidores interessados em alocar seu capital.

Contudo, essa alta pode ser resultado de uma venda não recorrente, como a venda de um ativo. Portanto, o negócio estaria supervalorizado. E uma forma de descobrir esta situação é utilizar o PSR.

Ou seja, a combinação desses indicadores possibilita que a análise tenha mais fundamentos.

Por fim, vale ressaltar que a combinação dessas métricas é relevante, especialmente para nortear uma análise, porém ganham mais corpo quando unida a outros índices.

Tem o projeto de atuar profissionalmente no mercado financeiro! Acesse o Certifiquei e descubra os principais cursos preparatórios voltados para quem deseja as certificações da área. Confira!

Como trabalhar no Mercado Financeiro

EBOOK GRATUITO | Como trabalhar no Mercado Financeiro?

Baixe agora nosso ebook gratuito para descobrir o que você precisa para conseguir uma oportunidade no Mercado Financeiro!

Como trabalhar no Mercado Financeiro

EBOOK GRATUITO |
Como trabalhar no Mercado Financeiro?

Importância do PSR para o profissional do mercado financeiro

PSR: saiba sobre este indicador que faz parte da análise fundamentalista

Saber precificar uma ação é um passo fundamental para quem busca atuar profissionalmente no mercado financeiro, e o price to sales ratio é um dos indicadores financeiros mais relevantes nesse sentido.

Assim, cabe ao profissional se inteirar do assunto e saber o momento de utilizar esta métrica.

Por exemplo, através do PSR o profissional conseguirá entender o melhor momento de se comprar e vender uma ação, utilizando um método mais seguro, afinal receitas são menos voláteis que outros dados, como lucro, por exemplo.

Contudo, as limitações do price to sales ratio também são destacadas, especialmente porque é uma métrica que serve para comparações específicas, como a análise de empresas do mesmo setor, por exemplo.

Portanto, entender os pontos fortes e fracos do PSR, saber os contextos no qual ela é útil e a melhor forma de aliar outros indicadores com o price to sales ratio é uma tarefa relevante para quem busca trabalhar com análise de investimentos.

Guilherme Almeida
Guilherme Almeida
Bacharel em Economia e Especialista em Finanças Corporativas e Mercado de Capitais pelo Ibmec-MG. Mestrando em Estatística pela UFMG, atua como professor, palestrante e porta voz das áreas de economia e finanças, tendo concedido mais de mil entrevistas para os principais meios de comunicação. Atualmente, leciona matérias ligadas à Economia e ao Mercado Financeiro em cursos preparatórios para certificações financeiras, além de ser o Economista-Chefe do departamento de Estudos Econômicos da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Minas Gerais (Fecomércio MG).

relacionadas