Gestão de carteira: saiba tudo sobre esta importante ferramenta

Gestão de carteira: saiba tudo sobre esta importante ferramenta
Share on twitter
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

Entender como é feita a gestão de carteira de investimentos é sem dúvidas um dos passos mais relevantes para aqueles que investem no mercado financeiro, afinal essa prática possibilita ao investidor conquistar uma rentabilidade maior em seus negócios.

Todavia, ainda que a gestão de carteira seja tão relevante, muitos investidores, em especial os iniciantes, tendem a não se preocupar com este processo na hora de planejar seus investimentos.

O que é a gestão de carteira

Gestão de carteira: saiba tudo sobre esta importante ferramenta

Como o próprio nome sugere, a gestão de uma carteira nada mais é do que o monitoramento e avaliação constante do desempenho dos ativos que formam uma portfólio de investimentos.

Uma carteira de investimentos pode ser composta por ativos de renda fixa e variável, no qual se encontram investimentos como:

  • Títulos públicos;
  • Ativos imobiliários;
  • Ações;
  • Fundos de investimentos.

Essas são opções de ativos que compõem um portfólio de investimentos, sendo que cada um conta com particularidades.

Por isso uma boa gestão de investimentos é tão importante, pois ela proporciona que a carteira, mesmo composta por ativos diferentes, tenha uma rentabilidade positiva.

Dessa forma, é possível que o investidor tenha um panorama mais exato sobre os seus investimentos, entendendo, em especial, três pontos:

  1. Desempenho;
  2. Volatilidade;
  3. Riscos.

Ou seja, quando bem feita, a gestão de um portfólio de investimentos permite ao investidor entender de forma mais exata quais podem ser seus próximos passos.

Simultaneamente a isso, os riscos diminuem, o que é um dos pontos de maior interesse por parte dos investidores.

Visto o que é, ainda é fundamental entender como funciona.

Como funciona a gestão de carteira

Como apresentado até aqui, a gestão de investimentos é uma prática essencial para aqueles que buscam ganhos vantajosos no longo prazo. Em especial, para investidores de ações.

Afinal, esse é um tipo de investimento no qual a volatilidade é maior quando vista pela ótica do curto prazo.

Portanto, a gestão permite com que o investidor entenda o ganho permitido pelo ativo no qual se está investindo, especialmente se focado no longo prazo.

Ao mesmo tempo que uma gestão bem feita possibilita entender o melhor momento de se comprar e vender um ativo.

Além disso, a gestão permite com que investidores iniciantes consigam traçar seu perfil de investimentos, afinal a prática de realizar essa atividade permite um maior entendimento de como funciona o mercado financeiro.

Porém, para que isso aconteça, é necessário entender três fatores. São eles:

  • Definição de uma estratégia com base no perfil de investimentos;
  • Saber quais são e como funcionam as ferramentas de gestão;
  • Conhecimento dos indicadores financeiros.

Esses são três fatores essenciais para uma gestão bem-feita, por isso há a necessidade de apresentá-los de forma mais completa.

Definição de uma estratégia com base no perfil de investimentos

Antes de tudo, o investidor que busca obter retornos interessantes no mercado financeiro tem que entender seu perfil.

Para entender qual o seu perfil de investidor é preciso levar em consideração três critério principais:

  • segurança
  • rentabilidade
  • liquidez

Cada investidor tem sua prioridade em um desses critérios, o que define se perfil que, geralmente, se encaixa em um desses três:

  1. Conservador: prioriza a segurança;
  2. Moderado: gosta de segurança, mas está disposto abrir mão dela em detrimento de maior rentabilidade;
  3. Arrojado: tem mais tolerância ao risco.

Portanto, entender seu perfil é fundamental antes de realizar o gerenciamento da carteira de investimentos.

Afinal, apenas a partir do momento que seu objetivo estiver traçado, é possível entender quais são os ativos que melhor se encaixam na composição de sua carteira.

Com isso, a caminhada até o objetivo final se torna mais “tranquila”.

Saber quais são e como funcionam as ferramentas de gestão

Para manter uma boa gestão de portfólio, algumas ferramentas podem ser indispensáveis.

Hoje, por exemplo, já existem diversos aplicativos que auxiliam o investidor a gerenciar sua carteira e, consequentemente, criar uma melhor estratégia de investimentos.

Portanto é importante analisar as opções e entender qual se encaixa melhor em seu perfil.

Como a gestão de investimentos pode ser feita de diferentes formas e com diferentes frequências, esse tipo de aplicativo tende a ser interessante na administração de seus recursos.

Afinal, essas ferramentas conseguem elencar informações importantes existentes em um portfólio de forma automática.

Por exemplo:

  • rentabilidade periódica de cada ativo da carteira;
  • principais indicadores financeiros daquele momento;
  • como o capital está alocado na carteira.

Conhecimento dos indicadores financeiros

Por fim, mas não menos importante, temos a importância do entendimento sobre os indicadores financeiros no momento de se montar e gerir uma carteira.

O entendimento dos indicadores são essenciais no momento de se comprar um ativo, da mesma forma eles são importantes quando é necessário remover um investimento da carteira.

Entre esses indicadores, podemos citar: Preço/Lucro (P/L); retorno sobre patrimônio líquido (ROE); Dividend Yield (DY), entre outros. Sendo que esses citados são conhecidos como indicadores fundamentalistas.

Tem interesse em trabalhar no mercado financeiro? A Certifiquei possui os melhores cursos preparatórios para os certificados voltados a quem busca trabalhar na área. Confira!

Gestão de carteira administrada

Gestão de carteira: saiba tudo sobre esta importante ferramenta

É natural que cada investidor tenha um objetivo particular no mercado financeiro, dessa forma sua atuação também vai de acordo com esse foco.

Por exemplo, há uma série de pessoas que preferem deixar para terceiros a atividade de realizar investimentos com seu capital.

Nesse sentido existem profissionais certificados para administrar carteiras de investimentos, isso é um serviço do mercado financeiro chamado de carteira de investimentos administrada.

Esse tipo de serviço é realizado por um gestor de investimentos, sendo que seu papel é cuidar do patrimônio investido por seu cliente.

Para isso, o investidor precisa cumprir três requisitos, são eles:

  1. ter uma conta aberta em seu nome em uma corretora regulamentada;
  2. contrato oficializado com um gestor de investimentos;
  3. procuração que autorize ao gestor comprar e vender ativos existentes em seu portfólios.

Após contratado, o gestor cumpre atividades que vão desde a elaboração da melhor estratégia de investimento, até entender o melhor momento para se vender um negócio, passando também pela criação de uma educação financeira no cliente.

Como trabalhar no Mercado Financeiro

EBOOK GRATUITO | Como trabalhar no Mercado Financeiro?

Baixe agora nosso ebook gratuito para descobrir o que você precisa para conseguir uma oportunidade no Mercado Financeiro!

Como trabalhar no Mercado Financeiro

EBOOK GRATUITO |
Como trabalhar no Mercado Financeiro?

Todavia, vale destacar que o serviço que envolve uma carteira administrada historicamente tem um valor elevado. Por isso, é necessário pesquisar as opções existentes no mercado.

De qualquer forma, a gestão de carteira é um passo essencial para aqueles que buscam o mercado financeiro como uma forma de conseguir sua independência financeira.

Guilherme Almeida
Guilherme Almeida
Bacharel em Economia e Especialista em Finanças Corporativas e Mercado de Capitais pelo Ibmec-MG. Mestrando em Estatística pela UFMG, atua como professor, palestrante e porta voz das áreas de economia e finanças, tendo concedido mais de mil entrevistas para os principais meios de comunicação. Atualmente, leciona matérias ligadas à Economia e ao Mercado Financeiro em cursos preparatórios para certificações financeiras, além de ser o Economista-Chefe do departamento de Estudos Econômicos da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Minas Gerais (Fecomércio MG).

relacionadas