Teoria da firma: o que é a relação entre empresa e mercado?

Teoria da firma: o que é a relação entre empresa e mercado?
Share on twitter
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

A organização de empresas é importante porque resulta na sua qualidade ou não dos produtos e serviços, além de refletir no lucro. Por isso é importante conhecer a teoria da firma.

A teoria da firma está atrelada diretamente em garantir que determinada empresa tenha sua organização focada em minimizar custos e maximizar lucros diante da oferta do mercado.

O que é teoria da firma?

A teoria da firma é um conceito criado pelo inglês e economista Ronald Coase que se refere à organização das firmas e sua atuação no mercado e tem como objetivo principal diminuir os custos de transações nas negociações financeiras.

Sendo assim, nessa teoria, os agentes econômicos não operam diretamente no mercado, mas as firmas são estruturadas para isso.

Segundo o objetivo da teoria da firma, as empresas que atuam com a oferta de mercado são importantes porque reúnem o capital e o trabalho para realizar a produção de determinado produto e tem a responsabilidade de adicionar valor às matérias primas utilizadas em seus processos.

As empresas têm sua rotina de produção baseada na expectativa de demanda do mercado e oferta se ajusta através do consumo e compra daquele produto. Dentro dessa teoria, a empresa é vista como uma unidade de produção e não do ponto de vista contábil ou jurídico.

Conheça o mercado financeiro e se torne um profissional qualificado. Faça os cursos do Certifiquei!

Qual a finalidade da teoria da firma?

Teoria de firma: o que é a relação entre empresa e mercado?

A principal finalidade da teoria da firma é estudar o comportamento da unidade do setor da produção. Assim, ela explica como proceder para que a sociedade empresária atue de forma mais eficiente em relação aos seus bens ou serviços.

Dentro do mercado é onde ocorrem as transações e negociações de diferentes naturezas, por isso, para a atuação direta no mercado, há os custos de transações. Para lidar com esses custos de forma saudável, há a necessidade de se organizar firmas.

Para isso, as firmas entram como instituições para facilitar o fornecimento de bens e serviços no mercado e atuar de forma direta nas negociações que envolvem seus produtos.

A firma consegue organizar e centralizar a produção e, assim, reduzir os custos de ir para o mercado e são consideradas mais viáveis.

Por isso as opções de realizar negociações econômicas diretamente no mercado organizando sociedades empresariais são consideradas importantes dentro da teoria.

Teoria da produção, custo e investimento

Dentro da teoria da firma há conceitos de três teorias que são importantes para o entendimento da funcionalidade dela. São:

  • Produção
  • Custo
  • Investimento

A teoria da produção se refere à produção e produtividade e auxilia a firma a determinar qual a quantidade ideal a ser produzida. Isso baseado em dados e estudos que comprovem que essa quantidade será viável de ser produzida.

Já a teoria de custo se refere aos custos econômico, total, marginal e médio. Ou seja, como a firma irá produzir a quantidade desejada com o mínimo de custos.

Por último, a teoria do investimento consiste em tentar maximizar os lucros minimizando os custos e abrange a receita total, média e marginal da firma.

A teoria da firma está presente há anos no mercado financeiro, econômico e empresarial e é uma aliada para os profissionais que atuam à frente de investimentos e grandes empresas.

Guilherme Almeida
Guilherme Almeida
Bacharel em Economia e Especialista em Finanças Corporativas e Mercado de Capitais pelo Ibmec-MG. Mestrando em Estatística pela UFMG, atua como professor, palestrante e porta voz das áreas de economia e finanças, tendo concedido mais de mil entrevistas para os principais meios de comunicação. Atualmente, leciona matérias ligadas à Economia e ao Mercado Financeiro em cursos preparatórios para certificações financeiras, além de ser o Economista-Chefe do departamento de Estudos Econômicos da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Minas Gerais (Fecomércio MG).

relacionadas