Payout: conheça um dos indicadores mais importantes do mercado

Payout: Conheça um dos Indicadores mais Importantes do Mercado
Share on twitter
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

Para os investidores focados em receber dividendos, conhecer alguns indicadores do mercado financeiro é essencial. É o caso do payout, ou payout ratio.

Afinal, payout é o termo que indica a porcentagem paga ao acionista. Ou seja, é por meio do payout que o investidor sabe qual o retorno obtido em uma aplicação.

O que é payout

Em suma, o payout é o valor de distribuição de lucros que as empresas listadas na bolsa de valores pagam aos seus cotistas, sendo que esse montante pode ser pago na forma de juros sobre capital próprio ou dividendos.

Dessa forma, o payout é um indicador de suma importância e deve ser conhecido pelos investidores e profissionais do mercado financeiro.

Vale ressaltar que as empresas listadas na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), costumam pagar no mínimo 25% de seu lucro líquido em dividendos. Contudo, existem empresas que pagam proventos acima desta porcentagem, em casos assim a terminologia utilizada é payout incremental.

Não à toa esse é um dos indicadores mais utilizados em análises fundamentalistas, sendo que seu peso é tamanho que, por vezes, o valor de mercado de um negócio é tão relevante quanto sua política de distribuição de dividendos.

Portanto, é fundamental que o investidor saiba como realizar o cálculo acerca deste indicador financeiro, especialmente porque ele é que define o dividend yield.

Cálculo do payout

A seguir, vamos entender como é feito o cálculo do payout.

Para chegar ao valor, em porcentagem, do payout das empresas é feito a divisão entre os dividendos distribuídos pelo negócio com o lucro líquido da empresa. Sendo que o resultado é multiplicado por 100.

Visando facilitar o entendimento acerca desse cálculo, vamos exemplificar: se uma empresa paga R$46.000 em dividendos, frente ao seu lucro líquido de R$100.000, o payout pago é de 46%.

Entendido como é feito o cálculo desse indicador, é necessário interpretá-los e, especialmente, saber qual sua utilidade na prática.

Utilidade na prática

Como já citado, o payout das empresas serve como um indicador financeiro para chegar ao valor pago em dividendos ou juros sobre capital pelo negócio.

Mas afinal, o que significam resultados como o do exemplo anterior, em que o payout foi de 46%? Este valor é bom ou não?

Não existe uma resposta definitiva para isso, afinal, este é apenas um número isolado.

Portanto, para realizar uma interpretação completa sobre o que aquele número representa faz-se necessário se armar de outros dados.

Ou seja, entender a empresa além de seu payout é de extrema relevância, afinal existem diversos contextos possíveis para chegar a um payout.

Por exemplo, um resultado de 46% pode indicar um ótimo negócio para investidores de longo prazo, afinal este dado pode ser um indicador de que a empresa está em crescimento.

Todavia, este mesmo valor também pode ser um indicativo que a empresa está no seu limite, assim as projeções de longo prazo não são tão interessantes.

Para deixar isso mais claro, faz-se necessário analisar outros contextos.

Como interpretar o payout das empresas

Existem casos onde o payout se aproxima de 100%. Isso pode indicar que o negócio já está consolidado, diminuindo assim o risco acerca deste investimento.

Há ainda as empresas que possuem o dividend payout superior ao valor de 100%. Nesses casos é necessário ainda mais cuidado por parte do investidor.

Isso porque empresas que estão pagando um número tão alto de proventos tendem a estar se endividando para arcar com esses compromissos.

Além disso, também há a possibilidade que o negócio esteja utilizando tal prática para atrair novos investidores, assim amenizando a queda no valor de suas ações.

Portanto, saber interpretar o que quer dizer o payout das empresas é essencial no momento da montagem de uma carteira de investimentos.

Ainda é necessário reforçar a importância de analisar outros índices junto ao payout.

Quais indicadores usar para analisar um investimento?

Aliar o payout com outros indicadores é um passo fundamental para se chegar ao valor mais justo por uma ação e, consequentemente, descobrir bons pagadores de proventos.

Alguns indicadores que o investidor deve analisar incluem:

  • Lucro recorrente;
  • Market share;
  • Margens altas;
  • Endividamento;
  • Histórico de pagamento de dividendos.

Sendo que esse último merece um destaque especial. Afinal, através do histórico de pagamentos de dividendos é possível perceber se o dividend yield de um negócio não está elevado devido a receitas extraordinárias.

Ou seja, capital que não faz parte do fluxo de caixa recorrente de uma empresa.

Como trabalhar no Mercado Financeiro

EBOOK GRATUITO | Como trabalhar no Mercado Financeiro?

Baixe agora nosso ebook gratuito para descobrir o que você precisa para conseguir uma oportunidade no Mercado Financeiro!

Como trabalhar no Mercado Financeiro

EBOOK GRATUITO |
Como trabalhar no Mercado Financeiro?

Importância do payout para o profissional do mercado financeiro

PAYOUT: conheça um dos indicadores mais importantes do mercado

Sendo um dos indicadores mais relevantes do mercado financeiro, especialmente para análises no longo prazo, é fundamental que o profissional tenha conhecimento e entendimento acerca do payout.

Principalmente porque este indicador é fundamental no momento de tomada de decisões dos investidores, portanto é necessário que o profissional que trabalha no segmento saiba a melhor forma de utilizá-lo.

Por exemplo, um Analista de Valores Mobiliários trabalha com indicações de investimentos, portanto analisar este indicador é importante no momento de se encontrar bons investimentos é indicá-los.

Busca trabalhar no mercado financeiro? Acesse o Certifiquei e descubra os principais cursos preparatórios voltados para quem deseja as certificações da área. Confira!

Além disso, este indicador é usado ainda como um importante medidor da saúde financeira do negócio.

Ou seja, o payout faz parte da rotina de trabalho dos profissionais de mercado, assim os cuidados em relação à sua metodologia são de suma importância.

Guilherme Almeida
Guilherme Almeida
Bacharel em Economia e Especialista em Finanças Corporativas e Mercado de Capitais pelo Ibmec-MG. Mestrando em Estatística pela UFMG, atua como professor, palestrante e porta voz das áreas de economia e finanças, tendo concedido mais de mil entrevistas para os principais meios de comunicação. Atualmente, leciona matérias ligadas à Economia e ao Mercado Financeiro em cursos preparatórios para certificações financeiras, além de ser o Economista-Chefe do departamento de Estudos Econômicos da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Minas Gerais (Fecomércio MG).

relacionadas