Transição de carreira no mercado financeiro demanda cautela

Transição de carreira no mercado financeiro demanda cautela
Share on twitter
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

Insatisfação com o retorno financeiro, mudanças no mercado de trabalho, novas tecnologias, idade, ou, simplesmente, desejo de mudar. Há inúmeros motivos para se buscar uma transição de carreira.

Alguns profissionais decidem apenas mudar o foco de atuação, como migrar para o de uma área diferente. Há, contudo, quem opte por uma transição de carreira mais profunda. E nos últimos anos a atuação no mercado financeiro virou o desejo de muita gente.

O que é transição de carreira?

Transição de carreira é quando um profissional decide mudar sua área de atuação. Pode ser uma mudança de posicionamento dentro de sua própria profissão ou fora dela.

Assim, as mudanças de carreira podem ser pequenas ou grandes. E como elas têm se tornado cada vez mais comuns, é possível que você esteja pensando em fazer também a sua. O importante é planejar.

Planejamento, aliás, passa também por autoconhecimento. Faça uma avaliação crítica de você mesmo. Está disposto a sair de sua zona de conforto? Está apto para seguir o novo rumo que planeja tomar? Dedicação é um dos seus pontos fortes?

Se a resposta a tudo isso for sim, ótimo. E, se não for, ótimo também! Ao menos você concluiu que precisa melhorar em alguns pontos. Vá em busca disso.

A melhor forma de fazer uma transição de carreira e entrar no Mercado Financeiro

EBOOK GRATUITO | A melhor maneira de fazer uma transição de carreira e entrar no Mercado Financeiro

Baixe o ebook gratuito e saiba como fazer sua transição de carreira para o Mercado Financeiro!

A melhor forma de fazer uma transição de carreira e entrar no Mercado Financeiro

EBOOK GRATUITO | A melhor maneira de fazer uma transição de carreira e entrar no Mercado Financeiro

Processo de transição de carreira

Não importa qual seja sua profissão atual, ou se você apenas está buscando uma recolocação no mercado. Se você quer uma transição de carreira, organização e planejamento são fundamentais.

Especialistas em recursos humanos são unânimes em apontar alguns passos para quem busca uma nova frente de atuação. Assim, é preciso conhecer a área de interesse, fazer cursos, ter uma reserva financeira, entender a dinâmica das empresas e, claro, conhecer as profissões em alta no mercado.

  • Ambientar-se à área de interesse: é uma dica simples, mas fundamental. Antes de se atirar em uma nova carreira, busque muitas informações sobre ela. Assim, converse com pessoas que já atuem na área, pois elas mostrarão as vantagens e, principalmente, as dificuldades;
  • Fazer cursos: se isso é importante em uma profissão que você já conhece, certamente é importante para uma que você está migrando. Cursos focam no que é importante no momento. Assim, é uma das melhores maneiras de se manter atualizado;
  • Ter uma reserva financeira: no mundo ideal, tenha dinheiro guardado para garantir seu sustento por um ano. Transição de carreira nem sempre é um processo fácil. Você pode acabar não gostando no meio do caminho, ou pode simplesmente demorar a engrenar. Esteja pronto;
  • Entender a dinâmica das empresas: se o seu foco é mudar dentro da própria empresa, ou buscar desafios em uma nova, não deixe de conhecer bem o local de trabalho;
  • Conhecer as profissões em alta: considera que seus rendimentos não condizem com o tanto que você entrega? Quer mudar a carreira para uma que ofereça melhores vencimentos? Então, busque informações sobre as profissões em alta no mercado. Ele tem sido muito dinâmico.

Seguir essas dicas, por certo, não irá garantir sucesso na próxima empreitada, mas elas podem diminuir as suas chances de erro.

Transição de carreira para o mercado financeiro

Dentre as profissões em alta, as do mercado financeiro despertam o interesse cada vez mais. São pessoas que conhecem casos de amigos que passaram a ter bons ganhos na área, ou que leram sobre o tema, ou ainda que viram histórias bem-sucedidas em filmes ou séries.

Mas, como tudo na vida, é preciso ter cautela.

Se fosse fácil ganhar dinheiro no mercado financeiro, todo mundo ia querer migrar para lá, correto? Aliás, isso vale para esse foco de atuação ou para qualquer outro.

Trata-se de uma área altamente competitiva, em que o profissional precisa saber lidar bem com a pressão. Fazer cursos e ter muito conhecimento na área, portanto, é fundamental. Além disso, é preciso ter certificações do mercado financeiro.

Certificações financeiras

As principais certificações financeiras, e essenciais para quem deseja se destacar no mercado financeiro, são as seguintes:

  • CPA-10: essencial para atuar em agências bancárias ou Plataformas de Atendimento de instituições financeiras;
  • CPA-20: voltada para profissionais que desejam atuar em segmentos Varejo Alta Renda, Private Banking, Corporate e Investidores Institucionais;
  • CEA: para profissionais que desejam se tornar especialista em investimento, assessorando gerentes de contas de investidores pessoas físicas e indicando produtos dos mercados financeiro, de capitais e de previdência complementar aberta.
  • ANCORD: para profissionais que desejam se tornar Agentes Autônomos de Investimento e atuarem principalmente em corretoras e a mercado de títulos e valores mobiliários. Certificação altamente solicitada em escritórios de investimento.
  • CGA: certificação ideal para profissionais que desejam trabalhar com gestão de recursos de terceiros;
  • CFP: recomendada para profissionais que desejam se tornar planejadores financeiros, private bankers, family offices. Tem o mesmo nível de uma pós-graduação;
  • CFA: certificação financeira com alto nível de relevância, sendo conhecida internacionalmente;
  • CNPI: obrigatória para profissionais que desejam ser Analistas de Valores Mobiliários e recomendar investimentos.

Aqui no Certifiquei você encontra os melhores cursos preparatórios para tirar a sua certificação financeira. Clique e confira!

Profissões do mercado financeiro

Quando falamos em mercado financeiro, muitas pessoas costumam imaginar aquele profissional que atua na mesa de operações. Há, contudo, diferentes áreas de atuação e, portanto, diversos tipos de profissionais.

O analista de crédito, por exemplo, é aquele profissional que busca informações financeiras sobre pessoas (físicas ou jurídicas) que estão em busca de crédito. É a partir desses dados que o profissional irá avaliar os riscos de concessão.

O analista financeiro, por sua vez, atua nas rotinas de uma empresa. Ele cuida do fluxo de caixa, projeção de lucros, entre outros.

Já o analista de valores mobiliários faz e estuda relatórios para orientar investidores, a partir de sua experiência e dos dados levantados junto ao mercado.

Do mesmo modo, o gestor de investimentos é outro profissional muito requisitado no mercado financeiro. Ele é responsável por gerir fundos, o que inclui a busca por oportunidades de aplicação e orientação ao seu grupo.

E, claro, é provável que você conheça bem a figura do trader. Trata-se do profissional responsável por comprar e vender ações. Você pode, inclusive, se tornar um trader para trabalhar de forma autônoma.

Atuar em todas essas frentes, no entanto, exige certificações próprias. Na página de cursos do Certifiquei, você encontra uma série delas.

Como trabalhar no Mercado Financeiro

EBOOK GRATUITO | Como trabalhar no Mercado Financeiro?

Baixe agora nosso ebook gratuito para descobrir o que você precisa para conseguir uma oportunidade no Mercado Financeiro!

Como trabalhar no Mercado Financeiro

EBOOK GRATUITO |
Como trabalhar no Mercado Financeiro?

Considerações finais

Buscar novos rumos profissionais, seja na própria empresa onde se trabalha, seja em outra, é uma dinâmica comum e saudável no mercado de trabalho.

Ao mesmo tempo, decidir mudar totalmente seu foco de atuação pode ser um divisor de águas positivo.

Como vimos, a transição de carreira é cada vez mais buscada. Os interesses são os mais variados e vão desde busca por melhores ganhos financeiros até o desejo de dar um novo fôlego à vida profissional.

Essas mudanças, no entanto, demandam foco, estratégia e planejamento. É preciso saber bem o que se quer e, tanto quanto, como se chegar lá.

Cursos, capacitações, conhecimento e dedicação são palavras chaves para quem busca uma transição de carreira. E, em tempos de mudanças tão rápidas e ciclos cada vez mais curtos, vale a pena investir.

Conte com o cursos preparatórios do Certifiquei para fazer sua transição de carreira da melhor forma possível.

Guilherme Almeida
Guilherme Almeida
Bacharel em Economia e Especialista em Finanças Corporativas e Mercado de Capitais pelo Ibmec-MG. Mestrando em Estatística pela UFMG, atua como professor, palestrante e porta voz das áreas de economia e finanças, tendo concedido mais de mil entrevistas para os principais meios de comunicação. Atualmente, leciona matérias ligadas à Economia e ao Mercado Financeiro em cursos preparatórios para certificações financeiras, além de ser o Economista-Chefe do departamento de Estudos Econômicos da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Minas Gerais (Fecomércio MG).

relacionadas